X

Diário da Região

10/06/2015 - 00h00min

Teatro

Espetáculo no Rio reúne dois talentos rio-pretenses

Teatro

Victor Hugo Cecatto/Divulgacao Atriz Fernanda de Freitas
Atriz Fernanda de Freitas

O talento de dois rio-pretenses - o dramaturgo Dib Carneiro Neto e a atriz Fernanda de Freitas - está unido em uma montagem que estreia amanhã, no Rio de Janeiro. "Pulsões", espetáculo inédito de Dib, mostra o encontro entre uma bailarina vivida por Fernanda de Freitas e um maestro interpretado por Cadu Fávero, por meio de uma dramaturgia atemporal e não linear. 

Os personagens convivem em um espaço indefinido, amplo e lúdico, alternando momentos de amor e loucura. O casal sabe que há fragmentos que os unem, mas paira entre eles a ameaça constante da perda de memória. Apenas música e dança podem curá-los. "São pessoas com desvios de comportamento, que só conseguem se salvar pela música ou a dança", diz Dib, em entrevista ao Diário. 

 

Dib Carneiro Neto O dramaturgo rio-pretense Dib Carneiro Neto

A peça foi escrita a pedido da diretora Kika Freire, com quem Dib teve contato por meio de seus trabalhos com o grupo Galpão. Kika sempre quis fazer um espetáculo abordando o tema. "Assistindo a um filme, há cerca de 12 anos, chegamos ao final com uma surpresa: o perdão ao assassino e a condenação ao louco. 

Me indignei! Logo em seguida tive acesso ao trabalho da doutora Nise da Silveira e mergulhei no 'inconsciente profundo', concêntrico, dilatado, louco e são, onde afeto é capaz de movê-lo por dinâmicas impensadas pela psiquiatria clássica. A partir daí, comecei a gerar 'Pulsões'." A diretora apresentou a ideia à Primeira Página Produções, que realiza o espetáculo. 

O trabalho da psiquiatra Nise da Silveira serviu de inspiração para a composição de um espetáculo multirreferencial, que mescla teatro, música e dança para abordar temas complexos de forma delicada. Sem julgamentos ou pretensão de compreender, o espectador é guiado por um mundo transgressor e belo, onde não há limites quando arte e loucura se encontram. "Sem a relação de uma pessoa com a outra, não há cura possível", escreveu a psiquiatra.

Fernanda, que desde 2011 está no ar no seriado "Entre Tapas e Beijos", da TV Globo, é bailarina clássica desde os 8 anos de idade, e entrou para o elenco por meio de Kika. "É uma grande amiga com quem danço há dez anos, e como a dança faz parte da minha vida, consegui trazer com facilidade os movimentos para a cena", diz. A atriz conta que conheceu o conterrâneo Dib nesse trabalho. 

 

Elenco de “Pulsões” “A dança faz parte da minha vida”, diz Fernanda de Freitas, que aparece junto ao elenco de “Pulsões”

Ela conversou com o Diário na tarde de ontem, por telefone, antes de começar um dos últimos ensaios até a estreia. "Achei o máximo, foi uma coincidência muito feliz encontrar alguém de Rio Preto, uma cidade que respira teatro", afima Dib, sobre a atriz. Segundo o autor, a música tem função dramatúrgica e é peça fundamental na história do espetáculo. No palco, João Bittencourt e Maria Clara Valle tocam ao vivo o piano e o violoncelo. 

O figurino foi assinado por Teca Fichinski, premiada com o APTR e Shell, em 2012, além de estandarte de ouro em 2009 pela comissão de frente da escola de samba Vila Isabel. O espetáculo estreia no Teatro Poeira, em Botafogo, e fica três meses em cartaz no Rio, seguindo depois para São Paulo. "Que sirva a cada um como uma tentativa de mergulho nas próprias profundezas e delicadezas. Como uma vertigem cênica revolvendo nossas fragilidades mais inconfessáveis. 

Como um oásis de imaginação irrefreável em meio ao pragmatismo concreto de nosso cotidiano. Música e dança indissociáveis do teatro e, portanto, da vida e da morte. Para vocês, e com vocês, uma bailarina e um maestro", diz Dib. O rio-pretense mora em São Paulo desde os 18 anos, onde formou-se em jornalismo. Ele estreou como dramaturgo em 2005, quando Paulo Autran tomou conhecimento de seu texto "Adivinhe Quem Vem Para Rezar" e decidiu lançá-lo como autor de teatro. Em 2008, "Salmo 91", adaptação do livro "Estação Carandiru", lhe rendeu o Prêmio Shell. Autor de três livros, desde 1991 acumula a função de crítico de teatro infantil.

 

 


 

>> Leia aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso