X
X

Diário da Região

09/07/2016 - 00h00min

TEATRO

Shakespeare ao estilo chileno abre o FIT neste sábado

TEATRO

Guilherme Baffi Nicole Espinoza e Jaime Lorca, da Viajeinmóvil, do Chile. Grupo usa uma técnica diferente de manipulação de bonecos para representar um clássico de Shakespeare. (Foto: Guilherme Baffi)
Nicole Espinoza e Jaime Lorca, da Viajeinmóvil, do Chile. Grupo usa uma técnica diferente de manipulação de bonecos para representar um clássico de Shakespeare. (Foto: Guilherme Baffi)

Motivado por ciúme, jovem de 22 anos mata ex-namorada de 23 com golpes de punhal. Vendedora de 43 anos sofre fraturas no rosto e ferimentos graves nos olhos após ser agredida duas vezes pelo namorado. Modelo Luiza Brunet quebra o silêncio e revela que sofreu agressão verbal e física de ex-namorado. Esses são alguns dos diversos casos noticiados, quase que diariamente, sobre algum tipo de violência física ou psicológica vivida por mulheres.

As consequências da vulnerabilidade do sexo feminino perante os costumes de uma sociedade predominante machista já eram previstas pelo escritor William Shakespeare. Em 1604, o inglês escreveu a história de Otelo, o mouro de Veneza que mata sua jovem e bonita mulher Desdémona, por fraqueza humana.

No primeiro dia do Festival Internacional de Teatro (FIT), neste sábado, 8, a Cia. Viajeinmóvil, do Chile, discute a violência contra a mulher com a adaptação de Otelo, uma das mais importantes peças de teatro do dramaturgo inglês. “Nós decidimos montar Otelo depois que entendemos que a peça não falava só de ciúme e sim de violência contra as mulheres, que é algo tão contemporâneo”, explica Jaime Lorca, responsável pela adaptação e direção do espetáculo.

Para a adaptação da tragédia, Lorca teve como base as novelas melodramáticas. “Essa história tem uma relação com as novelas, já que começa em algo absurdo e resulta em uma tragédia. O melodrama impacta o público. E isso é o nosso papel enquanto teatro.”

Na peça, Iago não consegue a promoção dentro da corporação da guarda de Veneza e, por conta disso, resolve convencer o general Otelo que a esposa Desdémona o trai com Cássio, recém-promovido a tenente. Transtornado pelo ciúme, depois de ouvir as confabulações de Iago, Otelo parte para ações que vão definir os destinos dos personagens.

A história de inveja, ódio, racismo e traição é contatada por meio de um jogo de manipulação de marionetes, orientados por Lorca e a atriz Nicole Espinoza. Mas Lorca explica: “Não é uma peça de marionetes. Os objetos são a extensão do nosso trabalho enquanto atores. Como se fôssemos siameses.”

A manipulação de marionetes e objetos durante as cenas é uma das principais características do trabalho desenvolvido pela Vaijeinmóvil, fundada há 10 anos. Otelo estreou há 4 anos e faz parte do repertório de oito espetáculos da companhia.

Otelo será apresentado em duas sessões neste sábado. A primeira às 19h e a outra às 21h, no Teatro Paulo Moura. Caso não tenha garantido seu ingresso antecipadamente, metade das entradas será distribuída uma hora antes do início da sessão. O mesmo se aplica para todas as outras peças desta edição.

Começou

Otelo abre as cortinas do FIT 2016, que segue até dia 16. Contrariando uma tradição e repetindo a estratégia tão criticada em 2013, a abertura ocorre dentro de um teatro e não em um espaço aberto. A escolha é reflexo do tamanho reduzido do evento, que ficará concentrado na Praça Cacilda Becker e na Swift. Nada de apresentações em pontos afastados da cidade.

Sem patrocínio e apoiado apenas nos R$ 700 mil da Prefeitura, o FIT encolheu e, em busca de sobrevida, realiza em 2016 sua menor edição. Durante oito dias, serão 20 peças, de 19 companhias, e 45 apresentações. É o ano com menor número de espetáculos e com a menor participação de grupos internacionais.

Os selecionados vêm de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Pernambuco. Os internacionais vêm do Chile e da Argentina.

O FIT terá uma mostra paralela com nove sessões de seis espetáculos, exibição de documentário e três atividades formativas, entre outras atrações.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso