Diário da Região

25/11/2011 - 01h46min

“Happy Feet 2”

Pinguins 'pés de valsa' invadem os cinemas de Rio Preto

“Happy Feet 2”

Divulgação Agora a trama gira em torno de Erick, filho do protagonista do filme original, que, ao contrário do pai, tem fobia à dança: animação em 3D propõe uma reflexão sobre a autoaceitação e a liberdade de ser diferente
Agora a trama gira em torno de Erick, filho do protagonista do filme original, que, ao contrário do pai, tem fobia à dança: animação em 3D propõe uma reflexão sobre a autoaceitação e a liberdade de ser diferente

Os pinguins estão mesmo em alta em Hollywwod. O mais recente exemplar estrelado pelos bichinhos chega hoje aos cinemas - em Rio Preto é a única estreia desta sexta-feira: “Happy Feet 2”, comédia de animação em 3D repleta de boas intenções. O longa conta na versão original com dublagem de Robin Williams, que empresta voz a Ramón, um pinguim paquerador, e Lovelace, um pinguim guru.


Conta ainda com as vozes de Elijah Wood, Brad Pitt e Matt Damon. Mas no Brasil, o filme circula somente em cópias dubladas. Assim, entram Daniel de Oliveira e Sidney Magal nos papéis de Mano e Amoroso, respectivamente. Yago Machado dá voz a Erik, e Nizo Neto, filho de Chico Anysio, dubla Bill.


O longa é dirigido pelo australiano George Miller, responsável pelo primeiro “Happy Feet”, lançado em 2006. No original, o protagonista Mano era o pior cantor do mundo e foi praticamente expulso de sua comunidade. Mas consegue voltar à sua casa quando desenvolve sua grande habilidade: sapatear. Agora, o filme conta a história do filho de Mano e Glória.


O pequeno Erik tem fobia das coreografias do seu grupo, não quer aprender e não consegue seguir nenhuma dança. Relutante em dançar, Erik foge e encontra Sven Voador, um pinguim que pode voar. Além do problema de relacionamento com o filho, Mano e toda a fauna da Antártida terão de lutar mais uma vez contra a mudança climática.


Em um dos trailers divulgados, os pinguins ficam presos por paredes enormes de neve e gelo e o único jeito de escapar é voando. O problema é que apenas um pinguim possui essa habilidade. É quando Mano mostra a Erik a importância da coragem para a sobrevivência. Eles contam com ajuda de outros animais: de um minúsculo krill a um gigante elefante marinho.


O filme com pinguins dançantes propõe novamente uma discussão sobre o ser diferente, enfatiza o poder de se autoaceitar e o quanto o “não ser igual’ pode valer a pena. O final da história parece ser bem previsível, mas os detalhes da paisagem gélida da Antártida e do oceano fazem a animação valer o ingresso. Mais uma vez, a trilha sonora do longa chama atenção. Tem ópera, yodeling, ritmos de rap e hip hop, dance music e pop contemporâneo.


O diretor quer que o público seja tocado pela música e pela dança. “No primeiro filme, queria que as pessoas sentissem vontade de dançar nas cadeiras. Agora, quero que elas saiam do cinema com esse sentimento intenso do que é a dança, que pensem no significado de estar conectado a outras pessoas - amigos, famílias. Conforme o enredo avança, essa ideia de unidade de propósito fica muito clara e é demonstrada de um modo muito espetacular”.


O sucesso dos pinguins nas telonas


A boa fama dos pinguins no cinema ganhou força em 2005, com o documentário “A Marcha dos Pinguins”, de Luc Jacquet, que registrou o trajeto percorrido pelos bichos em busca do parceiro ideal para acasalar. No ano seguinte, eles protagonizaram “Happy Feet”, que foi sucesso nas bilheterias e ganhou o Oscar de melhor longa-metragem animado do ano.


Os pinguins Capitão, Kowalski, Rico e Recruta, sempre metidos em algum plano mirabolante, ganharam destaque em “Madagascar” 1 e 2, de 2005 e 2008 - os pinguins militarizados já estão garantidos na segunda sequência, para 2012, e ganharam uma série de desenhos e um longa-metragem em 2010. Em abril deste ano, aves reais e mecânicas dividiram a telona com Jim Carrey em “Os Pinguins do Papai”.


Assista o trailer do filme:



Clique e confira os trailers e toda a programação de cinema em Rio Preto e região


Quer ler o jornal na íntegra? Acesse aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso