X
X

Diário da Região

09/10/2015 - 00h00min

Primitivismo conceitual

Orlando Fuzinelli expõe obras de diferentes fases na Casa de Criar

Primitivismo conceitual

Guilherme Baffi O pintor primitivista mostra uma de suas telas criadas a partir de madeira residual. ‘A gente é primitivo no desenho, mas minha cabeça não é primitiva’, diz Orlando Fuzinelli
O pintor primitivista mostra uma de suas telas criadas a partir de madeira residual. ‘A gente é primitivo no desenho, mas minha cabeça não é primitiva’, diz Orlando Fuzinelli

Houve uma época na vida do artista Orlando Fuzinelli em que ele fazia o trajeto entre Rio Preto e Mirassol para ir ao trabalho, e passava em frente a uma fábrica de carrinhos de madeira. Observador que é, logo percebeu que algumas partes da madeira usada na produção eram descartadas. Isso foi o suficiente para aguçar a criatividade dele, que, a partir daí, começou a introduzir esses e outros materiais reaproveitados em sua arte. 

"Eu pegava aqueles quadradinhos de madeira e pregava nas telas. Tudo vai acontecendo meio que por acaso e, quando você vê, a coisa já cresceu", lembra Fuzinelli. Hoje, ele recebe amigos, familiares e admiradores de seu trabalho no vernissage de sua mais nova exposição, na Casa de Criar - Escritório de Arte, a primeira com curadoria do artista visual juny kp!, diretor criativo do espaço. 

Com o título, "F@&$a-se a pátria amada", a mostra pretende ser um marco na carreira de Fuzinelli, ao se arriscar a colocar um fim ou, pelo menos, iniciar uma discussão sobre a tão falada "ingenuidade" da chamada arte naïf, rótulo ao qual o seu trabalho tem sido relacionado ao longo de sua carreira, que completa 30 anos em 2016. A exposição traz um conjunto de cerca de 25 obras de distintos períodos, quase que numa pequena retrospectiva de sua trajetória artística - ou "farsa de retrospectiva", como prefere classificá-la o curador. 

"A exposição é uma possibilidade de enxergar Fuzinelli como um artista cheio de atitude e consciência política e social; revela o olhar perspicaz e atento do artista para o cenário atual do País", fala juny. "Também não vejo ingenuidade em suas afiadas obras políticas, sequer quando aborda com sagacidade as camadas da sociedade brasileira. Ingênuo é quem não o enxerga como um artista contemporâneo que registra o aqui e o agora", conclui. O título da exposição foi uma sugestão do próprio Fuzinelli durante as conversas com o curador. 

"Eu falo que a gente é primitivo no desenho, mas minha cabeça não é de primitivo, está sempre criando e acompanhando o que acontece." Entre as obras da exposição, há telas inéditas e trabalhos em que Fuzinelli pinta sobre suportes inusitados, como chapa de acrílico usada em box de banheiro, teclado de computador e pedaços de madeira.

Fuzinelli também estará com trabalhos na exposição "Cidade Inquieta", com início na próxima quinta, dentro do festival Breu, do Sesc, com curadoria de Danilo Oliveira. Lá, ele vai apresentar pinturas em calotas de carro, entre outras obras.

Como parte da "Cidade Inquieta", haverá trabalhos de diferentes autores pertencentes ao acervo particular do pintor. Entre eles, uma tela produzida em conjunto com o acadêmico Irineu Melzi, decano da pintura rio-pretense.

Fuzinelli ainda ajudou a curadoria, apresentando a Oliveira alguns dos nomes locais que estão nas mostras rotativas da "Cidade Inquieta", como Olinda Silva e Deraldo Clemente. "Tenho um carinho muito especial por meus colegas. Quando se trata do ser humano, estamos todos no mesmo barco." 

Serviço

  • "F@&$a-se a pátria amada", de Orlando Fuzinelli. De 13 de outubro a 5 de novembro, na Casa de Criar (rua Rubião Júnior, 2339), com visitação mediante agendamento. Vernissage hoje, às 20h. Gratuito. Informações: (17) 99131-8500

 


 

>> Acesse aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso