X
X

Diário da Região

28/12/2016 - 00h00min

MIRASSOL

Banda Baratazul aposta em sua produção autoral

MIRASSOL

Zema Pereira/Divulgação Integrantes da banda Baratazul, de Mirassol, e, no detalhe, a capa do DVD recém-lançado pelo grupo, Baratazul Sem Jabá e Sem Frescura, Ao Vivo e na Raça: “Temos letras complexas, mesmo assim não temos vergonha de assumir nosso potencial de ser pop”
Integrantes da banda Baratazul, de Mirassol, e, no detalhe, a capa do DVD recém-lançado pelo grupo, Baratazul Sem Jabá e Sem Frescura, Ao Vivo e na Raça: “Temos letras complexas, mesmo assim não temos vergonha de assumir nosso potencial de ser pop”

Na terra onde reina o sertanejo, a banda de música brasileira Baratazul, de Mirassol, tenta vencer com seu trabalho autoral. Com oito anos de estrada, o grupo acaba de lançar o DVD Baratazul, Sem Jabá e Sem Frescura, Ao Vivo e na Raça, que reúne 10 faixas escritas pelo vocalista Adriano Amêndola e arranjadas e finalizadas pelos músicos Fernando Freitas (baterista), Leka Silva (vocal e violão 12 cordas), Cesar Amêndola (baixista) e Eduardo Molina (guitarrista).

O lançamento oficial do disco foi no dia 18 de dezembro, na praça Dr. Anísio José Moreira, em Mirassol. Após terminar a missa da igreja da matriz, os músicos subiram no palco e apresentaram faixas como Ciberativismo, Babel Babilônia e Ponteio, e o resultado foi um sucesso. Todos os DVDs levados ao show foram vendidos. Na noite de terça-feira, 27, o grupo fez o lançamento do trabalho em Rio Preto, no Boemia Butiquim. 

No show, os músicos apresentaram as canções próprias e também covers de músicos como Ray Charles, The Beatles, Cazuza, Legião e Tim Maia. Na ocasião, os artistas também colocaram DVDs à venda. Adriano Amêndola tem uma voz diferenciada e afinada. As letras das canções têm conteúdo e ritmo. Os músicos exploram bem os instrumentos nas apresentações.

Quem quiser conhecer o trabalho do grupo e também comprar o DVD basta acessar o Facebook Baratazul. Na rede social, há vários vídeos bem produzidos do grupo de Mirassol. O internauta pode acompanhar um pouco de como foi o processo de criação do DVD e assistir a alguns ensaios também. No site www.palcomp3.com/baratazul é possível saber um pouco mais sobre a Baratazul.

O nome Baratazul se deu por causa de uma história inusitada. O grupo mantém um espaço cultural em Mirassol, onde mantém seu estúdio e que abre suas portas para o público em eventos pontuais. No local, antigamente, existia uma fábrica de doces, e quando eles começaram a reformar o ambiente estava sujo e com vários equipamentos antigos. Certo dia, enquanto um dos músicos pintava uma das paredes, pincelou uma barata com tinta azul. Da cena surgiu o título da banda. “A barata se tornou um amuleto da sorte da banda”, conta

 

 

Foi neste local - que fica no Centro de Mirassol, inclusive - que rolou a gravação do DVD, cujas imagens foram captadas pela Huracán Filmes. No espaço, que também é um ateliê e leva o nome de Espaço Contracultural Baratazul, o grupo promove festas, ensaios, aulas de músicas, brechós e encontros que tratam de temas e linguagens diversos. O espaço colaborativo ainda propõe consumo consciente e conta com móveis e objetos reciclados.

Amêndola conta que o grupo gravou vários singles para participar de festivais de música pelo Brasil. Mas não havia chegado a gravar um disco. A ideia de gravar o DVD foi para mobilizar o público e divulgar o trabalho com mais exposição. O músico afirma que cada integrante da banda tem sua função e o resultado é um trabalho colaborativo e prazeroso.

A banda, que já se apresentou com artistas como Titãs, NxZero e Simone, faz planos para 2017. Quer explorar o trabalho autoral, fazer shows e tocar nas rádios. “A ideia é conseguir tocar exclusivamente o trabalho autoral. Nosso foco é revelar as músicas próprias e gravadas em português. Existe uma carência deste tipo de trabalho. Queremos preencher esta lacuna.”

O objetivo da banda é fazer músicas de qualidade, predominantemente rock, mas de forma acessível ao público. “Nos últimos anos, tem faltado apelo popular ao rock nacional. Todo mundo quer pagar de intelectual e essa brecha tem sido preenchida por outros estilos. Temos letras complexas, mesmo assim não temos vergonha de assumir o nosso potencial de ser pop. Não há nenhum pecado nisso, é uma questão de abrir a cabeça”, afirma um texto que define a banda nas redes sociais.

As influências da banda são variadas. Os músicos curtem de Beatles a Legião Urbana até bandas alternativas do cenário atual. Eles também ouvem muito Tim Maia e Zé Ramalho. “Nossas músicas falam de paz, de amor e, ao mesmo tempo, falam de guerra. Mostramos coisas boas e ruins. Mas procurando sempre superação e otimismo, para aprender e refletir sobre o mundo e não apenas bancar o politicamente correto.”

 

Capa DVD Baratazul - 28122016

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso