X

Diário da Região

26/05/2015 - 00h00min

Vem cá, te conheço?

Maria Clara Gueiros chega 'na boa' aos 50 anos

Vem cá, te conheço?

Divulgação Maria Clara Gueiros se cuida para manter a boa forma aos 50 anos. Atriz está no ar na novela “Babilônia”
Maria Clara Gueiros se cuida para manter a boa forma aos 50 anos. Atriz está no ar na novela “Babilônia”

Atriz de teatro, bailarina e comediante, Maria Clara Gueiros está no meio artístico há pouco mais de três décadas. Mas só ganhou projeção na telinha no início dos anos 2000, com o bordão "Vem cá, te conheço?", marca da personagem Laura do humorístico "Zorra Total" (Globo). Vieram, então, papéis melhores nas novelas, como a Lili de "Caras & Bocas" (Globo) e a Bibi de "Insensato Coração" (Globo). 

Atualmente, está no ar como a Karen, de "Babilônia" (Globo), uma corretora de imóveis que tem momentos cômicos, mas sem pesar nas tintas. Contratada da Globo e em ótima forma, ela chega, em 26 de maio, aos 50 anos. "Eu me sinto bem e conto para todo mundo a minha idade." Nos seus planos, está conhecer países como Suécia, Austrália e Índia e continuarem cena. "Quando se trabalha, a vida faz mais sentido."
 

Pergunta - Você começou na TV como bailarina?

Maria Clara Gueiros - Sim, desde o final dos anos 1980 fiz inúmeras participações em especiais e novelas, entre elas "Rainha da Sucata" (Globo) e "Felicidade" (Globo), e até na extinta TV Manchete, no programa "BarAcademia". Só comecei como atriz no início dos anos 1990, em papéis menores.
 
Pergunta - Abraçar o humor foi planejado ou coincidência?

Maria Clara - Comecei a ser atriz no meu grupo de sapateado, em 1987. Faríamos um espetáculo de dança com história, o musical infantojuvenil "Na Cola do Sapateado". O personagem que me foi dado foi o que sobrou, o da aluna burra da turma. Quando percebi, estava ensaiando aquilo e fazendo as pessoas rirem. Descobri uma nova carreira e fui estudar no Tablado (escola de teatro carioca). Já comecei fazendo comédia e nunca mais parei.
 
Pergunta - Enfrentou com humor os percalços até se firmar na profissão?

Maria Clara - Tive muitos momentos de desânimo, mas procurei manter o bom humor, e contei com um marido maravilhoso, Bernardo Jablonski (ator e diretor, morto em 2011), que já se foi. Ele me apoiava e sustentava a casa, enquanto eu fazia teatro infantil, o que me deu uma experiência enorme, mas não rendia muito dinheiro. Meus primeiros 17 anos de carreira só foram possíveis graças ao meu ex-marido, a quem devo tudo.
 
Pergunta - A repercussão do bordão da Laura de "Zorra Total" te pegou de surpresa?

Maria Clara - Sabia que era uma frase boa, mas não tinha ideia de que essa personagem seria um divisor de águas. A partir dela, minha carreira mudou. Até hoje me falam esse bordão por onde ando. É muito recompensador!
 
Pergunta - É verdade que você é tímida?

Maria Clara - Claro. Muita gente acha que um ator, principalmente de humor, está fazendo charminho ao dizer isso. Ser comediante é um trabalho, uma especialização que tenho, e que desenvolvo no palco, no set de gravação e de filmagem. Não saio por aí fazendo piada o tempo todo. Sou reservada.
 
Pergunta - Tem comediante que fora de cena é bem ranzinza...

Maria Clara - Não acho que seja uma comediante mal humorada. Procuro ser gentil e educada com todo mundo. Sempre digo que o ator só existe por causa do público, que é quem faz a nossa profissão ter sentido. Se o desconsiderarmos, estaremos dando um tiro no nosso próprio pé. Agora, ninguém está livre de ter mau humor na vida pessoal e de lutar contra isso.
 
Pergunta - Dá mais trabalho fazer rir ou chorar?

Maria Clara - Como tenho uma predisposição para a comédia, fui sempre sendo chamada para personagens engraçados e foi nesse espaço que me criei. Mas sou, antes de tudo, uma atriz. Fazer o público rir sempre foi mais fácil para mim, mas amo fazer as pessoas se emocionarem. Esse terreno é mais desconhecido e, por isso, muito instigante.
 
Pergunta - Ao contrário de outros papéis, a Karen de "Babilônia" não é exatamente cômica...

Maria Clara - O núcleo dela representa a típica família da classe média. Karen não é cômica, apesar de ter momentos engraçados e leves. O que acho ótimo é esse núcleo ser bem realista. O que vem de humor e de drama tem um tom de verdade. Não é nada caricato.
 
Pergunta - Quais são suas válvulas de escape?

Maria Clara - Faço ginástica todos os dias, religiosamente. Faço análise, tenho aula de piano, adoro comer bem e ver séries na televisão. Meu lado "trash" é assistir a programas da TV a cabo como "Acumuladores Compulsivos", "Doenças Constrangedoras" e "Extreme Makeover".
 
Pergunta - Você está prestes a completar 50 anos. Como cuida da saúde e da estética?

Maria Clara - Sou muito disciplinada e me cuido incansavelmente. Vou à minha dermatologista Denise Barcelos a cada 15 dias e faço vários tratamentos para estimular a produção de colágeno. Além disso, malho de cinco a seis vezes por semana, com o César Parcias, meu professor de ginástica. Não tomo sol, uso protetor solar, bebo água, procuro dormir bem e não beber muito.
 
Pergunta - E de cabeça, como é fazer 50 anos?

Maria Clara - Fazer 50 anos, hoje em dia, é completamente diferente. Os 50 são os novos 40. Eu me sinto muito bem e conto para todo mundo a minha idade. O importante é se cuidar para estar bem de corpo e alma.

 

 


 

>> Leia aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso