X
X

Diário da Região

27/07/2016 - 11h07min

CULTURA

Marcelo Calero critica gestão anterior do MinC pelas redes sociais

CULTURA

Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr Novo ministro da Cultura usou as redes sociais para criticar gestão anterior do Minc
Novo ministro da Cultura usou as redes sociais para criticar gestão anterior do Minc

Um dia depois das 81 demissões no Ministério da Cultura, o ministro Marcelo Calero voltou ao Facebook para se manifestar sobre o assunto. "Na tentativa desesperada de construir uma narrativa política, o pessoal raivoso insiste na tese estapafúrdia do 'desmonte' do MinC", escreveu, em sua página oficial, nesta quarta-feira, 27.

O ministro tinha uma entrevista coletiva marcada nesta quarta no Rio, para falar da programação artística da Olimpíada, mas ela foi adiada para a sexta-feira, 29. Ele também se referiu à gestão anterior como "irresponsável e incompetente".

Nesta terça, 26, o MinC demitiu 81 funcionários ligados a diversas diretorias e instituições importantes de sua estrutura. As exonerações geraram críticas entre representantes do setor, que demonstrou forte resistência ao governo interino de Michel Temer.

De acordo com o ministério, as demissões fazem parte da "reestruturação da pasta e do plano de valorização dos servidores de carreira" e atendem a "uma demanda da sociedade civil por uma gestão republicana", na qual os servidores concursados ocupariam os cargos de chefia. Oswaldo Massaini Filho foi confirmado como novo coordenador-geral da Cinemateca (ele não é servidor de carreira). Calero ainda disse nas redes, nesta quarta-feira: 

"Desmonte, para mim, é uma gestão irresponsável e incompetente, que para além de preencher mais da metade dos cargos de confiança por apadrinhados políticos, permite que o orçamento do Ministério seja reduzido a míseros 400 milhões de reais - o menor da Esplanada - e deixa como legado uma dívida de mais de 1 bilhão de reais, incluindo inúmeros editais e fornecedores não pagos. Isso é desmonte."

Juca Ferreira, ex-ministro da Cultura na gestão Dilma, afirmou na terça-feira, 26, que as demissões comprometem a "capacidade de funcionamento" do ministério. "É uma tentativa malandra de cativar os funcionários de carreira com essa decisão superficial", afirmou Ferreira, que classificou como uma "canalhice" a crítica do ministro ao que chamou de "aparelhamento" do MinC.

"O senhor Calero não está preparado para ser ministro da Cultura. Ele não sabe para onde o vento sopra. Vai fazer o que mandarem ele fazer", criticou Ferreira, também pelas redes sociais.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso