X
X

Diário da Região

25/11/2016 - 00h00min

LITERATURA

Jayme Signorini lança coletânea de contos policiais

LITERATURA

Guilherme Baffi “Faz 20 anos que tenho essas histórias; queria muito vê-las num livro”, diz Signorini, 80 anos
“Faz 20 anos que tenho essas histórias; queria muito vê-las num livro”, diz Signorini, 80 anos

Belfort é um delegado catarinense que se especializou em desvendar aqueles crimes recheados de mistérios. Para isso, conta com a ajuda de seu auxiliar Vitão, um negro forte e linha dura, e de sua secretária, a discreta Cida. Eles são os personagens presentes nos 18 contos do livro Belfort Acima da Lei (Inteligência 3), do escritor e poeta Jayme Signorini, 80 anos, que será lançado nesta sexta-feira, 25, no Instituto Bizet, em Rio Preto. Os contos foram publicados entre 1995 e 1996 no extinto jornal A Notícia. Cada um deles trata de uma investigação diferente. 

“Não são crimes hediondos. São casos que envolvem questões como traições e drogas, algum deles até bem humorados”, comenta Signorini, que já havia publicado, em 1999, o livro Poecrontos, com poemas, crônicas e contos. Ocupante da cadeira número 23 da Academia Rio-pretense de Letras, da qual é um dos fundadores, Signorini também atuou por dez anos como colaborador do Diário, publicando poesias e crônicas sobre o cotidiano da cidade. Um de seus poemas, Brasília Translumbrante, concebido na ocasião dos 60 anos da capital brasileira, foi alvo de prêmio internacional, concedido pelo Ministério da Cultura de Portugal. 

Formado em economia, Signorini já atuou em Rio Preto como delegado regional de Cultura, cargo que era ligado à Secretaria de Estado da Cultura, e como coordenador do Centro Cultural Daud Jorge Simão. Em Belfort Acima da Lei, o escritor coloca sua imaginação a serviço do universo policial, estimulando a mente no mundo imaginário das investigações, que exerce fascínio nas pessoas tanto na literatura como no cinema. “Faz 20 anos que tenho essas histórias, que foram publicadas em capítulos no jornal A Notícia. Queria muito vê-las organizadas em um livro, como uma obra única”, destaca Signorini em entrevista ao Diário.

Espaço cultural

A noite de autógrafos de Belfort Acima da Lei também será marcada pela inauguração do Espaço Cultural Lúcia Signorini, dedicado à artista plástica que era esposa do escritor e que morreu em abril de 2014. O espaço cultural, que será abrigado nos corredores do Instituto Bizet, reunirá 40 telas criadas por Lúcia ao longo de sua trajetória artística. São telas que exploram os estilos acadêmico e impressionista.

Serviço

  • Belfort Acima da Lei (Editora Inteligência 3), de Jayme Signorini. Lançamento do livro nesta sexta-feira, 25, às 20h, no Instituto Bizet (Avenida Lino José Seixas, 851). Gratuito

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso