X
X

Diário da Região

05/06/2016 - 00h00min

CORPO EM MOVIMENTO

Deborah Colker apresenta Velox em Rio Preto

CORPO EM MOVIMENTO

Divulgação “O físico é a casa do atleta e a casa do bailarino. O bailarino e o atleta lidam com o desafio de transcender os limites do corpo”, diz a coreógrafa brasileira Debora Colker, única mulher convidada a criar uma coreografia para o Cirque du Soleil e responsável pela direção artística da abertura dos Jogos Olímpicos do Rio
“O físico é a casa do atleta e a casa do bailarino. O bailarino e o atleta lidam com o desafio de transcender os limites do corpo”, diz a coreógrafa brasileira Debora Colker, única mulher convidada a criar uma coreografia para o Cirque du Soleil e responsável pela direção artística da abertura dos Jogos Olímpicos do Rio

Com 22 anos de trajetória, a companhia comandada pela coreógrafa carioca Deborah Colker conquistou notoriedade dentro e fora do Brasil com espetáculos que transgridem as fronteiras entre dança, circo e esporte - frutos de uma pesquisa sobre a relação entre o corpo em movimento com o espaço. Segunda produção do repertório da companhia, o espetáculo Velox, que em 2016 completa 21 anos, representa a gênese do trabalho de Deborah, que o considera responsável por inúmeras conquistas ao longo de sua carreira, entre elas o convite para conceber uma montagem para o Cirque du Soleil (Ovo, de 2009).

“Velox é impressionante porque ele tem 21 anos e continua sendo um espetáculo arrebatador e inovador. Através do Velox eu consegui entender o que é um clássico: é algo que acontece, é arrebatador naquele momento, transpassa o tempo, mantém sua força e se transforma num clássico porque continua a influenciar e a ter uma relevância muito grande. Velox é um clássico”, destaca Deborah, que aterrissa com sua companhia em Rio Preto para duas apresentações de Velox, nesta terça, 7, e quarta-feira, 8, no Humberto Sinibaldi Neto.

 

Espetáculo Velox - 05062016

Primeira mulher a assinar coreografia para o Cirque du Soleil, Deborah chamou a atenção do diretor executivo do circo canadense, Guy Laliberté, justamente pelo trabalho concebido por ela em uma parede de alpinismo - um dos momentos mais excitantes de Velox. Os bailarinos desafiam os limites da gravidade em um balé aéreo feito numa parede de 7 metros de altura. “Eu perguntei a ele (Laliberté): ‘Por que eu? Por que uma pessoa do Brasil?’. E ele disse que queria a minha parede. Ele não entendia como uma pessoa que não é do mundo do circo inventou algo tão extraordinário. Ele queria saber como tinha construído isso.

Eu disse: ‘Você não tem seus segredos? Também tenho os meus’ (risos)”, relembra a coreógrafa. Deborah também atribui a Velox o convite para dirigir o espetáculo de abertura dos Jogos Olímpicos de 2016, que acontecerão em agosto, no Rio de Janeiro. Afinal, a relação do espetáculo mais emblemático da companhia carioca com o esporte é intensa. “Velox estabelece um diálogo da dança com o mundo dos esportes em todos os sentidos: onde a dança e o esporte se encontram, a ideia de cada um bater seu próprio recorde, a ideia de que o físico é a casa do atleta e a casa do bailarino. 

O bailarino e o atleta lidam com a energia, com a precisão e com o desafio de transcender os limites do corpo”, reflete. Criando imagens a partir de movimentos do cotidiano, do alpinismo, das lutas marciais e outras modalidades esportivas, Velox representa, segundo Deborah, um desafio importante para os bailarinos. “O bailarino é obrigado a descobrir um corpo novo e maneiras novas de pensar e se movimentar. Você olha para aquela parede e pensa: isso não é dança, isso não é circo e isso não é esporte. O que é isso? Isso é Deborah Colker”, orgulha-se a coreógrafa.

Serviço

  • Espetáculo Velox. Terça e quarta-feira, às 21h, no Teatro Municipal. Ingressos: R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia). Informações: (17) 3226-2626

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso