X
X

Diário da Região

18/10/2014 - 00h44min

Voando Alto

Cineasta rio-pretense roda documentários para a American Airlines

Voando Alto

Carlos Corrêa Igor Staffuzza é rio-pretense, mas sua família mora em Monte Aprazível. Depois de uma temporada em Londres, trabalhando com grandes marcas, começa a se destacar com filmes em curta-metragem
Igor Staffuzza é rio-pretense, mas sua família mora em Monte Aprazível. Depois de uma temporada em Londres, trabalhando com grandes marcas, começa a se destacar com filmes em curta-metragem

Aos 28 anos, o rio-pretense Igor Staffuzza acaba de retornar à região para finalizar dois curta-metragens. Publicitário e cineasta, ele morou em Londres durante três anos, onde estudou cinema e trabalhou nas duas áreas. De volta à casa dos pais, em Monte Aprazível, ficará mergulhado, até dezembro, na pós-produção de um curta de comédia e um filme experimental de roteiro original.


Staffuzza foi para Londres em 2011, com o objetivo de experimentar uma outra cultura e se desenvolver como pessoa e profissional. Na cidade, logo no início, foi aprovado em processo seletivo de uma agência de propaganda, no departamento de criação, trabalho que exercia em São Paulo, onde morou nove anos, o que possibilitou ampliar o que seria uma experiência de seis meses fora do Brasil para três anos.


Na capital inglesa, ele começou a cursar cinema e fez pós-graduação na Met Film School, localizada no Ealing Studios, estúdio de cinema mais antigo e renomado de Londres. Com o curso concluído, Staffuzza deu início a uma vida profissional dupla. "Divido meu tempo entre criação de propagandas para marcas como Adidas, Heineken, Volvo, McDonald's e projetos para cinema. Além da Inglaterra, tive também a oportunidade de trabalhar em Berlim, na Alemanha.


Lá, desenvolvi uma campanha publicitária para Adidas, 'Copa do Mundo no Brasil', que contou com um filme publicitário com os principais jogadores da seleção campeã. O roteiro e a criação do filme foram desenvolvido por mim, junto com meu talentoso amigo, Alexandre Almeida." O rio-pretense conta que, após concluir a pós-graduação, também desenvolveu propagandas para outras marcas e agências, além de curtas e pilotos para série e filme.


Na verdade, em um ano e meio como cineasta, constam em seu currículo nove curtas, três minidocumentários para a companhia aérea American Airlines, um piloto de uma nova série política para o NetFlix e um longa-metragem. "Tem sido muito intenso, mas quando você faz o que ama, o tempo passa lindamente e você nem vê. Trabalhar com cinema é estar casado com a mulher dos sonhos, a paixão de uma vida." De todos, segundo Staffuzza, vale destacar dois projetos.


O primeiro é "Blink", curta que ele escreveu e dirigiu para a conclusão da pós. "Filmado em Kirk, na Croácia, em Londres, na Inglaterra, e em Monte Aprazível, no Brasil, 'Blink' me levou a ser escolhido para direção dos documentários para a American Airlines. A companhia aérea me enviou de Londres para o Rio de Janeiro e também para São Paulo e Miami - cidades onde filmei os três documentários que serão exibidos em dezembro, em todos os voos da companhia, nos Estados Unidos e na Europa", diz.


O segundo, "Upside Down", é um projeto experimental e de roteiro original que está em processo de pós-produção e conta a história de Alice, garota que desenvolve uma condição especial que a faz enxergar a cidade de Londres de ponta-cabeça. Para fazer seus filmes pessoais, Staffuzza não conta com auxílio ou apoio financeiro. O que ele faz é investir 50% do que ganha na produção de novos filmes e na compra de equipamentos de filmagem.


"O trabalho que fiz para a American Airlines, por exemplo, me ajudou a comprar boa parte dos equipamentos que uso hoje em dia, como um bom kit completo de filmagem." Staffuzza também faz parte, em Londres, de uma rede independente de cineastas, atores, produtores, músicos e criativos de toda parte do mundo. "São engajados em produzir, interessados em experimentar, em fazer acontecer.


Tenho bastante orgulho em dizer que faço parte desta rede independente, e conto com este 'exército' altamente criativo de amigos - formado por uma nova geração que está conectada e que não se limita a nada, que ultrapassa barreiras e que não mede esforços para conseguir um lugar ao sol - independente de ter ou não apoio financeiro", afirma. Segundo ele, Londres é uma cidade que, nos últimos anos, tem atraído grandes produções hollywoodianas. "Hoje é a nova meca do cinema mundial."


Em Rio Preto, ele ainda não firmou nenhuma parceria. "Mas adoro conhecer novas pessoas e estou à procura de investidores, colaboradores, pessoas talentosas e de visão para futuros projetos. Gente que não está contente com o cenário artístico atual. Gente que queira produzir, tirar ideias do papel." Para o futuro, Staffuzza conta que tem projeto para um longa-metragem. "Estou guardando a sete-chaves. A produção envolve três capitais do mundo, três jovens diretores e uma experiência única para a audiência. Algo que nunca foi feito. Já tenho uma equipe formada em Londres.


A ideia é formar agora uma aqui no Brasil e uma terceira em outra capital do mundo para desenvolvê-lo." Se pretende voltar para Londres? Staffuzza conta que prefere não fazer planos, mas escolhas. "Vou deixar as oportunidades me levar. Sinto que mais coisas boas estão por vir." Natural de Rio Preto, ele conta que morou toda a infância em Monte Aprazível. "É a cidade onde minha família mora e onde eu busco homenagear sempre que possível, colocando alguma referência escondida nos meus filmes. É uma brincadeira que tenho com amigos. Tipo um 'onde está o Wally?', com os números da localização geográfica da cidade." O site de Igor Staffuzza para contatos é o www.staffuzza.co.uk.




Clique aqui e confira a programação de cinema




>> Leia aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso