X
X

Diário da Região

20/02/2015 - 01h42min

Música

Banda norte-americana toca na Casa Kenty

Música

Divulgação Músicos excêntricos da banda de Detroit The Goddamn Gallows recorrem a instrumentos inusitados para produzir uma sonoridade singular, resultado da mistura de punk rock, psychobilly, country e bluegrass.
Músicos excêntricos da banda de Detroit The Goddamn Gallows recorrem a instrumentos inusitados para produzir uma sonoridade singular, resultado da mistura de punk rock, psychobilly, country e bluegrass.

Banda formada em Detroit, nos Estados Unidos, a The Goddamn Gallows reúne cinco músicos excêntricos que recorrem a instrumentos inusitados para produzir uma sonoridade definida pelos próprios integrantes como "uma grande confusão americana". Hoje, essa turma aterrissa em Rio Preto para uma apresentação na Casa Kenty. Quem for até o local poderá conferir no palco instrumentos como a "washboard", uma antiga tábua de lavar roupa adaptada como instrumento de percussão, e de cordas acústico como o banjo.


"Nossas referências incluem de tudo um pouco - punk, metal, bluegrass, country, até música clássica e hip hop", diz o baterista, Baby Genius. Além dele, integram a The Goddamn Gallows os músicos Mikey Classic (guitarra e voz), Fishgutzzz (contrabaixo e voz), Joe Perreze (banjo e voz) e TV's Avery, que toca a "washboard" e acordeon. A banda nasceu em 2004 e tem cinco álbuns lançados.


"Em 2000, Courtney, Mike e Baby Genius se conheceram numa briga de bar. Mas apenas em 2004 que eles começaram a banda. A proposta, no início, era punk rock, rockabilly, psychobilly. A partir disso, eles caíram na estrada. Em 2008, Avery, que toca acordeon e 'washboard', entrou para a banda, mudando um pouco a sonoridade. Em 2010, com a entrada do Joe, com o banjo, foi quando a banda realmente assumiu o estilo que toca hoje", diz o baterista.

Divulgação É a primeira vez do grupo norte-americano no Brasil

Segundo ele, a música que a Goddamn faz é uma mistura de punk rock, psychobilly, country e bluegrass (vertente da música country). A banda optou por essa mistura de som pesado com instrumentos como o banjo e o acordeon para se distinguir no cenário musical. "Estávamos cansados de fazer a mesma coisa que tantas outras bandas americanas fazem e de sermos intitulados como 'uma banda punk ou psychobilly'.

Daí resolvemos adicionar instrumentos diferentes para fazer algo inovador e diferente." O repertório do show mescla canções dos cinco álbuns da banda, que também apresentará duas versões. Essa é a primeira vez que a Goddamn Gallows se apresenta no Brasil. A turnê inclui 11 cidades ao todo, e eles viajam ao lado da banda de Londrina (PR) Mary Lee & The B-Side Brothers, que também se inspira no country e no bluegrass, e faz os shows de abertura.

"A turnê tem sido maravilhosa, todos nos acolhem como família, a comida é incrível. Tem sido tudo perfeito. Só o tempo chuvoso que está meio chato, mas pelo menos não está nevando", brinca o baterista americano. Baby Genius conta que conhece muito pouco da música brasileira, e que todos estão bastante interessados na nossa música de raiz. "Até agora, gostamos muito do que ouvimos, como Raul Seixas, as modas de viola de raiz, muito bom."

Divulgação Banda paranaense Mary Lee & The B-Side Brothers (abaixo) é quem abre os shows para a turnê do grupo norte-americano por 11 cidades brasileiras

A banda de Londrina também estará na Casa Kenty fazendo o show de abertura, e é velha conhecida do público rio-pretense. Já se apresentou no Sesc e na própria Kenty. A banda é formada por Mary Lee (voz e violão), Mauro Montezuma (bateria e voz), Gabriel Fernandes (baixo) e Fly (guitarra e dobro).

O grupo nasceu em 2009, e tem um álbum lançado, "Meet Mary Lee", de forma independente. É possível ouvir as faixas no site da banda. "Muitas vezes quando se fala em música country, aqui no Brasil, as pessoas associam ao sertanejo, mas nossa proposta é totalmente diferente", assinala a vocalista.

Segundo Mary Lee, no momento, o grupo prepara seu segundo trabalho, que terá participação especial da violinista norte-americana Liz Sloan, com quem tiveram contato durante uma turnê que fizeram no ano passado pela Europa. A The Goddamn Gallows também participará do trabalho. A Casa Kenty abre às 22 horas. Os ingressos custam R$ 15 (mulher) e R$ 20 (homem). Até à meia-noite, todos pagam R$ 10. Telefone: (17) 3301-4544.

Veja os videoclipes das bandas:


















Clique aqui e confira a programação de Eventos & Shows






>> Leia aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso