X
X

Diário da Região

28/02/2015 - 22h44min

Teatro para quem tem sede de tudo

Artista leva cultura ao sertão nordestino

Teatro para quem tem sede de tudo

Hamilton Pavam Aline Alencar viaja hoje em direção ao interior da Paraiba. Roteiro inclui apresentações em cidades como Souza e Nazarezinho, por onde ela já passou outras vezes. Em suas andanças, leva na mala seu “cirquinho pessoal”
Aline Alencar viaja hoje em direção ao interior da Paraiba. Roteiro inclui apresentações em cidades como Souza e Nazarezinho, por onde ela já passou outras vezes. Em suas andanças, leva na mala seu “cirquinho pessoal”

A atriz e contadora de histórias Aline Alencar criou, em 2004, em Rio Preto, a Cia. Forrobodó de Teatro, focada na pesquisa da cultura popular nordestina e suas manifestações. Quase dez anos depois, em março de 2013, seu trabalho começou a ganhar um novo sentido. Pela primeira vez, Aline levou sua arte a crianças do sertão paraibano, a convite do Centro Cultural do Banco do Nordeste (CCBNB).


Ficou tocada a tal ponto com o que encontrou pelo caminho que, desde então, passou a vivenciar a cultura que lhe servia de fonte de inspiração. Depois daquele março de 2013, foram oito viagens, sempre solitárias, a regiões castigadas pela aridez do clima e pela pobreza, de Estados como Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará. Na bagagem, um pequeno cenário para montar uma espécie de cirquinho, bonecos e livros.


Aline explica que já em seu primeiro contato com o sertão paraibano, sentiu a necessidade de fazer ações paralelas, além das obrigações profissionais com o CCBNB. Conciliou sua agenda com contação de histórias em praças públicas, asilos, bibliotecas, abrigos, escolas rurais, assentamentos e onde mais tivesse uma plateia sedenta. O trabalho é sustentado com base na parceria com a própria comunidade, que não raro cede hospedagem e caixa de som para a artista concretizar suas apresentações.


Hoje, Aline pega a estrada rumo à sua nona jornada, cujo roteiro inclui cidades paraibanas como Sousa e Nazarezinho, por onde já passou outras vezes. Será a primeira totalmente bancada do próprio bolso, sem trabalhos pelo CCBNB. Em suas andanças, a artista mescla as apresentações com oficinas, tanto de teatro como de contação de histórias. Também faz um trabalho de difusão literária, visitando bibliotecas e fazendo indicação de livros para crianças.


Entre as cidades já visitadas, além de Sousa e Nazarezinho, estão Marizópolis, Patos, Cajazeiras, todas na Paraíba, além de Tenente Ananias, no Rio Grande do Norte, e as cearenses Juazeiro do Norte, Crato, Missão Velha e Monte Alviverde. "Com exceção de Sousa e Juazeiro, nas outras cidades foi a primeira vez que as crianças tiveram contato com a linguagem teatral", conta Aline, que no interior do Nordeste faz o caminho inverso, encarnando uma típica caipira do interior paulista, representada pela personagem dona Maricota.


"O que posso dizer em primeiro lugar sobre essa plateia é que ela têm muita admiração e o respeito pelo seu trabalho. É absurdo - justamente por serem crianças sedentas por informação - diferente daqui, onde as crianças têm acesso a tudo." Na jornada, fica impossível não criar laços com as comunidades visitadas. Ao final das apresentações, é comum Aline receber presentes como bolos, roupas, óculos e qualquer outro objeto que possa representar a gratidão diante de seu trabalho.


A artista se emociona quando lembra de um momento em que, ao final de uma contação de história, uma criança respondeu a ela que tinha o sonho de tomar um copo com água gelada. "São coisas que te fazem encontrar razão para o que você faz. Pretendo que essas crianças tenham gosto pela literatura, e que o livro seja um tijolo, para que elas possam se desenvolver e contribuir dentro de sua comunidade." Interessados em apoiar a ideia podem entrar em contato, por meio do telefone (17) 98147-2048. É possível conhecer melhor o trabalho da Forrobodó pelo link blogdaforrobodo.wordpress.com.


Veja vídeos:







Clique aqui e confira a programação de Teatro




>> Leia aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso