X
X

Diário da Região

18/10/2016 - 00h00min

INCENTIVANDO OLHARES

Paulistana expõe mobgrafias, arte a partir de fotos feitas com celular

INCENTIVANDO OLHARES

Guilherme Baffi A estudante entre as mobgrafias que serão expostas na Alarme somente nesta terça-feira
A estudante entre as mobgrafias que serão expostas na Alarme somente nesta terça-feira

Um celular, um olhar diferente e alguns recursos tecnológicos. A estudante Isabela Alves Brandão, 11 anos, não precisa de muito para fazer uma foto, compartilhar no Instagram e alcançar curtidas. Morando em Rio Preto há três anos, a adolescente é adepta da mobgrafia - nome dado à imagem registrada, editada e publicada por meio de equipamentos móveis como smartphone. Há um ano, seus registros despretensiosos dos mais variados assuntos começaram a ganhar repercussão no aplicativo voltado para o compartilhamento de fotos e vídeos.

Nesta terça, 18, algumas imagens já publicadas no Instagram e outras inéditas poderão ser conferidas no universo real. Trinta registros compõem a exposição #Incentivando Olhares, realizada na Alarme (Associação Lar de Menores). Além de observarem as fotos, as pessoas poderão comprar as imagens. Parte da renda será destinada à associação. “Eu estou muito feliz com a oportunidade. É como se fosse a realização de um sonho poder mostrar para mais pessoas os meus registros, que são feitos com tanto cuidado”, diz.

A adolescente começou a fotografar aos 4 anos, com uma câmera digital. “Minha mãe e meu avô sempre gostaram muito de tirar fotos, e eu acabei me envolvendo. Primeiro, eu usei máquina digital. Há três anos, eu migrei para o celular.” Isabela já perdeu as contas de quantas fotos já tirou. Sem uma tema específico, clica o que lhe chama a atenção. “Acaba sendo quase que um registro fotográfico do meu dia. Fotografo o que faz parte da minha rotina. Edito no meu celular e compartilho no Instagram.”

Apesar de não ter em seus planos se tornar uma fotógrafa profissional, Isabela faz questão de estudar, principalmente sobre técnicas de fotografia, aplicativos e recursos tecnológicos. “Não gosto de fotografar o óbvio. Sempre penso na imagem que vai despertar o interesse das pessoas e o momento de reflexão deles.” Uma das fotos mais curtidas em seu perfil no Instagram foi feita no Café Matuto, em Bady Bassitt. “Muitas pessoas vieram me perguntar o que era na imagem. Isso é consequência do olhar das pessoas que estão no automático.”

De acordo com Isabela, além de divulgar suas fotos, ela espera incentivar mais pessoas a se aventurar no universo das mobgrafias. “Quase todo mundo tempo um smartphone na mão e registra o que encontra pela frente. Acontece que com um pouco de técnica e um olhar observador, a foto pode ficar totalmente diferente.” A repercussão das suas imagens publicadas no Instagram rendeu admiração pelos amigos de escola. “Eles começaram a reconhecer um talento que eu tenho e isso é muito bacana.”

Democrática e inclusiva 

O universo da mobgrafia é discutido e incentivado pelo mObgraphia, movimento cultural lançado em 2012 no Brasil. Fundado por Cadu Lemos e Ricardo Rojas, surgiu da necessidade de entender essa nova linguagem, que mistura cultura, arte e tecnologia. “Nosso principal objetivo é desenvolver o olhar imagético e artístico em vídeos e fotos produzidas e editadas em plataformas e aplicativos móveis, por meio de festivais, prêmios, exposições, workshops, oficinas e vivências”, explica Rojas.

Sem dúvidas, Roja afirma que a mobgrafia veio para ficar. “O celular está na mão de todo mundo. Tanto fotógrafos profissionais quanto pessoas comuns têm utilizado dessa técnica que recorre ao celular para fotografar, editar e compartilhar a imagem. Por isso, é um movimento democrático e inclusivo.” Desde 2014, o mObgraphia realiza um festival nacional no mês de maio. A edição deste ano foi latino-americana, com a participação de vários países. 

Serviço

  • Exposição #Incentivando Olhares, de Isabela Alves Brandão. Hoje, às 19h30, na Alarme. Gratuito

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso