X
X

Diário da Região

16/12/2016 - 00h00min

LINHAS FRACTAIS

A arte em movimento do artista plástico Newton Malvezzi

LINHAS FRACTAIS

Guilherme Baffi O artista um ano atrás, no mesmo espaço, quando retomou o processo criativo após dez anos de ausência: “Não me contento com obras estáticas, gosto do volume, do movimento”
O artista um ano atrás, no mesmo espaço, quando retomou o processo criativo após dez anos de ausência: “Não me contento com obras estáticas, gosto do volume, do movimento”

A geometria do artista plástico Newton Malvezzi ganha novos contornos na exposição Linhas Fractais, uma continuação da série Fractais, apresentada em 2015, em cartaz no Espaço Cultural do shopping Iguatemi até o dia 4 de janeiro. A ideia, segundo ele, era usar o trabalho base criado em 2015 e expandir, mostrando novos elementos e novas formas, não se restringindo aos quadrados.

Foi assim que as linhas ganharam destaque neste novo projeto. “Este é um tipo de arte inédito na minha vida. Os cubos e a simetria são características minhas e vão continuar sendo, mas as linhas foram ganhando espaço no meu processo de criação. Essa abertura para o novo também me mostrou que existem outros fractais que eu ainda não havia explorado, como arquitetônicos, caleidoscópicos, cinéticos, construtivos, elípticos, espectrais, geométricos e lineares”, explica Newton.

A nova exposição é composta de 20 quadros e três esculturas, sendo que duas delas são remanescentes do projeto de 2015. Cada uma das peças foi pensada e preparada com o intuito de trazer novas texturas e formas ao trabalho de Newton, por isso o artista também trabalhou com um material de base mais variado, incluindo cortiça, mica, TNT, texturas feitas com massa, canetas marcadoras e a técnica da pirografia (que é a arte de desenhar/escrever com o uso do fogo sobre diversos materiais).

“Por conta da minha loja de decoração, tenho uma infinidade de materiais disponíveis, com as mais diversas cores e texturas. E uma obra de arte não é só o trabalho do traço do artista, o sucesso dela também depende muito da simetria e de como os elementos como tamanho, forma e cor trabalham juntos. São esses detalhes que influenciam bastante a primeira impressão do espectador”, analisa Newton.

Há ainda o lado interativo do projeto, com as obras mutantes, em que o observador consegue mudar a altura dos cubos criando uma nova volumetria e dando uma nova cara à peça. “Linhas Fractais foi idealizada para que o público possa contemplar e interagir. Não me contento com obras estáticas, gosto do volume, do movimento, e é justamente isso que pretendo passar aos visitantes. A ideia é aguçar a visão e ativar a curiosidade de cada um que passar pela exposição”, ressalta Malvezzi.

 

Obra de Newton Malvezzi - 16122016 Uma das peças desenvolvidas por Newton Malvezzi para a exposição Linhas Fractais, em exibição até o dia 4 de janeiro no Iguatem

Preparo

Depois de ficar dez anos sem criar uma única peça, Newton retornou ao trabalho em 2015, quando deu início à série Fractais. Para a continuação, o artista encarou o projeto como um desafio pessoal. “Como equilibro a vida de artista com a de administrador de uma loja de decoração e de uma indústria, essa exposição foi projetada, executava e montada muito rapidamente. Mas isso me ajudou a perceber que trabalho bem sob pressão.”

Seu processo, entretanto, é bem calculado, mesmo que no fim das contas o resultado final saia totalmente diferente da ideia inicial. “O conceito nasce na minha cabeça. Passo isso para um projeto e daí parto para a materialização. Só que o resultado final varia muito no momento da construção. Acho que acabo alterando uns 90% da ideia inicial. Vou seguindo o projeto conforme o próprio trabalho indica”, explica.

No entanto, tudo é feito com tranquilidade, diz. “Quando começo a complicar muito meu processo de criação, o trabalho não sai. Uma frase que sigo muito na minha produção é ‘o óbvio é aquilo que nunca é visto até que alguém o manifeste com simplicidade’, de Kahlil Gibran. Ela resume muito bem como trabalho.”

Serviço

  • Linhas Fractais. Exposição do artista plástico Newton Malvezzi, no Espaço Cultural do shopping Iguatemi, até o dia 4 de janeiro. Visitação aberta ao público durante o horário de funcionamento do shopping

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso