Diário da Região

09/01/2004 - 03h05min

Indenização

Vendedora vai à Justiça após acidente na BR

Indenização

Sérgio Menezes Marilene Rosolem se feriu no corpo todo e o carro ficou destruído
Marilene Rosolem se feriu no corpo todo e o carro ficou destruído
A vendedora Marilene das Graças Rosolem, de Rio Preto, vai entrar na Justiça contra a União para pedir o ressarcimento de prejuízos que teve ao se acidentar na rodovia BR-153, em José Bonifácio. Na última terça-feira, ela, o filho Rodrigo Moreno Rocha, 5 anos, e o amigo Júlio César Souza voltavam de Londrina (PR) e no trecho da rodovia que passa pela cidade de José Bonifácio depararam com um buraco. Souza conduzia o carro e, ao cair no buraco, perdeu o controle. O veículo saiu da pista e capotou, pois com o impacto o eixo dianteiro rachou, deixando o pneu dianteiro do lado esquerdo na horizontal. Marilene, na tentativa de segurar o filho no banco de trás, acabou sendo atirada pelo pára-brisa e quase foi atropelada por um caminhão que desviava do mesmo buraco. A vendedora ficou com escoriações por todo o corpo. Já Souza, além dos machucados generalizados, levou sete pontos na testa e outros oito na cabeça. O veículo, um Uno ano 1988, foi totalmente destruído. ?E agora? Dependo do carro para trabalhar. Quem é que vai arcar com todo esse prejuízo? Espero que seja a União?, diz a vendedora.

Avaliado em R$ 5 mil, segundo Marilene, o veículo teve de ser guinchado de José Bonifácio até Rio Preto. ?Gastei R$ 200 para o meu carro ser trazido para a minha casa?, conta. Em Rio Preto, os funileiros consultados afirmaram que o veículo não tem mais conserto. ?A sugestão que me deram foi vender meu carro para o ferro-velho.? Na manhã de ontem, Marilene recebeu a visita de um comprador do ferro-velho, que ofereceu R$ 300 pelo que restou do carro. ?O que eu compro com esse dinheiro? Não vou abrir mão de acionar a União. Pago impostos e quero ser ressarcida de todo o prejuízo que estou tendo com essa história?, diz a vendedora, que reclama de dores de cabeça constantes depois do acidente.

Pessoas que tiveram prejuízos físicos e materiais ao cair com seus veículos nos inúmeros buracos da rodovia federal podem procurar o ressarcimento na Justiça com base no direito comum. ?Os usuários da rodovia são consumidores e graças a isso têm direito ao ressarcimento integral dos prejuízos, no qual se incluem danos morais, além dos físicos e materiais?, diz o especialista em direito civil e do consumidor Paulo Guilherme de Mendonça Lopes, de São Paulo. Ele orienta quem quer cobrar os estragos na Justiça a procurarem um advogado. Em caso de não haver condições financeiras necessárias para comprar a briga, a dica é procurar a assistência judiciária gratuita oferecida por faculdades e pelo Estado. Para entrar com a ação, é necessário ter boletim de ocorrência do acidente, laudos do carro e relatórios médicos para comprovar o estado de saúde da vítima, se houver feridos. Dependendo da gravidade do caso, é possível até mesmo obter uma medida cautelar para adquirir tratamento e reparo das seqüelas do acidente às custas da União.

Tapa-buracos
Dez homens do Exército realizaram ontem uma operação de emergência para fechar os buracos entre os quilômetros 61 e 62 da BR-153, nas proximidades da Represa Municipal de Rio Preto. O trecho estava crítico e foi cenário de pelo menos 12 acidentes entre o dia 31 de dezembro do ano passado e ontem. Uma pessoa se feriu gravemente. Durante a operação, o local foi sinalizado por policiais rodoviários. Após o dia 10, o trabalho deverá ser feito em outros trechos da estrada.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso