Diário da Região

10/11/2003 - 02h32min

24 horas

Serviços noturnos conquistam rio-pretenses

24 horas

Rubens Cardia Opção de malhar o corpo em academia que funciona durante a madrugada
Opção de malhar o corpo em academia que funciona durante a madrugada
A festa está rolando, o agito é total, mas por volta da meia-noite acaba a cerveja. Há alguns anos, isso significaria o fim da comemoração e a volta de todos para casa. Mas hoje, não. Basta uma corrida até a loja de conveniência ou ao supermercado 24 horas mais próximo para abastecer o carrinho com caixas da bebida gelada. E ainda levar uns petiscos e o detergente para lavar a louça. O rio-pretense conta também com restaurantes, locadoras, academias, bares, lanchonetes, serv-festas, funerárias, borracharias, veterinárias, farmácias, lan-houses e vários outros serviços disponíveis 24 horas, inclusive aos domingos e feriados. Os números se encarregam de provar o crescimento dos serviços prestados durante a madrugada. Em 2001, foram requisitados à Prefeitura de Rio Preto 1.760 alvarás extraordinários, que legalizam o funcionamento do comércio fora do horário convencional.

Até outubro deste ano, entraram com pedidos de alvará 2.557 empresas, um aumento de 45%. ?É a tendência das grandes cidades?, afirma o consultor de empresas Olavo de Fernandes, 51 anos. ?As pessoas querem mais liberdade de horário, sem compromisso de ter que ir ao supermercado até as 18 horas, por exemplo. Acho que a sociedade caminha para o fim do conceito de dia e noite. As pessoas trabalham pela internet e não querem se ater a tempo.? O conceito de comércio 24 horas surgiu inicialmente com as lojas de conveniência, principalmente nos postos de gasolina, que já contavam com uma infra-estrutura pronta, como funcionários e segurança. Com o sucesso da modalidade, não demorou pipocar em toda a cidade diversos pontos comerciais e de serviços que perceberam a demanda pelos atendimentos noturnos. ?Não temos ainda números fechados sobre a movimentação financeira, mas o movimento é considerável para a arrecadação do município?, diz o secretário de Finanças, José Aparecido Ciocca, 47.

Emprego
Por se tratar de um fenômeno relativamente recente, não há estudos ou pesquisas locais que tragam com exatidão o número de pessoas empregadas e a movimentação do comércio noturno na cidade. Mas, considerando que cada um dos 2.557 estabelecimentos que funcionam fora do horário convencional em Rio Preto empregue ao menos duas pessoas, são mais de 5 mil empregos diretos gerados. Um dos mais notórios estabelecimentos 24 horas de Rio Preto é, sem dúvida, o supermercado Pão de Açúcar, inaugurado há cinco meses na cidade. São mais de 20 mil itens à disposição dos consumidores e 200 funcionários empregados. ?Isso prova que a cidade está crescendo e a população aprovando o comércio noturno?, comemora o presidente da Associação Comercial e Industrial de Rio Preto (Acirp), Osvaldo Graciani. Também sem dados precisos, Graciani, com a autoridade de quem comanda uma associação comercial, arrisca alguns números. ?Acredito que uma loja de conveniência deva movimentar algo em torno de R$ 4 a R$ 5 mil por noite.? O que não é pouco. Com uma margem de lucro média de 50%, o proprietário de uma loja dessas pode, em um bom mês de trabalho, tirar um rendimento de R$ 20 mil a R$ 40 mil.

Mas, apesar de ser um bom negócio e em ascensão, especialistas recomendam cautela e planejamento na hora de investir em uma loja do gênero. ?É um negócio de risco e é ilusão achar que terá o retorno do investimento em menos de três anos?, diz Olavo de Fernandes. Para abrir uma loja de conveniência de porte médio, sem contar o investimento com aluguel ou compra do imóvel, o empresário não gastará menos de R$ 50 mil. ?É recomendado ainda pelo menos seis meses de disponibilidade financeira para capital de giro?, alerta o consultor. E não pára por aí. É preciso pensar em funcionários para trabalhar as 24 horas, investimento em publicidade e segurança, além da disponibilidade de trabalhar muito. ?São necessários, ao menos, três funcionários para trabalhar 24 horas. Isso contando um para cada turno?, lembrando, os encargos noturnos, que têm acréscimo de 20% a 25%.

E para alcançar o sucesso o empreendedor deve ir além. Sem planejamento e pesquisa, as perspectivas de mortalidade são mui

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso