Diário da Região

03/10/2010 - 00h52min

Saúde

Rio Preto registra a 1ª morte por catapora em quinze anos

Saúde

Sérgio Menezes Velório de Celine Vitória de Souza Amorim; primeiros sintomas da doença surgiram na 4ª
Velório de Celine Vitória de Souza Amorim; primeiros sintomas da doença surgiram na 4ª

Celine Vitória de Souza Amorim, de um ano, morreu de catapora, ontem de madrugada, no Hospital de Base, em Rio Preto. É a primeira morte causada pela doença na cidade em 15 anos, segundo o Datasus - banco de dados do Ministério da Saúde. De acordo com a mãe de Celine, a dona de casa Rita de Cássia de Souza, 23, a menina começou a apresentar sinais na quarta-feira.


“Como meu filho de três anos tinha tido a doença no dia 14 de setembro, eu a mediquei com o mesmo remédio que foi receitado no postinho.” A avó da menina conta que na quinta-feira a vermelhidão no corpo da criança era geral. “Na quinta ela já estava toda vermelhinha e na sexta tinha as pintinhas pelo corpo”, afirma Celina Amorim.


A mãe da criança diz que não a levou ao posto de saúde logo de início porque ela apresentou melhora. “Na sexta ela já estava animadinha, estava melhorando.” Porém, na madrugada de ontem, a família foi obrigada a chamar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). “Ela começou a ter uma crise. Parece que não conseguia respirar. Foi assustador.”


Celine foi levada pelo Samu ao Hospital de Base, mas não resistiu. Segundo o Serviço de Verificação de Óbito (SVO), as causas da morte foram catapora e insuficiência respiratória. De acordo com a mãe, os outros dois filhos - de 8 e 6 anos - ainda não apresentaram sinais da doença. Nenhuma das crianças foi vacinada.


Em agosto, um menino de seis anos morreu em Fernandópolis devido à catapora. Do início do ano até o dia 24 de setembro, foram registrados 1.301 casos em Rio Preto. Especialistas ouvidos pelo Diário afirmam que a catapora pode levar a morte quando as lesões causadas pela doença na pele servem de porta de entrada para bactérias que causam uma infecção generalizada no paciente. Ainda segundo os médicos, a vacina não imuniza o paciente totalmente, só faz com que a doença seja mais branda.


Notificação


O HB notificou o Conselho Tutelar Norte sobre o caso. “Agora nós vamos chamar a mãe e verificar as carteirinhas de vacinação dos outros filhos. Também vamos dar orientações para que isso não ocorra mais nessa família”, afirma Glauciane Cassandre, conselheira tutelar.


Mais casos


Duas meninas de Rio Preto estão internadas no hospital Austa com sintomas de catapora. Uma, de 2 anos, está no hospital há mais de 10 dias e permanece entubada na UTI. A outra paciente tem três anos e está consciente.


Quer ler o jornal na íntegra? Acesse aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso