X
X

Diário da Região

15/01/2015 - 01h48min

Quase mil

Rio-pretense tira 980 na redação do Enem

Quase mil

Sidnei Costa Vanessa, que afirma ter priorizado as redações e dedicado três horas por dia só para escrever
Vanessa, que afirma ter priorizado as redações e dedicado três horas por dia só para escrever

Ler, conhecer bem a língua portuguesa e treinar redação. A receita é simples e muito conhecida pelos alunos do ensino médio que prestam o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). E foi com esses ingredientes que a rio-pretense Vanessa dos Santos Lopes, 23 anos, chegou bem perto de conseguir nota máxima na redação. Ela obteve 980 pontos em uma escala que vai até mil.


A estudante faz parte de um seleto grupo que tiraram nota acima de 900 na redação. De acordo com o Ministério da Educação, 0,5%, ou seja, 35,9 mil dos 6,1 milhões de estudante que prestaram a prova conseguiram isso. Desse total, apenas 250 tiraram nota máxima (mil pontos). As notas individuais da redação e prova objetiva foram divulgadas na noite de anteontem. "Sempre tive dificuldade na redação. Era meu maior problema nos vestibulares. No ano passado foquei mais na redação, mas mesmo assim fiquei surpresa quando vi minha nota hoje (ontem) de manhã", afirmou Vanessa.


Há cinco anos estudando em cursinho pré-vestibular, a estudante, que pretende cursar medicina, afirma que sempre esbarrou nas redações, por isso passou a priorizar a escrita. No ano passado, além das disciplinas do cursinho, uma vez por semana ela dedicou três horas do dia para construção de textos. "Fazia dois por semana. A professora corrigia e eu refazia. Treinei bastante", disse. Mesmo com a preparação, ela diz que ficou surpresa com o tema "Publicidade infantil em questão no Brasil", mas que conseguiu contornar a situação graças à grande quantidade de livros, revistas e jornais que havia lido. "O que me ajudou muito também foi a leitura. Não tinha feito nenhum outro texto sobre o tema, porém tinha lido muita coisa", afirmou.


SISU


Depois da surpresa dos 980 pontos na redação, agora a aluna planeja sua inscrição no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que seleciona alunos para universidades federais e que abre as inscrições na próxima segunda-feira. A primeira opção dela será na Universidade Federal do Rio de Janeiro, justamente por causa da nota da redação.


"Lá a redação tem peso três, por isso tenho mais chances. Vou colocar como segunda opção a Federal de Uberaba (Universidade Federal do Triângulo Mineiro). No ano passado quase entrei na Famerp, neste ano estou mais confiante por causa da minha nota no Enem", disse. Além da boa nota na redação, ela conseguiu médias superiores a 700 nas quatro provas objetivas (linguagens, matemática, ciências humanas e da natureza).


Meio milhão toma zero


Os resultados do Enem revelam dados alarmantes para a educação brasileira. 529.374 estudantes zeraram a redação, ou 8,5% do total de estudante que a fizeram. Dificuldade de compreender o tema, falhas na escrita, falta de leitura e de prática de redação estão entre os motivos da nota ruim, segundo especialistas de Rio Preto. "É lamentável. Essa quantidade (de alunos que tiraram zero na redação) mostra a necessidade de melhorias no processo de aprendizagem. É evidente que existe um nível baixo de leitura, e a educação do País sofre sérios problemas. Um grupo grande de alunos nem sequer conseguiu entender o tema pedido", afirmou André Roso, diretor do Kelvin, colégio que obteve a melhor nota de Rio Preto no quesito redação, com média 724,83.


Além da falta de preparo dos estudantes, o MEC foi mais rígido nas correções e aplicou nota zero para qualquer texto que fugisse do tema. "O MEC deu uma proposta social e cobrou do estudante pensamento mais crítico. Muitos não entenderam isso e acabaram fugindo do tema", explicou o professor de língua portuguesa Henrique Faria Bello, do cursinho Alternativo.



>> Leia aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso