Diário da Região

06/09/2012 - 00h50min

Registro

Região é 6ª de SP em morte por pneumonia

Registro

Hamilton Pavam César Belon Hernandes mostra a radiografia que comprova pneumonia descoberta antes que a doença se agravasse
César Belon Hernandes mostra a radiografia que comprova pneumonia descoberta antes que a doença se agravasse

Somente no primeiro semestre deste ano, a pneumonia matou 321 pessoas na região de Rio Preto. E 4.180 foram hospitalizadas por causa da doença. Os números da fatalidade da doença na região apresentam queda em relação ao mesmo período do ano passado (com 356 mortes), mas não tiram a cidade do topo do ranking estadual, onde figura em sexto lugar, entre 15 regiões.


As piores são Capital, Sorocaba, Campinas, Bauru e Taubaté. Quanto às internações, entre as regiões do Interior, Rio Preto está em segundo lugar e só perde para Sorocaba. A pneumonia é uma infecção nos pulmões e os sintomas são parecidos com os da gripe e das viroses. O médico pneumologista João Batista Salomão Junior explica quais as formas de contágio da doença. “A pneumonia pode ocorrer caso resíduos de alimentos ou líquidos sejam aspirados, causando a infecção do pulmão.


Pode ocorrer também caso haja a inalação de produtos tóxicos. Na forma mais comum, a doença pode aparecer depois de gripe mal curada.” Foi o caso do segurança César Belon Hernandes, 29 anos. A tosse e a febre apareceram e ele acreditou se tratar de uma gripe. “Fiquei alguns dias assim devido à correria do dia a dia”, conta.


O médico solicitou uma radiografia dos pulmões, indicando que a pneumonia já havia se instalado. O tratamento durou 20 dias e o afastamento do trabalho foi inevitável. “Fiquei dez dias sem trabalhar, só tomando antibiótico.” O médico confirma a necessidade de tratamento com medicamentos em casa e, em alguns casos, há a necessidade de internação. “Se o paciente seguir o tratamento corretamente, em duas semanas, em média, a pneumonia é curada.”


Prevenção


A Secretaria da Saúde do Estado informou que os casos da doença também caíram em outros municípios e a prevenção, com o uso de vacinas, é um dos fatores da diminuição. A rede pública disponibiliza a vacina pneumocócica 10-valente para crianças de dois meses a um ano e 11 meses de idade.


Para o pneumologista, a vacina é eficiente para proteger a faixa etária que mais sofre com a doença. “Abaixo de dois anos de vida, a criança está mais exposta”, explica. A Secretaria da Saúde do Estado informou que, em todas as regiões, incluindo a de Rio Preto, 20% das internações por pneumonia foram de crianças abaixo de 1 ano.


Quer ler o jornal na íntegra? Acesse aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso