Diário da Região

16/04/2009 - 01h42min

Sem energia

Prefeitura impõe ?apagão? em escolas

Sem energia

Rubens Cardia Sala de aula da escola João Casella, uma das atingidas pela medida
Sala de aula da escola João Casella, uma das atingidas pela medida
A Prefeitura de Potirendaba iniciou ontem um ?apagão? nas escolas municipais. Agora, toda segunda, quarta e sexta-feira, até o dia 6 de maio, os alunos da manhã e da tarde ficarão sem energia elétrica durante meia hora, já que a chave geral da unidade será desligada. Eles não terão luz acesa na classe, ficarão sem ventilador e água gelada no bebedouro por trinta minutos. Aulas de vídeo que estejam previstas para o momento do ?apagão? também serão mais curtas. O objetivo da iniciativa ?Apague o Desperdício - Acenda a Inteligência?, de acordo com a Secretaria Municipal de Educação, é fazer com que as crianças, através da falta da energia elétrica, percebam a importância desse recurso, dêem valor e invistam na economia. ?Esse projeto foi feito pensando no meio ambiente e na crise econômica, que está afetando também a administração pública?, diz a prefeita Gislaine Franzotti.

Seis escolas, de ensino infantil a fundamental, e um projeto social, estão incluídos no projeto. Potirendaba tem aproximadamente 2,2 mil alunos de creche a 8ª série. O estudante Luan de Lima, 11 anos, conta que ontem teve problemas com a iluminação. ?Não dava para ver muito bema lousa, mas calor não passei. Luiz Felipe dos Santos, 10 anos, também dá sua impressão sobre o ?apagão? . ?Fiquei com um pouco de calor, mas vai ser legal porque vamos economizar.? Para a prefeita e a equipe da Educação, os 30 minutos sem energia não trarão prejuízos nem pedagógicos e nem à saúde. ?Fizemos pensando que essa meia hora não causaria transtornos para a saúde e bem-estar do aluno?, diz Gislaine.

Oftalmologistas ouvidos pelo Diário explicam que ler em um ambiente com iluminação deficiente não causa patologias, mas exige mais esforço dos alunos e pode cansá-los. Já crianças com baixa visão não devem ficar em ambientes pouco iluminados. A Educação afirma que a intenção do projeto é fazer com que as crianças levem informações sobre economia de energia para suas casas e façam consumo mais consciente. A prefeita espera que até junho todas as secretarias tenham em ação projetos de economia de energia. Ela também diz como a administração vai trabalhar com as críticas feitas ao projeto. ?Este é um projeto experimental. Depois desses 15 dias vamos nos reunir e avaliá-lo.?

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso