Diário da Região

04/07/2013 - 00h48min

Perigo das férias

Pipas com cerol cobrem o céu da periferia

Perigo das férias

Johnny Torres Jovens usam e abusam das pipas que a Guarda Municipal promete “caçar”
Jovens usam e abusam das pipas que a Guarda Municipal promete “caçar”

Jovens empinando pipas com suas “linhas cortantes” esticadas no meio na rua, oferecendo perigo a motociclistas, pedestres e ciclistas. A cena é comum, principalmente na região Norte de Rio Preto, mesmo com a intensificação da fiscalização da Guarda Municipal, que iniciou no último domingo operação para coibir a prática. Em apenas uma hora, na tarde de ontem, de 24 garotos abordados pela reportagem, metade afirmou estar utilizando o cerol (mistura de vidro moído com cola) ou a linha chilena, feita à base de cola de madeira e óxido de alumínio, que é mais cortante o cerol.


No período de férias escolares, que começou nesta semana, as ruas da periferia da cidade estão repletas de crianças e adolescentes soltando pipa. No Parque da Cidadania, na tarde de ontem, em cada rua pelo menos um garoto utilizava o brinquedo, que pode causar acidentes, principalmente em motociclistas e ciclistas.


Eles dizem não se importar. "Se eu não usar não tem diversão e ainda sou cortado por outros caras. É só tomar cuidado com a guarda", afirmou um garoto de 13 anos. Outro menino, de 11 anos, afirmou que a fiscalização é rara e a linha chilena é de fácil acesso. "É só falar que quer comprar nas lojinhas de pipa. A maioria tem. Todos os meus amigos usam e quando não usamos fazemos nosso próprio cerol", diz o jovem que aproveitava as férias na tarde de ontem para soltar pipa.


Fiscalização


Para coibir o uso e venda das "linhas cortantes" no período das férias escolas, desde domingo a Guarda Municipal em parceria com o setor de fiscalização de comércio ambulante da Prefeitura e Polícia Militar intensificou a fiscalização da venda e uso do material.


De domingo até ontem os guardas apreenderam 600 kits de pipa com linha, metade delas com cerol e metade vendida por profissionais que não possuem alvará da Prefeitura. Três pessoas foram multadas em R$ 678, conforme prevê a lei 10.842, de novembro de 2010, que proíbe o uso do cerol ou de linhas cortantes no município. A lei prevê que a multa seja aplicada aos pais se infratores sejam menores de idade e que o valor seja dobrado em caso de reincidência.


“No ano passado foi só orientação. Neste ano vamos continuar multando para coibir o uso (das linhas cortantes) e evitar acidentes”, afirmou o coronel João Roque Borges de Souza, chefe da Guarda Municipal.


Quer ler o jornal na íntegra? >> Acesse aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso