Diário da Região

11/02/2010 - 02h58min

Violência

Pedreiro diz que matou mulher por acidente

Violência

Ferdinando Ramos Aristides Alves é encaminhado para uma das celas da DIG: polícia coletar depoimento de vizinhos
Aristides Alves é encaminhado para uma das celas da DIG: polícia coletar depoimento de vizinhos

O pedreiro Aristides Alves, 51 anos, se entregou ontem à tarde à polícia. Ele é acusado de matar com um tiro na cabeça a mulher, Vera Lúcia Del Campo, 52, na tarde do último domingo, no Jardim Antunes, zona norte de Rio Preto. Alves contou à delegada Dálice Aparecida Ceron, da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), que o tiro foi acidental e a arma disparou enquanto ele a limpava.


Alves estava foragido desde o dia do crime e se apresentou na companhia do advogado João Augusto Moitinho. O pedreiro não quis conceder entrevista, mas o defensor informou que, durante o depoimento, o acusado se disse arrependido e, a todo momento, lamentava pela morte da mulher. “Eles (Alves e Vera Lúcia) tinham uma convivência harmoniosa. Afinal, eram quase 23 anos de casamento. O que ocorreu foi uma tragédia familiar, e ele fez a coisa certa em se apresentar na delegacia”, disse Moitinho.


Segundo a delegada da DDM, Alves contou que, na tarde do dia do crime, após o filho e a nora terem saído para dar uma volta, resolveu pegar a arma para limpar. O revólver ficava escondido embaixo do botijão de gás e só foi apreendido pela polícia na tarde de anteontem. Silva teria desengatilhado o revólver, mas, quando suspeitou que a arma poderia disparar, apontou em direção à varanda da casa. “Ele disse que pensou que a mulher estivesse em outro lugar e, quando o tiro disparou, atingiu Vera Lúcia na cabeça”, declarou a delegada.


Na delegacia, o pedreiro disse que, ao perceber que a mulher havia sido atingida, ligou para a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros. Ele também comunicou ao filho mais novo a morte e depois foi para uma igreja evangélica rezar. Vera Lúcia chegou a ser socorrida, mas morreu no Hospital de Base.


O advogado não informou onde Silva ficou escondido durante os três dias nos quais era procurado pela polícia. Ontem à tarde, após prestar depoimento, ele passou por exame de corpo de delito e foi encaminhado para a carceragem da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) para cumprir o mandado de prisão temporária de 30 dias.


Defesa


O advogado do pedreiro disse que primeiro vai tomar conhecimento do conteúdo do inquérito para só depois decidir qual será sua linha de defesa. Ele adiantou, no entanto, que o fato de Silva ser réu primário pode ajudar a tirá-lo da cadeia o quanto antes. Moitinho também vai analisar se vai pedir habeas corpus.


Inquérito


Dálice informou que Silva responde a inquérito policial por homicídio doloso, quando há intenção de matar. Ela vai ouvir os vizinhos de Vera Lúcia nos próximos dias. Eles afirmaram em depoimento ter ouvido uma discussão entre o casal momentos antes do disparo da arma. Se condenado, o pedreiro poderá ficar de 12 a 30 anos preso.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso