X
X

Diário da Região

14/12/2017 - 21h06min

Trechos Perigosos

O perigo ronda as estradas da região

Trechos Perigosos

Pierre Duarte/Arquivo Entroncamento da rodovia Washington Luís com a BR-153 é um dos pontos em que a atenção deve ser maior
Entroncamento da rodovia Washington Luís com a BR-153 é um dos pontos em que a atenção deve ser maior

Levantamento feito pelas polícias rodoviárias aponta os 13 pontos mais perigosos das principais rodovias da região de Rio Preto. Locais críticos pelo grande movimento e pelos cruzamento em nível, fatores que aumentam as possibilidades de acidentes, ainda mais em período de feriado prolongado. O trecho mais perigoso, segundo a Polícia Rodoviária Federal, é o cruzamento da BR-153 com o trevo de acesso à Rio Preto pela avenida Nossa Senhora da Paz, bem ao lado do posto policial. Por lá, em 2016, foram registradas 41 colisões entre veículos.

Há ainda outros pontos da BR, no perímetro urbano, que exigem muita atenção. Entre eles, o ponto na baixada da Represa Municipal (com 34 colisões em 2016) e o cruzamento com a rodovia Washington Luís (22 acidentes). Segundo a Triunfo, concessionária que administra a rodovia, o trecho da via que passa por Rio Preto teve 426 acidentes no ano passado.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, na maioria das vezes as colisões são registradas em trechos urbanos, próximos aos trevos dos municípios. São locais em que os motoristas precisam tirar o pé do acelerador senão viram mais um número nas estatísticas de colisões. Por meio de nota, a Triunfo diz que é importante destacar que estão em andamento as obras de duplicação e melhorias na pista entre os quilômetros 54,3 e 72,1, supervisionadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit).

Clique AQUI para ver o mapa dos trecho de risco nas rodovias:

544 acidentes

Nas rodovias estaduais, o trecho da rodovia Washington Luís que vai de Rio Preto a Mirassol é um dos que mais acumulam acidentes. O grande movimento de veículos, principalmente nos horários de pico, e a falta de atenção dos motoristas são os principais fatores. No trecho da via que vai de Cedral a Mirassol, que compreende 29 quilômetros, foram 544 acidentes em 2016. A AB Triângulo do Sol, que administra a rodovia, afirma que tem feito ações para aumentar a segurança da pista, entre elas a redução de velocidade em alguns pontos.

Gerente de uma transportadora, José Luis Apoloni Neto passa diariamente por este trajeto e diz que é preciso ter muito cuidado. “Este trecho da rodovia se transforma em uma avenida com constantes congestionamentos. Quase todo dia, a gente vê carros acidentados no canteiro central da pista”, diz. Também entram na lista de perigo os trevos da rodovia Euclides da Cunha, no km 498, próximo ao acesso a Cosmorama. Foi neste trecho que no dia 30 de março morreu o delegado Davi Ferreira da Rocha. Ele morreu após a viatura que dirigia bater contra a traseira de um caminhão.

Neblina

Além dos trechos perigosos, os motoristas que vão as pegar as pistas precisam estar atento às condições climáticas. Com a queda da temperatura prevista para o feriado, há risco de neblina nas pistas, mais um motivo para viajar bem mais devagar.

Operações nas vias da região

O inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF), de Rio Preto, Flávio Antonio Catarucci afirma que os acidentes são frequentes nestes trechos, porque, além de serem muito movimentados, eles não contam com estruturas como viadutos e passagem em nível, que evitariam a arriscada travessia. “Nestes pontos, é recomendável aos motoristas terem muito cuidado. Tem de reduzir a velocidade, principalmente quando passa perto de entrada das cidades, onde com certeza há um fluxo muito grande de veículos”, diz o inspetor.

A Polícia Rodoviária Estadual afirma que todo o efetivo está focado na Operação Dia do Trabalho, que iniciou a zero hora desta sexta-feira, dia 28, e vai terminar as 23h59 do dia 1º de maio. A PRF também realiza operação no mesmo período. Segundo o comandante da Polícia Rodoviária Estadual na região de Rio Preto, capitão Cláudio Ferreira da Silva, os policiais vão intensificar a fiscalização dos limites de velocidade, embriaguez, ultrapassagens proibidas, uso de cinto de segurança e assentos infantis, uso de capacetes para motociclistas, entre outras infrações de trânsito. “Além da fiscalização, é preciso a precaução dos motoristas, que devem dirigir com prudência e não transitar em velocidade acima do permitido,” diz o capitão. 

 

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso