X
X

Diário da Região

14/12/2017 - 22h18min

SHOW DE INFRAÇÕES

Nem presença da polícia inibe motorista infrator

SHOW DE INFRAÇÕES

Reprodução/Tv Diário Na foto veículos contornam Juscelino Kubitschek para pegar a Arthur Nonato com o sinal vermelho sob a vista de policial militar
Na foto veículos contornam Juscelino Kubitschek para pegar a Arthur Nonato com o sinal vermelho sob a vista de policial militar

Os motoristas andam abusados no trânsito de Rio Preto. Em um intervalo de uma hora, o Diário flagrou 27 infrações de avanço do sinal vermelho no semáforo do cruzamento entre as avenidas Juscelino Kubitschek e a Arthur Nonato, somente no dia 20 de junho. As infrações foram registradas entre 17h15 e 18h15 do último dia 20, no mesmo horário em que a Polícia Militar realizava a Operação Visibilidade - que consiste em deixar policiais em pé, ao lado da viaturas em pontos de grande fluxo.

As infrações foram cometidas a apenas 40 metros de distância do policial militar, que, aparentemente, parecia não anotar as placas dos veículos que passaram no sinal vermelho do semáforo. A Polícia Militar informa que 1.025 multas por avanço do sinal vermelho foram emitidas dentro da Operação Visibilidade entre 1º de janeiro até esta quarta-feira, 28 - uma média diária de cinco multas, cinco vezes menos do que flagrado em uma hora pelo Diário.

 

Arte - infração no cruzamento - 29062017 clique na imagem para ampliar

A PM não informou se o policial escalado para ficar no cruzamento no horário em que o jornal fez a filmagem emitiu alguma multa. Consultada, a Prefeitura informou que em 2016, os guardas municipais emitiram 1.285 multas por desrespeito ao sinal vermelho, o que dá uma média de três flagrantes por dia. De janeiro a março de 2017, quando foram lavradas mais 802 multas contra esse tipo de infração, a média subiu para cinco flagrantes por dia. O desrespeito ao sinal vermelho, é considerado infração gravíssima no Código de Trânsito Brasileiro. 

Como punição, a lei prevê a perda de sete pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação) de motorista e multa de R$ 293, 47, mas parece que tudo isso é desconsiderado pelos infratores. No mesmo dia e local, o Diário também flagrou motoristas fazendo conversões nas avenidas acionar a seta do veículo, outra infração grave prevista no Código de Trânsito Brasileiro, punida com perda de cinco pontos na CNH e multa de R$ 195, 23. Especialista em trânsito, Marcos Sigrist afirma que o abuso dos motoristas, mesmo em frente de policiais, demonstra falta de educação e postura.

“Permitir a travessia de outro veículo em um cruzamento é uma questão de gentileza. O motorista precisa compreender que a outra pessoa também está a caminho dos seus compromissos, como ir trabalhar, buscar o filho na escola ou a caminho de uma consulta médica, por exemplo”, comenta ele. Para Sigrist, somente quando os governos investirem maciçamente em educação no trânsito, a começar da infância dos brasileiros, haverá queda nas infrações. “Não adianta encher a rua de fiscalização se na primeira oportunidade o motorista apronta”, acrescenta.

 

 

Marcos Firmino - 29062017 Marcos Firmino, que foi atingido por carro que passou sinal vermelho

Mototaxista diz que perdeu confiança

O desrespeito ao sinal vermelho provoca acidentes, principalmente colisões entre motos e carros nos cruzamentos de Rio Preto. O mototaxista Marcos Firmino é uma das vítimas desse tipo de infração na cidade. Ele foi atingido no ano passado por um carro que não parou no sinal vermelho na esquina entre a avenida Bady Bassitt e rua Rubião Júnior, um dos cruzamentos mais movimentados do Centro.

“O sinal estava verde para mim, mas mesmo assim o motorista avançou e provocou o acidente”, recorda. Marcos só não teve ferimentos graves porque instintivamente saltou da moto, antes que o carro atingisse em cheio a motocicleta. Além dos danos materiais, o mototaxista diz que perdeu para sempre a confiança nos semáforos. “Mesmo que o sinal esteja aberto para mim, dependendo da esquina, eu ainda dou uma olhada, para ver se não vem carro”, diz.

A psicóloga Sonia Galhardo, com duas décadas de experiência em avaliação de condutores de veículos, afirma que o desrespeito a leis de trânsito pode ser sinal de desvio de caráter. “Uma pessoa que ignora uma regra, mesmo sabendo que ao ignorá-la pode causar até morte, precisa passar por uma avaliação médica séria, porque não tem as condições de dirigir de forma segura”, opina.

Porta-voz defende operação

Relações públicas da Polícia Militar em Rio Preto, capitão Rafael Henrique Helena nega que os policiais destacados para trabalhar na Operação Visibilidade fiquem apenas assistindo aos abusos dos motoristas no trânsito. “Diante das irregularidades de trânsito constatadas pelo policial, cometidas pelo motorista mesmo com a presença da fiscalização, ele confecciona a devida atuação. Neste ano, já formam feitos 1.025 autos de infração durante da operação”, diz o capitão. Segundo ele, a grande maioria das multas é contra motoristas que falam ao celular e avançam o sinal vermelho.

“Não há necessidade da abordagem do condutor infrator para confecção do auto”, argumenta. O relações púbicas da PMdiz ainda que além de multar, o policial da operação também orienta motoristas, principalmente de outras cidades, auxilia em acidentes de trânsito, socorre vítimas de acidentes e ajuda no apoio das equipes de patrulhamento, diz o capitão. “É impossível de mensurar: como contabilizar os crimes não ocorridos durante a presença do PM? Ou mesmo quantas irregularidades ou acidentes de trânsito deixaram de acontecer?”, argumenta o capitão ao defender a operação

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso