Diário da Região

10/03/2010 - 02h04min

Fora do prazo

Hospital da Criança não tem data para abrir

Fora do prazo

Guilherme Baffi Vista do Hospital das Crianças de Rio Preto: Estado não informa quando vai inaugurar a obra
Vista do Hospital das Crianças de Rio Preto: Estado não informa quando vai inaugurar a obra

Prometido para ser inaugurado neste mês, o Hospital da Criança de Rio Preto não tem data prevista para começar a funcionar. As razões do atraso não foram explicadas pela Secretaria de Estado de Saúde, que financia a obra. A pasta, que informou que não trabalha com março como data para entrega da obra, não sinalizou quando o hospital será inaugurado.


O diretor da Fundação Faculdade Regional de Medicina de Rio Preto (Funfarme), Humberto Liedtke Junior, diz que as fortes chuvas de janeiro tiveram impacto no calendário. “A construtora me informou que as chuvas atrasaram algumas obras”, diz. Ele não soube mensurar o quanto a construção está atrasada. “Faltam algumas coisas no espaço físico, mas a maioria da estrutura está pronta.” O Diário apurou que faltam algumas obras de acabamento, os equipamentos e a contratação de pessoal.


Liedtke Junior afirma que o término da obra pode levar alguns meses. Já a inauguração e o funcionamento do hospital devem demorar mais. “Depois de finalizar a estrutura, é preciso montar os recursos humanos, contratar o pessoal”, diz. “Enquanto isso, vamos discutindo qual será o modelo de administração e de gestão.” De acordo com ele, o funcionamento da instituição deve ser gradual. “A estrutura é muito grande para começar de uma só vez. A ocupação será por módulos.”


A construção do Hospital da Criança começou em 11 de setembro de 2007 e vai custar cerca de R$ 50 milhões aos cofres estaduais. Mais R$ 50 milhões devem ser investidos para equipar os oito andares da instituição, que terá 201 leitos para atender casos de alta complexidade.


Lucy Montoro


O Centro de Reabilitação Lucy Montoro, que vai funcionar em uma ala anexa ao HC, deve ficar pronta primeiro. “Por ser uma área térrea, com equipamentos próprios, a finalização deve ser mais rápida. A previsão que recebi do Estado é que dentro de dois meses as obras terminam.”


O complexo vai atender crianças com lesões medulares, amputações, lesões encefálicas como traumatismo craniano e acidente cardiovascular, paralisia cerebral e severas restrições de mobilidade.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso