Diário da Região

05/05/2002 - 00h05min

Ginástica

Exercícios para a saúde em primeiro lugar

Ginástica

Carlos Chimba Jump fit é divertida, trabalhando a musculatura da perna e glúteos
Jump fit é divertida, trabalhando a musculatura da perna e glúteos
Primeiro a saúde, depois a beleza. As academias de ginástica estão, hoje, atraindo público preocupado mais com a saúde física e psicológica do que propriamente com um corpo malhado. Os benefícios estéticos não foram deixados de lado, mas ficaram em segundo plano graças à divulgação, pela medicina, de que os exercícios previnem qualquer tipo de doença e são o diferencial de uma vida mais longa e ativa. “Atualmente, impera a ginástica do bem-estar. Conquistar um belo corpo não basta para aqueles que se exercitam. É necessário, principalmente, que a atividade física traga qualidade de vida, como uma melhor noite de sono e maior disposição para as tarefas do dia-a-dia”, explica o professor de ioga, Waldyr Menezes, proprietário de uma academia de ginástica de Rio Preto. A mudança de objetivo do aluno levou os profissionais das academias a se adaptarem. Deixaram de insistir nas coreografias complicadas, que exigiam esforço e coordenação motora acima do normal, mas alcançavam resultados inexpressivos.

E passaram a prestar maior atenção na eficiência das atividades para cada indivíduo e a incentivar a descontração do ambiente como forma de garantir a presença às aulas. “Hoje, as academias devem ser locais alegres, ideais para relaxar e se integrar socialmente”, comenta Menezes. Os professores de ginástica também têm estudado e se preparado mais para atuar. Sabe-se, hoje que a musculação é tão importante quanto as caminhadas. A atividade aumenta a firmeza dos músculos e o pique, sendo indicada, inclusive, para os idosos. Colocar o corpo em constante movimento ainda ajuda o organismo a se proteger contra a ocorrência de certos tipos de câncer. Os dados são científicos, obtidos com base em pesquisas feitas por universidades estrangeiras e do Brasil. “As aulas de ginástica não podem mais funcionar da maneira como o professor quer, simplesmente. Existe todo um aparato teórico por trás de cada exercício passado para a turma, reforçando a segurança de cada procedimento”, diz o professor Menezes.

As academias ainda têm oferecido uma programação individualizada de exercícios. A quantidade, intensidade e tipos de atividades se baseiam em seus hábitos de vida, idade, porcentagem de gordura, postura e batimentos cardíacos. Além disso, levam em conta o fato de o indivíduo apresentar algum problema no joelho, nunca ter freqüentado academia ou já ter passado por cirurgia. Uma avaliação física prévia, feita por um especialista da própria academia, determina os procedimentos corretos. De tempos em tempos, novas avaliações são feitas para comprovar a eficiência dos exercícios ou a necessidade de se adotar outras práticas. “É preciso que os alunos saibam o que devem esperar e cobrar dos professores. Os usuários estão cada vez mais exigentes, já que os cuidados com a saúde têm sido colocados no primeiro plano de suas vidas”, opina Menezes.

Jump Fit - Um exemplo de que as academias estão apostando em aulas descontraídas é o ‘jump fit’, considerada a atividade física revolucionária da atualidade. O programa de ginástica aeróbica tem atraído cada vez mais adeptos por trabalhar toda a musculatura da perna e dos glúteos e emagrecer “brincando”. Os exercícios do ‘jump fit’ são realizados sobre um trampolim elástico individual, que praticamente anula o impacto das atividades e a possibilidade de ocorrer lesões nos músculos e nas articulações devido ao contato com as superfícies rígidas. Outra aula animada é a do body pump, que combina os resultados estéticos da musculação com o dinamismo da ginástica localizada. Músicas alegres fazem fundo para os exercícios de RPM - ginástica realizada na bicicleta, com alto consumo de calorias. A dança aeróbica aeroaxé traz coreografias no ritmo de pagode, funk e axé music. A diversão está garantida enquanto se desenvolve a coordenação motora e se fortalece o sistema cardiovascular. Na mesma linha de atividades descontraídas, encontram-se ainda o ‘bodycombat’, o ‘bodystep’ e o ‘c

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso