Diário da Região

29/06/2002 - 00h03min

Flagrante

Engenheiro é preso com anabolizantes

Flagrante

O engenheiro agrônomo M.A.O.G., 37 anos, foi preso em flagrante anteontem à tarde, por policiais do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra), da Polícia Civil, suspeito de contrabando e importação de medicamentos de procedência ignorada. Com ele, foram apreendidas três caixas de anabolizantes de uso veterinário com venda proibida no Brasil. Nas caixas, havia embalagens com anabolizantes Estigor, que seria contrabandeado da Argentina, e Magnun Plus Implant, dos Estados Unidos. A venda de ambos é proibida por conterem substâncias cancerígenas. De acordo com o delegado titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Airton Douglas Honório, 44, os policiais chegaram até o agrônomo quando faziam patrulhamento de rotina e encontraram o Versailles usado por ele estacionado na avenida da Saudade. Os policiais fizeram pesquisa da placa e descobriram que constava determinação judicial de busca e apreensão do veículo pela Justiça. Eles revistaram o porta-malas do carro, que estava aberto, e encontraram duas caixas com os anabolizantes.

Algumas pessoas indicaram onde o dono do carro poderia ser encontrado e os policiais foram até a casa dele, onde localizaram mais uma caixa dos produtos. O engenheiro agrônomo foi levado para a DIG, mas nega que os produtos apreendidos sejam dele. Ele foi autuado pelo crime de contrabando, previsto no artigo 334 do Código Penal, com pena de um a quatro anos de reclusão, e por importação de medicamentos de procedência ignorada, previsto no artigo 273. Nesse caso, a pena varia entre 10 e 15 anos de reclusão. Segundo o delegado, caso o advogado do agrônomo não consiga colocá-lo em liberdade até segunda-feira, ele vai ser encaminhado para o Cadeião, onde ficará à disposição da Justiça. O agrônomo, segundo o delegado, tem antecedentes criminais por estelionato, falsidade ideológica e peculato (extorsão cometida por funcionário público). Ele já foi funcionário de uma prefeitura da região. O Setor de Crimes contra o Patrimônio da DIG quer saber agora para onde eram distribuídos os medicamentes e se há outras pessoas envolvidas no caso. Os anabolizantes foram encaminhados para perícia no Instituto de Criminalística.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso