Diário da Região

08/02/2013 - 01h50min

Expansão

Dengue faz mais de mil vítimas em 30 cidades da região

Expansão

Pierre Duarte Casos de dengue explodiram neste início de 2013: alerta
Casos de dengue explodiram neste início de 2013: alerta

A área de atuação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, está em franca expansão. De 63 cidades consultadas pela reportagem do Diário, em 30 foi registrado pelo menos um caso da doença neste ano. Os municípios, juntos, totalizam 1.222 infectados. Destas cidades, três - Barretos, Mira Estrela e Mirassol - já enfrentam uma epidemia da doença.


Na cidade vizinha de Rio Preto, com 53.792 habitantes, são 171 casos. Já em Barretos, são 480 infectados em um universo de 112.101 moradores, Em Mira Estrela, com 2.820 habitantes, 23 casos foram confirmados. O Ministério da Saúde considera epidemia quando o local tem 300 casos para cada 100 mil habitantes. Para o infectologista Edval Rodrigues, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), o número serve como um sinal de alerta para que os municípios intensifiquem o combate à doença.


De acordo com ele, a região noroeste do Estado vive um ano atípico com chuvas constantes e altas temperaturas, o que favorece a proliferação do Aedes aegypti, mosquito transmissor da doença. “Essa combinação de chuva e calor requer ainda mais a participação da população e do município na eliminação dos criadouros. Essa quantidade de casos mostra que o combate precisa ser melhorado”, afirma.


Combate


A chefe da Vigilância Epidemiológica de Mirassol, Mara Souto, confirma a epidemia. Ela garante, no entanto, que a Saúde tem feito ações de nebulização nos bairros afetados e a doença está controlada. Dos 30 bairros da cidade, pelo menos 21, ou seja 70%, tiveram pelo menos uma pessoa infectada pelo mosquito.


“Sempre que tem um caso confirmado, executamos ações de bloqueio nas proximidades do bairro das vítimas. Essas medidas têm surtido efeito e não estão ocorrendo novos casos nestes mesmos bairros”, diz. Em Barretos, a Secretaria Municipal de Saúde informou que foi iniciado na última terça-feira trabalho de nebulização com carro. A ação deverá abranger toda a cidade devido ao estado epidêmico da doença. A secretária de saúde, Naima Khatib, porém, não foi encontrada pela reportagem e não retornou as ligações feitas ao gabinete da secretaria.


Para o prefeito de Mira Estrela, Antonio Carlos do Prado, a epidemia ocorreu por conta de casos importados. “Muitas pessoas que viajaram ou moram fora trouxeram a doença, por isso virou epidemia. Estamos em parceria com a Sucen (Superintendência de Controle de Endemias) para fazer nebulização em toda a cidade”, diz.


Os agentes de saúde de ambos os municípios estão orientando a população a procurar uma unidade de saúde ao sentir os sintomas da doença: febre alta, dores de cabeça, cansaço, dor muscular e nas articulações, indisposição, enjoos, vômitos, manchas vermelhas na pele e dor abdominal. “Quanto mais cedo o paciente procurar uma unidade de saúde e o diagnóstico for feito, melhor será nosso trabalho de eliminação de criadouros e também nebulização no bairro deste doente”, afirma o prefeito de Mira Estrela.


Em toda a região


Os três municípios líderes em números absolutos da doença - Barretos (480), Rio Preto (404) e Mirassol (171) - representam 86% do total de casos da região, ou seja, 1.055. Porém, cidades menores e dos quatro cantos do noroeste paulista mostram que o vírus está espalhado. Em Pereira Barreto, por exemplo, 33 pessoas tiveram dengue. Já do lado oposto do mapa da região, casos foram registrados em Bebedouro, Palmares Paulista e Cajobi.


Em Fernandópolis são 38 infectados neste ano, enquanto em Novo Horizonte, distante 218 quilômetros, um caso foi confirmado. A reportagem procurou 81 município da área de circulação do Diário. Em 18 deles, os responsáveis pela Vigilância Epidemiológica não foram encontrados para informar o número de casos de dengue.


Rio Preto registra mais 63 doentes


A Saúde de Rio Preto confirmou ontem mais 63 casos de dengue. Com os novos infectados, a cidade chega a 404 neste ano, uma média de pouco mais de dez casos por dia. As emergências de hospitais e de unidades de pronto- atendimento (UPAs) têm ficado cheias de pacientes com os sintomas da doença. No Ielar, um menino de 9 anos e uma mulher de 46 deram entrada na manhã de ontem com febre e dor no corpo e ficaram internados. Os dois foram encaminhados por postinhos de saúde dos bairros com suspeita de dengue.


Na Santa Casa, outros dois pacientes foram internados com a suspeita de terem sido infectados com o vírus. Um menino de 9 anos, morador do Anchieta, e um homem de 43 anos, que reside no Parque Industrial, estão no quarto, em estado estável. De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, eles chegaram com febre, náusea, vômito e mialgia.


Alta


O homem de 42 anos, que estava internado com dengue com complicação desde o 31 de janeiro no hospital Austa recebeu alta no final da tarde de anteontem. A vítima, moradora da Vila Imperial, teve febre, náusea, vômito e dor de cabeça, mas foi medicada e se recuperou. Um outro paciente, F.F.D., 26 anos, que estava com suspeita da doença também teve alta no final da tarde de anteontem.


H1N1


Um bebê de 10 meses está internado no hospital Austa com suspeita de Gripe A. A criança chegou à instituição na última quarta-feira em estado febril e com dificuldade de respirar. Segundo o hospital, o paciente está respirando espontaneamente (sem auxílio de aparelhos de oxigênio) e seu estado é considerado estável.

   

Quer ler o jornal na íntegra? Acesse aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso