Diário da Região

12/03/2009 - 02h00min

Abuso sexual

Declarada guerra contra a pedofilia

Abuso sexual

Sérgio Menezes Movimentação na casa da mãe de José Emanuel Volpon Diogo
Movimentação na casa da mãe de José Emanuel Volpon Diogo
Megaoperação deflagrada pelo Ministério Público, na manhã de ontem, prendeu duas pessoas suspeitas de envolvimento em uma rede de pedofilia em Catanduva e cumpriu 20 mandados de busca e apreensão naquela cidade, em Rio Preto, Bauru e na Capital. Foram presos temporariamente o almoxarife Eduardo Augusto Arquino e o comerciante André Luiz Cano Centurion. O empresário José Emanuel Volpon Diogo e o médico Wagner Rodrigo Brida Gonçalves também tiveram a prisão decretada, mas estavam foragidos até o fechamento desta edição, às 21h30 de ontem. A operação, batizada de Fênix e comandada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate e Repressão ao Crime Organizado), apreendeu DVDs, fitas VHS, disquetes CPUs, monitores de computador e filmes fotográficos nos endereços residenciais e comerciais de oito suspeitos de integrar a rede de abuso sexual infantil. Em Rio Preto, os promotores recolheram vários DVDs no consultório e no apartamento de Gonçalves.

A Operação Fênix, que contou com a participação de 20 promotores (16 da região) e 40 policiais militares, e dois delegados da Corregedoria da Polícia Civil, foi deflagrada depois que os promotores de Catanduva e a Polícia Civil ouviram as 40 crianças vítimas de abuso sexual já identificadas no inquérito policial. Fotografias dos investigados foram apresentadas às vítimas para que elas pudessem apontar os agressores. Nota oficial do Tribunal de Justiça (TJ) informa que os termos de reconhecimento fotográfico foram juntados aos autos, mas não esclarece quais deles foram reconhecidos, nem por quantas vítimas. Um dos suspeitos, Eduardo Augusto Arquino, já havia sido preso no dia 26 de fevereiro e solto no dia seguinte pela Polícia Civil. Questionado sobre as novas prisões, o promotor do Gaeco em Rio Preto, João Santa Terra Júnior, coordenador da operação, afirmou que o Ministério Público tem forte convicção da necessidade delas. As prisões também servem para preservar as investigações. ?Queremos evitar interferências de eventuais suspeitos?, diz.

Segundo o promotor, as declarações das crianças indicam veracidade nas denúncias. O senador Magno Malta (PR-ES), que preside a CPI da Pedofilia, diz que a ligação entre todas as pessoas investigadas também foi confirmada por meio de quebra do sigilo telefônico, o que justificou o novo pedido de prisão e a participação do Gaeco, que investiga organizações criminosas. Santa Terra se negou a divulgar detalhes das investigações alegando que o inquérito corre sob sigilo. ?Muita coisa que foi divulgada até agora comprometeu as investigações. Só nos atrapalhou?, diz. Ele não quis dizer se suspeita de vazamento de informações sobre a operação deflagrada no início da manhã, o que teria possibilitado as fugas do médico e do empresário. Ele também não disse se vai investigar essa hipótese.

As quatro prisões decretadas pelo Juizado da Infância e Juventude de Catanduva são temporárias, válidas por 30 dias e renováveis por igual período. Os dois presos ontem foram encaminhados para a carceragem da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Rio Preto. Outros quatro acusados de participar do esquema já estão atrás das grades: o borracheiro José Barra Nova de Melo e o sobrinho dele, Willian Mello de Souza e dois adolescentes. Além do Ministério Público, também investigam o caso a Polícia Civil de Catanduva, a CPI da Pedofilia no Senado e a Polícia Federal em Rio Preto. Os advogados dos dois presos e dos dois foragidos criticaram a operação e disseram que vão ingressar com pedido de habeas corpus no TJ para que os suspeitos sejam soltos.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso