X
X

Diário da Região

14/12/2017 - 21h05min

Em Olímpia

Campanha de vacinação contra raiva animal começa em maio

Em Olímpia

Divulgação Vacinação contra raiva animal em Olímpia
Vacinação contra raiva animal em Olímpia

A secretaria de Saúde  de Olímpia iniciará no dia 20 de maio a campanha de vacinação contra a raiva animal. A expectativa é que sejam vacinados pelo menos 7.480 animais, entre cães e gatos, com idade superior a três meses. A campanha seguirá até o dia 28 de maio.

A raiva é uma doença que acomete mamíferos e pode ser transmitida ao homem. Uma zoonose causada por um vírus mortal tanto ao homem quanto aos animais e que atinge o sistema nervoso central.

De acordo com a diretora da Vigilância em Saúde, Jaqueline Barbosa da Silva, a transmissão da raiva ocorre quando o vírus existente na saliva do animal infectado penetra no organismo, através da pele ou mucosas, por mordedura, arranhadura ou lambedura, mesmo não existindo necessariamente agressão.

Ela ainda ressalta que o cachorro é o principal animal que transmite raiva ao homem. Além disso, salienta que o morcego hematófago é um importante transmissor da raiva porque pode infectar bovinos, equinos e morcegos de outras espécies. Os animais silvestres são os reservatórios naturais do vírus, propiciando a contaminação de animais domésticos.

“O animal quando é contaminado pelo vírus pode manifestar a raiva furiosa e paralítica. Também pode apresentar dificuldade para engolir, salivação abundante, mudança de comportamento, mudança de hábitos alimentares, mudança de hábitos, paralisia das patas traseiras. E em morcegos contaminados há mudança de hábito, podendo ser encontrados durante o dia, em hora e locais não habituais”, explica a diretora.

Em relação aos humanos, os sintomas característicos são: transformação de caráter, inquietude, perturbação do sono, sonhos tenebrosos. Em seguida, instalam-se alterações na sensibilidade, queimação, formigamento e dor no local da mordedura. Essas alterações duram 2 a 4 dias. Posteriormente, instala-se um quadro de alucinações, acompanhado de febre. Inicia-se o período de estado da doença, por 2 a 3 dias, com aerofobia e hidrofobia, de intensidades variáveis. Instalam-se crises convulsivas periódicas

“A raiva é uma doença perigosa e temos que ser cautelosos com ela. É preciso algumas medidas preventivas como evitar tocar em animais estranhos, feridos e doentes; perturbar animais quando estiverem comendo, bebendo ou dormindo; separar animais que estejam brigando; entrar em grutas ou furnas e tocar em qualquer tipo de morcego (vivo ou morto) e criar animais silvestres ou tirá-los de seu ‘habitat’ natural”, salienta Jaqueline.

Confira na tabela em anexo os dias e locais de atendimento para a vacinação.

Vacinação contra raiva animal em Olímpia Clique para ampliar

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso