Diário da Região

11/06/2012 - 14h07min

Neves Paulista

Cachorro é abandonado com traumas de rinha

Neves Paulista

Álbum de família Fênix, como foi batizado, já apresenta melhoras, porém continua internado
Fênix, como foi batizado, já apresenta melhoras, porém continua internado

A Polícia Civil de Neves Paulista investiga um caso de maus tratos contra um filhote de pitbull abandonado à míngua há dez dias. A dona do animal se mudou da casa, na rua 21 de Abril, no domingo, 3, e abandonou o cachorro. O animal foi encontrado dois dias depois, pela vizinha Maria Aparecida Rosseli, que o socorreu e o internou em uma clínica veterinária de Mirassol. Há suspeita de que o cão era treinado para rinha.


O cachorro, com tamanho de 5 meses de vida, mas que pode ter um ano, apresentava estado de desidratação e inanição por falta de alimentos. Além disso, estava contaminado com a doença de carrapato e apresentava uma fratura grave na pata. “Fique chocada quando o encontrei. O estado do cachorro era deplorável e já não conseguia andar por conta do inchaço descomunal na perna esquerda traseira. Agora ele já está reagindo e eu vou ficar com ele. Já está tudo preparado para a sua chegada”, contou Maria, que batizou o animal de Fênix, como a personagem mitológica que renasceu das cinzas.


O médico veterinário Claudio Cunha Raio, de Mirassol, cuida do pitbull e, segundo laudo feito por ele e que foi encaminhado à polícia, foi identificada uma mordida de outro cachorro na coxa do filhote. O ferimento infeccionou e, com a enorme concentração de sangue, a hemorragia saía pela genitália. Maus tratos, estado de inanição e doença do carrapato também foram confirmados.


O veterinário verificou ainda, que o animal estava sem se alimentar há dias e não conseguia mais andar e também não abria mais os olhos. Ele recebeu transfusões de sangue e continua internado, ainda sem previsão de alta devido a gravidade dos ferimentos.


De acordo com o laudo, tudo indica que participou de uma rinha de cachorros e, como é um cão dócil, provavelmente tenha apanhado de cachorros e do proprietário, porque tem marcas de chutes.


A polícia foi acionada e investiga o caso. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Lincon Flauzenir de Oliveira, pelo estado em que o animal foi encontrado, a investigada poderá responder por crime de maus tratos, com detenção de 3 meses a um ano. Nesta semana, os envolvidos serão ouvidos e laudo médico analisado. A suspeita de rinha também será investigada.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso