Diário da Região

13/11/2003 - 03h00min

Visão

Óculos sem receita são ameaça de cegueira

Visão

José Luiz Lançoni Compra de óculos de grau sem receita pode agravar o problema
Compra de óculos de grau sem receita pode agravar o problema
Que tal comprar um óculos de sol elegante e barato? A proposta parece convidativa e muita gente se deixa levar pelo modismo, mas ameaça a saúde visual, correndo até o risco de cegueira. Como a venda de óculos é livre, diferentes modelos são oferecidos sem restrições em bancas de camelôs, feiras livres e lojas de R$ 1,99. O risco aumenta quando os óculos são de lentes de correção, cujas opções vão de meio a três graus. Esse tipo de produto pode ser encontrado nas ruas e lojas de Rio Preto e de cidades da região. No mercado informal, os óculos de sol custam entre R$ 5 e R$ 10. Já nas óticas e lojas especializadas, o preço ultrapassa os R$ 100. A diferença dos valores é atribuída à eficiência do produto. As imitações prejudicam a visão dos usuários.

Na maioria dos casos, as lentes não têm proteção contra os raios ultravioletas A e B (UVA e UVB)). Geralmente, são confeccionadas simplesmente a partir de plástico colorido. Ao comparar o preço, entretanto, o consumidor prefere correr o risco. A atitude é condenada pelo oftalmologista Benedito Aurélio Martins de Lacerda, 55 anos. Ele afirma que a utilização indiscriminada de óculos de sol é um procedimento perigoso. Portadores de glaucoma sofrem as piores conseqüências. Segundo Lacerda, as lentes escuras aumentam a pressão no globo ocular, o que agrava a doença.

Quanto aos óculos com grau vendidos sem indicação médica, embora sejam uma alternativa para quem tem dificuldade de enxergar de perto, as lentes de aumento sem os ajustes próprios para cada olho se tornam prejudiciais. O oftalmologista diz que os problemas de visão surgem em maior escala em pessoas na faixa etária dos 40 anos, por isso os óculos com um ou dois graus de aumento não atendem a todas as deficiências. ?O usuário pode enxergar melhor, mas o problema não será diagnosticado?, diz Lacerda. Os óculos são pessoais e intransferíveis, ou seja, mesmo em casos comuns de deficiência visual, devem ser fabricados sob medida para se encaixar nos ângulos dos globos oculares do usuário.

Cegueira
Pais que compram óculos sem prescrição médica para seus filhos podem deixá-los cegos. As crianças com disfunções visuais de hipermetropia e astigmatismo devem ser tratadas com atenção. As doenças podem afetar um dos olhos. Por isso, o uso de óculos sem consulta do oftalmologista provoca uma ambliopia - perda da visão com o passar do tempo. Outra prática reprimida pelos profissionais da área é o comércio livre de lentes de contato, oferecidas em sessões de classificados e na internet. Para o oftalmologista, as lentes não produzem os efeitos desejados quando a indicação não é feita por um profissional.

Modelo ?Matrix? é o líder de vendas
O modelo de óculos líder de vendas nas lojas de R$ 1,99 e camelôs é o ?Matrix?. Ele é semelhante ao exibido pelo protagonista do filme de mesmo nome, Keanu Reeves, e custa R$ 8, em média, em Votuporanga. Outras opções com destaque nas vendas são os de lentes espelhadas e os coloridos. Peças grandes, com hastes em massa e lentes com tons de azul, verde e amarelo, completam o acessório. Letícia Juliana Nazário, 19 anos, balconista de uma loja de variedades em Votuporanga, diz que o consumidor é exigente e só leva óculos que lhe caem bem. Por isso, a prova do espelho é indispensável.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso