Diário da Região

05/07/2016 - 16h19min

Viagem

Riquewihr, o charmoso vilarejo medieval na região da Alsácia, França

Viagem

Saímos de Colmar e fomos para Riquewihr, na França, onde fica a vinícola Huguel, para uma visita agendada.

A cidade de Riquewir é protegida por muralhas em excelente estado, das quais faz parte o dolder, uma torre erguida em 1291, que vigia as muralhas da extremidade superior da cidade e cujo nome significa topo.

Situado entre os picos das montanhas de Vosges e da planície de Alsácia, Riquewihr é uma cidade medieval no coração dos vinhedos da Alsácia, classificada como uma das mais belas aldeias da França.

Ir a Riquewihr é um programa imperdível para quem visita a Alsácia, é um museu ao ar livre. A cidade conseguiu preservar o seu carácter autêntico, por trás de suas paredes que agora estão sitiadas apenas pelas vinhas.

Riquewihr é uma cidade muito antiga, constituído de casas em enxaimel (com estruturas de madeira expostas) que remontam do século 15 a 18, construídas muito próximas entre si.

O tipo de casa alsaciana em Riquewihr oferece todas as possíveis declinações de enxaimel esculpido, janelas Oriel, pátios interiores ornamentados por antigos poços e fontes.

As casas são decoradas com flores na primavera e no verão e a cidade assume as cores do Natal durante o período de fim de ano, em uma atmosfera única que combina a magia do Natal com as tradições da Alsácia. 

Se a cidade hoje se assemelha tanto à cidade da Idade Média, é porque as pessoas também não mudaram muito, pois eles têm o mesmo estilo de vida e sua existência gira em torno da indústria de vinificação. Em cada Winstub (tavernas) da rua principal, podemos sentir os aromas dos vinhos locais!

A pequena cidade é um destino turístico de sucesso na Alsácia e não é permitido nenhum automóvel nas suas ruas estreitas e pitorescas. Desta forma, passeie a pé com tranquilidade pelas ruas maravilhosas desta cidade e aprecie suas lindas casinhas coloridas.

Apesar de ser apenas uma aldeia de 1.300 habitantes, Riquewihr é a terceira maior cidade da Alsácia, após Strasbourg e Colmar. A cidade tem o maior número de casas que fazem parte do Patrimônio Mundial da UNESCO em toda a Alsácia.

O esplendor de Riquewihr encontra suas raízes no período do Renascimento (séculos XVI e XVII) e é devido principalmente à receita gerada pelos excelentes vinhos produzidos na aldeia.

Do topo da torre Dolder se obtém um belo panorama da cidade, e também dos vinhedos em sua volta.

Em cada lado da rua principal de Riquewihr, existem muitas lojas com guloseimas. A cidade é uma jóia no coração da Alsácia, com suas flores multi-coloridas e ruas de paralelepípedos.

Pedimos indicação na Huguel de um  restaurante e ele nos mandou ao Le Grappe d’Or, estrelado por vários guias, conforme as placas à sua porta.

Chegando lá, vimos um cartaz que dizia lotado. Resolvemos esperar abrir e conseguimos uma vaga. A instalação neste restaurante era interessante, pois tinha um salão embaixo, um no piso térreo e outro acima, com teto muito baixo. Tentei ficar numa mesa instalada no piso de cima, mas era complicado. Acabamos depois conseguindo uma mesinha no térreo.

O lugar era um charme, decorado de maneira rural, com velas e flores por todos os lados, ferramentas para vinicultura de madeira, potes e garrafas.

O cardápio podia tanto ser à la carte, ou Menu Asacien (21,20 euros), com 2 pratos, Menu Terroir (25,8), com 3 pratos, ou Menu Gourmande (37,50), também com 3 pratos.

A vontade era a de provar um pouco de todos eles, mas acabamos optando por um menu de terroir.

Como couvert, vieram deliciosos pretzels com queijo.

Como entrada, numa charmosa panelinha tivemos um caldo charmoso com queijo munster.

O prato principal era uma obra de arte pelo sabor e arranjo: lapin avec pure de sesame (coelho com purê de gergelim).

Como vinho, pedi um Riesling Grand Cru de Schoenenbourg 2012 da Selig, indicado pelo sommelier, uma grata surpresa!

As sobremesas eram uma Opéra chocolate e griottes glace Vanille maison, deliciosas ambas!

Até o café vinha acompanhado de deliciosos brioches e foie gras!

Encerramos assim uma agradável noite em Riquewir, voltando inebriados para dormir em Colmar.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso