X
X

Diário da Região

09/07/2016 - 00h00min

Painel de Ideias

Papo reto

Painel de Ideias

NULL NULL
NULL

Nunca gostei de papo reto. Sempre preferi conversas amenas, que não doem. Que nem quando minha mãe corria passar Merthiolate nos machucados que eu fazia na rua. Ela já chegava me avisando: “o que arde cura...”.

Mas o tempo muda o foco e a idade é mestra em mutações. Hoje penso que um papo reto é valioso quando o assunto realmente pede e o machucado tá doendo. O papo reto é Merthiolate nas feridas. Agiliza resultados, mas tem que ser feito mão de mãe, com técnica e experiência, aplicado com arte, delicadeza e respeito. Sem grosseria, ironia, maldade. Porque ai vai arder, você vai sentir e ainda vai agradecer.

Só que muitas vezes o tal papo reto é confundido com a exatidão de uma reta, com a crueza de um cálculo, com a simetria de um traço, porque alcança mais fácil e rápido o ponto que se quer. Não é. Albert Einstein provou isso. Oscar Niemeyer aprovou. Para Einstein, a menor distância entre dois pontos não é uma reta. É a tal da geodésica, quando a menor distância entre dois pontos em relação ao Universo, no espaço-tempo, é dada por uma curva.

Isso porque, pode haver obstáculos que imponham uma forma para o espaço, e nem sempre é possível caminhar entre dois pontos em linha reta. Assim, na minha brilhante conclusão, no papo reto tem que ter uma curva.

E aí a conversa fica menos ardida, lúdica e com o mesmo efeito curador. Niemeyer adorava uma curva (vide Brasília e tantas outras obras suas). É dele a frase encantadora: “Não é o ângulo reto que me atrai. Nem a linha reta, dura, inflexível, criada pelo homem. O que me atrai é a curva livre e sensual. A curva que encontro nas montanhas do meu País, no curso sinuoso dos seus rios, nas ondas do mar, nas nuvens do céu, no corpo da mulher preferida.

De curvas é feito todo o Universo - o Universo curvo de Einstein.” Lindo né? Sempre serei sua fã. Agora outra das minhas anotações sobre o papo reto. É claro que ele precisa ser de fácil entendimento, simples. Só que ser simples é mais que uma arte. Vai além. Para outro bambambã, Leonardo da Vinci, “a simplicidade é o mais elevado grau de sofisticação". Então, a coisa é assim, mais difícil do que supomos. Papo reto não é tão reto. Ele precisa da curva da verdade que cura, da generosidade que conforta, do encanto da sofisticação da alma.

Só o papo reto de um universo que é curvo pode ser realmente poderoso para estancar a dor de qualquer parada, topada, esculachada que a vida é professora em nos ministrar.

Enfim, já encerrando esse tutorial de relacionamentos em espaços tridimensionais, fica uma dica esperta para os homens. Para uma próxima conversa em que a real for a reta (ou a reta for a real) fiquem atentos porque mulher enxerga na curva. Elas são especialistas em lombadas. E hoje aqui nada tá batendo com nada, mas o papo é reto. Ô se é!

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso