X
X

Diário da Região

10/07/2016 - 00h00min

Painel de Ideias

Os políticos outra vez

Painel de Ideias

NULL NULL
NULL

Os curimbatás já estão começando a se aproximar do barranco. Já, já começam a mordiscar a isca. Sempre que se aproximavam as eleições, um amigo jornalista utilizava a metáfora dos pescadores para resumir o sentimento de que estava na hora de se preparar para o trabalho. Havia algum tempo que se especializara em “marketing eleitoral” – ou, numa tradução livre – o conjunto de práticas emprestadas do jornalismo e/ou da publicidade para turbinar a performance das candidaturas a prefeito.

Dizem que poucas pessoas gostam tanto de eleições quanto os marqueteiros e os políticos. Os eleitores odeiam! O sentimento dos eleitores também não deve se distanciar do ódio – ou algo parecido - quando se trata de avaliar o que eles pensam dos candidatos. Não me esqueço de uma frase publicada há algum tempo, num dos jornais locais, pelo colunista Paulo Becknetter, o Beck, capaz de se traduzir como um clássico do quesito “língua ferina” contra a categoria dos políticos. A frase é espirituosa, irônica e traz em si os elementos indispensáveis ao delicioso humor negro e à mais absoluta incorreção política: “De que adiante ficar discutindo a legalização do aborto no horário eleitoral, agora que os políticos já nasceram?”

A quem eu repeti a frase, não houve quem não tivesse reagido com uma boa gargalhada e ido buscar ao fundo da mente aquele fugaz amontoado de situações provocadas pelos políticos. A frase criativa parece traduzir todo o grau de aversão que atinge aquela espécie de criaturas que, a cada dois anos, pendura suas caras sorridentes pelos canteiros das avenidas e produz ubíquas aparições pelas feiras, ruas da região norte, velórios, terminais de ônibus, pastelarias do Mercadão, arquibancadas de futebol, Calçadão, oportunismo das redes sociais e... Bem, o leitor sabe, já deve tê-los encontrado por aí. Inspirado pela frase do Beck, me lembrei de feitos mais ou menos recentes dos políticos, que procuro resumir em seguida:

Um

Eleições municipais de 1972, em Catanduva. Os dois jornais da cidade se dividiam no apoio a Varley Agudo Romão e Pedro Nechar, os principais competidores. Faltando aí umas duas semanas para a eleição, o jornal A Cidade passou a decretar em um vistoso rodapé de primeira página:

_ Faltam 15 dias para Nechar ser eleito.

E no dia seguinte:

_ Faltam 14 dias para Nechar ser eleito.

E assim por diante, até o dia da eleição, afinal vencida por Varley Romão, dono do jornal O Regional, que nos dias seguintes não se fez de rogado em rodapé idêntico:

_ Faz 1 dia que Varley foi eleito.

_ Faz 2 dias que Varley foi eleito...

Dois

Tempos românticos aqueles em que o candidato do MDB à Prefeitura de Rio Preto também nas eleições de 1972 – o contabilista Mário Andaló, irmão do ex-prefeito Alberto Andaló – ciente de suas reduzidas possibilidades em um quadro eleitoral então monopolizado por duas sublegendas da todo-poderosa Arena, centrou sua modesta campanha em velho carro de som sobre cuja capota balançava o símbolo de sua improvável vitória – uma grande zebra de isopor.

Três

Nos anos 1980, as enxurradas de votos de protesto produziram fenômenos interessantes – um deles, a folgada eleição de um humilde garçom que conquistou vaga para concorrer à vereança por condescendência dos caciques do partido, percorreu de bicicleta a cidade inteirinha para distribuir seus “santinhos” e chegou à frente de celebridades da política municipal.

João Benvindo, acompanhava as apurações no mais absoluto anonimato, no ginásio do Palestra, onde eram contados um a um os votos em cédulas de papel. Descoberto pela imprensa tão logo sua votação o converteu na “surpresa” das eleições de 1982, Benvindo foi cercado pelos repórteres:

_ Benvindo, sua vida vai mudar a partir de agora? – quis saber um deles.

_ Ô se vai! Agora vai ter bife lá em casa... Chega de ovo frito!!!

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso