X
X

Diário da Região

29/10/2016 - 00h00min

Painel de Ideias

A nova reunião de bacana

Painel de Ideias

NULL NULL
NULL

Ando preocupada: vai ter cadeia pra todo mundo? Tomara que sim. Em todo caso, sempre é possível erguer mais celas. O que não se pode perder, nem deixar de aproveitar, é a grande queima de estoque de políticos e empresários corruptos. Saldão de fim de ano, liquidação da corrupção. A gente acorda querendo saber quem são os presos do dia. Na sexta-feira, dá pra fazer uma lista dos capturados da semana.

Acompanhar a chiadeira da turma que ainda não foi (mas, com certeza, irá para o xadrez) é como assistir ao capítulo da novela em que os vilões começam a ser descobertos e as suas maldades, reveladas. Estrebucham, mostram os dentes e partem para o contra-ataque.

A boa notícia é que a casa caiu: alguém gritou o famoso ‘pega ladrão’ e, pelo ritmo do samba, meu irmão, não vai ficar um livre. Assim, a música de Ary do Cavaco ganha uma nova versão: Reunião de Bacana agora é na cadeia!

Os frutos das delações premiadas são estarrecedores, fazem os olhos esbugalharem. O assombro toma conta quando são anunciados os valores das propinas. Quando a gente pensa que eles já roubaram tudo, lá vem mais uma cifra exorbitante. Eu e a imensa maioria da população brasileira nunca chegaremos, nem em delírio, próximos a tanto dinheiro.

Não me canso de pensar que o futuro do Brasil agora vai acontecer. O Brasil é um negócio tão bom, mas tão bom, que nem com esse tsunami de desvios e estragos no erário público, aliados à má gestão e jogos de interesses, conseguiram acabar com o País.

Quem sabe com os presídios cheios e o Congresso e o Senado bem mais vazios e asseados, a gente consiga, primeiro sair do buraco, e segundo, alcançar o futuro que há tanto nos espera. A banalização da roubalheira é bem parecida com a violência das ruas. Receber milhões que não são meus em minha conta bancária é tão banal, hoje, quanto o trombadinha que mata por um par de tênis ou um celular.

O avesso da normalidade inebriou o sentido, desfez a moral, arrombou os valores e usurpou a ética. É como um torpor que toma conta da consciência e cega a razão. Um vício, um câncer, um desarranjo macabro de alma, mente e coração. Dinheiro e poder: dobradinha perigosa para quem é oco de generosidade, vazio de princípios e zerado na compaixão.

Junto ao desenvolvimento econômico, depois de tudo o que tem acontecido no Brasil, precisaremos resgatar também a alegria e a delicia de ser humano, de ser gente de bem, resistente aos pequenos delitos, firmes às grandes tentações.

Que a lição da Lava Jato e os seus desdobramentos seja também a nossa lição. Voltar a um tempo de razão, dignidade, emoção e vida plena, intensa de bons feitos e sentimentos.

Eu digo: tomara, tomara mesmo! Espero que Deus nos abençoe na caminhada exemplar de um novo momento para todos nós.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso