X
X

Diário da Região

Blogs
Diário História


Operário da Igreja
domingo, 07/08/16, às 00:00, por
Compartilhe

Em outubro próximo, padre Luiz Donizeti Caputo celebra missa de ação de graças pelos 30 anos de ordenação sacerdotal, presidente da maior obra social da cidade, o Serviço Social São Judas Tadeu. Nada mau para o ex-menino tímido, que tinha vergonha de dizer que seria padre (devido à caçoada dos colegas) e que se escondeu no mandiocal quando foram matriculálo no antigo curso ginasial. É homem de coragem.

De perseverança. Quando assumiu o São Judas, ouviu do bispo Orani: “Estou lhe entregando uma obra social com 240 alunos, trinta e poucos funcionários e uma dívida de R$ 1 milhão.” Ele não conhecia a instituição, nem sabia onde ficava, mas pensou: “Se tenho que ir, tenho que ir.” E foi. Os 240 alunos passaram a 400 e a dívida foi paga com a venda de terreno da paróquia. Não é só isso que fez: diminuiu a faixa etária dos alunos para acolher crianças mais cedo, abriu novas classes, elevou a paróquia a santuário, aumentou duas missas no dia 28 (dia de devoção do santo) e todo ano vai prestar contas no Canadá para uma comunidade portuguesa benfeitora.

pe. Luiz Caputo 01 - 0708206 No dia da ordenação sacerdotal em Catanduva, abraçando a mãe, dona Olívia, 88 anos; ele dedica um dia da semana a ela

Reformou a parte física da paróquia, criando capela para santo padroeiro e sua relíquia, de primeiro grau. Trata-se de fragmento de osso do apóstolo, com certificado de autenticidade emitido pelo Vaticano. Caputo nasceu na zona rural, nas proximidades do Córrego do Meio (‘Córgo do Meio’) entre Cosmorama e Ecatu. O pai era meeiro e ele o ajudava nos serviços da roça. Sentiu vontade de ser padre, mas não revelava a vocação pela timidez, até que viu alguns seminaristas fazendo a novena de Natal na fazenda e outros eventos religiosos, então não teve mais jeito: o chamado de Deus foi maior. 

Ingressou no seminário dos padres da Doutrina Cristã (até hoje atuando em Catanduva) e foi ordenado padre. Trabalhou 10 anos em atividades pastorais em São Paulo, até ser convidado pelo bispo dom José de Aquino para vir à Diocese. Assumiu Nhandeara e ficou mais 10 anos. Desde 2003, ele é nosso, de Rio Preto, comandante da obra social mais querida da cidade. 

 

pe. Angelo Del’ Oro - 07082016 Recebendo pe. Angelo Del’ Oro na última visita dele à obra, em 2004

Alegria com as coisas divinas

Nhandeara cativou pe. Caputo. “Fui amado e amei aquela comunidade. Tinha as capelas rurais, era um pouco resgatar meu mundo, acho que fiz um bom trabalho lá.” Além da organização pastoral nesta cidade, ele ainda reformou os imóveis paroquiais e construiu a capela Santa Luzia. Este trabalho foi notado pelo bispo, que convocou-o para assumir a Cáritas, dado seu evidente estilo administrador. Então veio o São Judas, seu mais novo desafio vencido. Hoje ele se divide no trabalho pastoral na igreja e na administração da obra, confiando numa equipe que ele acha maravilhosa. Assim como ele acha maravilhosa a comunidade de Rio Preto que o ajuda nos seus maiores eventos, a Festa das Nações e a Festa de São Judas.

 

pe. Luiz Caputo 02 - 07082016 No dia de sua ordenação sacerdotal na congregação dos doutrinários, em São Paulo;

Quem é

  • Nascimento: 2/12/1958
  • Filho de: Miguel (falecido) e Olívia (87 anos) Caputo
  • Irmão de: Antônio, Juvenal e Maria
  • Estudos: Escola Rural, Ginásio Estadual de Cosmorama e de Tanabi
  • Seminário: dos padres doutrinários em São Joaquim da Barra (SP)
  • Filosofia e Teologia: Seminário em Ponta Grossa (PR)
  • Ordenação: 11/outubro/1986
  • São Paulo: membro da Congregação dos Padres da Doutrina Cristã, foi reitor do Seminário Nossa Senhora de Fátima até 1998
  • Mudança: em 1993, desliga-se da Congregação, transferindo-se para Rio Preto
  • Diocese de Rio Preto: é nomeado para a paróquia de Nhandeara; assume funções como membro do Colégio de Presbíteros e coordenador da Pastoral do Menor (até o primeiro semestre de 2016)
  • Atualmente: pároco reitor do Santuário e presidente do Serviço Social São Judas Tadeu, da Diocese de Rio Preto
  • Outras atividades: durante sete anos foi diretor espiritual do Retiro Comunitário na Paróquia de Santa Cruz, na cidade de London, Canadá, responsável por encontros anuais de formação
  • 28/abril/2003: assume a presidência do Serviço Social São Judas Tadeu
  • 23/10/2003: a igreja São Judas passa a santuário, por decreto do bispo Orani João Tempesta
  • Time: Santos

 

pe. Luiz Caputo 03 - 07082016 Com dom Orani Tempesta quando o escolheu vigário forâneo da região de Nhandeara

Palavra do Cardeal

“Fico feliz pelo jubileu (30 anos) de ordenação do padre Luiz Caputo. Conheci-o em Nhandeara, na época em que eu era bispo da Diocese de Rio Preto e depois tivemos a oportunidade de transferi-lo para o São Judas, em Rio Preto, para o trabalho social junto aos menores, um trabalho de continuidade da caminhada dos missionários combonianos. Pe. Caputo, na sua questão de organização pastoral, no seu trabalho de evangelização, tem uma capacidade muito grande para levar adiante essa missão importante. 

De outro lado, demonstrou, como já tinha demonstrado anteriormente na Cáritas, uma capacidade organizativa nas questões sociais, de poder levar para frente um trabalho enorme como esse da obra, o São Judas, uma tradição tão antiga. E ao mesmo tempo lidar com as dificuldades financeiras e a promoção de eventos para custear a obra. É um sinal daquilo que a Igreja vem chamando a fazer, junto com a evangelização, junto com aquilo que se fala explicitamente de Jesus Cristo, indo ao encontro dos que necessitam de ajuda como o São Judas vai em busca dos menores que necessitam, para promovêlos. 

Tantos anos acontece isso, e a obra está viva. E eu vi justamente isso no pe. Caputo, alguém que poderia levar adiante essa obra social, como ele tem levado até hoje. São dois aspectos que vejo nele: a perseverança na evangelização, pelo seu trabalho incansável de missionário, e toda organização na questão social, sabendo que o evangelho tem essa missão de concretizar, ir ao encontro dos necessitados. Parabéns a ele, que Deus o abençoe e continue fortalecendo essa sua missão."

Orani João Tempesta, cardeal-arcebispo do Rio de Janeiro

 

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso