X
X

Diário da Região

03/03/2017 - 15h14min

Venda de animais

Além da vitrine do pet shop

Venda de animais

Freepik/Divulgação Se você estiver de olho em um bichinho do pet shop ou canil, fique atento se o local se preocupa com o bem-estar do animal
Se você estiver de olho em um bichinho do pet shop ou canil, fique atento se o local se preocupa com o bem-estar do animal

Você está passeando pelo shopping e de repente vê uma vitrine com animais lindos, impossível não parar para olhar os filhotes, não é mesmo? Ao mesmo tempo em que achamos eles fofinhos, vem os questionamentos de como esses animais são tratados. Será que eles ficam presos naquele vidro o dia todo? O local é quente? Eles são alimentados? Por isso, antes de comprar um animal é preciso checar se o estabelecimento garante o bem-estar dos bichos. 

A comercialização de animais para venda ou doação, principalmente em feiras e pequenas lojas é uma prática comum no Brasil. O problema é que em muitos casos os animais são colocados em espaços pequenos e são submetidos a situações de maus-tratos, sem água ou alimentação em quantidade adequadas, por exemplo.

Segundo o Conselho Federal de Medicina Veterinária é obrigatória a presença de um médico veterinário como responsável técnino em estabelecimentos que comercializam animais. A Resolução CFMV nº 1069/2014 estabelece princípios e normas para garantir a segurança, a saúde e o bem-estar dos animais que estiverem sob o cuidado de pet shops, parques de exposições e feiras agropecuárias. 

Uma das funções do veterinário responsável técnico é a de orientar os proprietários dos estabelecimentos sobre a necessidade de restrição do acesso direto da população aos animais disponíveis para comercialização. "O contato deve acontecer somente nos casos de venta iminente. Essa medida pode evitar, por exemplo, que os animais em exposição sejam infectados por possíveis doenças levadas nas roupas das pessoas", explica Benedito Fortes de Arruda, presidente do Conselho Federal de Medicina (CFMV).
 
Em abril será realizado o IV Congresso Brasileiro de Bioética e Bem-Estar Animal, organizado pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária, com o apoio do CRMV-RS, em Porto Alegre. Com o tema 'Bem-estar e dor: interesse em não sofrer', o objetivo do evento é justamente orientar e conscientizar especialistas para evitar o sofrimento e maus-tratos de animais. 

Se você estiver de olho em um bichinho, fique atento a essas dicas e se perceber qualquer irregularidade denuncie. Ferir, mutilar, cometer atos de abuso e maus-tratos aos animais podem resultar em detenção de três meses a um ano, além de multa, segundo a Lei de Crimes Ambientais, de nº 9.605/1998.

 

 

 

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso