X
X

Diário da Região

09/10/2015 - 00h00min

Coluna do Diário

Os luxuosos carros dos vereadores

Coluna do Diário

Arquivo Veículos que a Câmara vai comprar têm do bom e do melhor, incluindo rodas de liga leve e rádio de última geração
Veículos que a Câmara vai comprar têm do bom e do melhor, incluindo rodas de liga leve e rádio de última geração

Assessores e vereadores de Rio Preto não poderão reclamar dos quatro carros que serão comprados pela Câmara neste mês. Calor registrado nos últimos dias não será desculpa para os parlamentares deixarem de cumprir suas obrigações. Mas tem muito mais. Consta no edital que define as especificações dos veículos oficiais algumas regalias como ar-condicionado, vidros elétricos, rádio com Bluetooth, leitor de USB, motor 1.6 para os veículos Sedan e motor 1.8 para a Minivan, que será usada pela TV Câmara.

A compra dos veículos foi tramada nos bastidores do Legislativo e só veio à tona após reportagem do Diário. A decisão da compra coube ao presidente da Casa, Fábio Marcondes (PR), que evita comentar o assunto publicamente. Marcondes não quer assumir para si o desgaste da compra dos veículos. E parece que os vereadores fizeram um pacto entre si e o assunto só não passou desapercebido na última sessão por conta de um comentário de Renato Pupo (PSD), que se colocou contrário à compra dos quatro veículos zero quilômetro. “Não há necessidade”, afirmou.

 

 

Arte - Novos carros Clique na imagem para ampliar

Pupo foi além. Disse que os novos carros comprados na gestão de Marcondes vão servir para assessores de vereadores fazerem campanha eleitoral antecipada nas ruas de Rio Preto. “Falei o que todos sabem”, afirmou Pupo. O presidente da Casa rebateu o parlamentar do PSD e disse que não há abusos. Em nota encaminhada ao Diário por e-mail, o presidente da Câmara justificou da seguinte maneira a necessidade da aquisição dos veículos: “Como já informado anteriormente, há demanda para os gabinetes dos 17 vereadores e diversos setores administrativos da Câmara”.

Marcondes escalou o diretor Geral da Casa, Azor Lopes da Silva Júnior, para argumentar que são elevados os gastos com manutenção dos veículos. Esse é um dos motivos para tentar justificar a compra dos novos veículos. Os quatro carros vão custar cerca de R$ 221,9 mil aos cofres públicos. Apesar da crise econômica que assola o país, a compra é encarada nos corredores do Legislativo com um “investimento necessário”.

 

 

 

 

NOTAS:

Projetos - O prefeito Valdomiro Lopes (PSB) encaminhou projeto de lei ontem à Câmara de Rio Preto liberando crédito no valor de R$ 115 mil à Empresa Municipal de Construções Populares (Emcop). “Tal solicitação está em conformidade com a orientação do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo”, consta no texto. Outra proposta enviada ontem por Valdomiro para o Legislativo inclui no perímetro urbano imóvel de propriedade de Antonio da Costa Neto e sua mulher, Vilma Stábile Costa. 

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso