X
X

Diário da Região

18/12/2015 - 00h11min

Cartas do Leitor

Tristeza

Cartas do Leitor

É triste reconhecer, mas o Brasil de hoje lembra o tempo dos senhores feudais, tamanha a quantidade de pessoas do governo envolvidas nas mais escabrosas mutretas proporcionadas pelo sistema político em vigor. Só temos notícias de desvios de recursos e pagamento de propinas, feitas por pessoas próximas aos detentores dos poderes. Nas várias gestões feitas pela Polícia Federal e pelo Ministério Público, via juiz Sérgio Moro, da Lava-Jato, ocorreram prisões de elementos que acusam políticos e pessoas ocupantes de importantes cargos na República Federativa do Brasil. As acusações são fortes, e, pasmem, nada acontece. Eles, os acusados, defendem-se acusando ou negando todas as denúncias proferidas. Fosse uma República séria, esses elementos já teriam sido presos, cassados e ou exonerados de seus cargos. Porém nada disso acontece. É uma desfaçatez muito grande contra o público pagador de escorchantes impostos pagos ao sacrifício com muito suor, e, por vezes, lágrimas. Será que nunca teremos o prazer de ver pessoas de péssima índole alijadas das benesses que seus cargos oferecem? Estamos desesperançosos e cansados dessa longa, triste e sórdida situação. Eles se divertem, vivem nababescamente, viajam, usufruem de forma acintosa dos parcos recursos que o país tem numa farra sem precedentes. Ninguém se movimenta para acabar com isso. Pelo contrário. Cada vez mais ações são tramadas para mantê-los no poder, desde que seja com uso do erário.

Armelindo Pestile, Tanabi

 

Resposta
 
Vez por outra lemos nessa coluna a altivez de pretensos mestres defendendo os 13 anos de governo populista do PT. Neófitos, arrogantes e ideólogos de uma causa perdida. Toma 'tacape'. Bem na sequência, não há fantasias e muito menos falácias, eis que comprovado. Salário mínimo de R$ 200 em (2003), que comprava 400 litros de álcool, hoje você compra 290 litros. A considerar que ele cresceu 53% acima da inflação, essa conta vai pro espaço. O Minha Casa Minha Vida contemplou 3,857 milhões de residências, dos quais apenas 2,7 milhões foram entregues o restante só Deus sabe o que irá acontecer. Suponhamos que para ratificar o slogan que é um governo para o povo, tivesse esse privatizado a Petrobrás, por meros 100 bilhões de dólares. Seria possível fazer o maior programa de desfavelamento da história da humanidade. Hoje a dívida dessa empresa chega perto dos R$ 300 bilhões. Mais de 42 milhões de pessoas foram excluídas da miséria absoluta graças ao Programa Bolsa Família (R$ 70 por criança!). A considerar que somos 200 milhões, esse número jamais foi verdadeiro, pois estaríamos convivendo com saques em supermercados e outros, coisa que não vi acontecer. Mais de 30 milhões foram alçadas à classe média. Digamos que o número seja verdadeiro, a considerar o tanto que trabalhamos e a natureza generosa que temos. Se o mesmo governo tivesse construído refinarias de petróleo, ferrovias para escoar a produção e usinas para produzir energia a baixo custo, teríamos pinçado 50 milhões à classe A. Diante desses argumentos pode-se, em sã consciência, dizer que o governo populista do PT promoveu crescimento?

Flávio Pupo, Rio Preto 

 

Opinião
 
Discordo frontalmente, mas respeito a opinião do leitor Osvaldo Roberto de Carli que, na edição do último dia 12, lamenta o fato do deputado Edinho Araújo não apoiar o impeachment da presidente Dilma Rousseff. O deputado tem de ser grato à ela e ao Michel Temer que o nomearam Ministro da Secretaria Nacional dos Portos, mesmo sabendo que ele tem disputado eleições mediante a concessão de liminares por estar enquadrado na Lei da ficha suja por improbidade administrativa com condenação em primeira e segunda instâncias, além de ter tido as contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado e confirmada pela Câmara. Reconhecer as pessoas que nos valorizam é notável. Ele faz bem em defender quem o tutelou e ignorou a sua vida pregressa.

Lucas Alves dos Santos, Rio Preto

 

Reclamação
 
Quero deixar registrada minha indignação em um multa sofrida pelo meu veículo, modelo HB20S, branco. A multa, aliás, não tem razão de existir e muito menos de ser cobrada. O referido carro foi furtado no dia 8 de agosto deste ano. Fiz um boletim de ocorrência quase que instantaneamente, por volta das 11h30. Às 13h30 do mesmo dia foi multado em um radar na avenida Ernani Pires Domingues, trafegando a uma velocidade de quase 80 km por hora, cujo radar é de 60. Bem, meu veículo foi recuperado pela Polícia Militar, por volta das 2h30. Assinei o termo de recebimento às 5h30. Recebi a multa alguns dias após o ocorrido, imediatamente entrei com recurso. Apresentei inclusive cópias do BO. Só que agora recebi a mesma multa de volta dizendo ter sido indeferida e que eu tenho que pagar. Acho isso uma injustiça, pois a impressão que eu tenho é que nem sequer foi dado a atenção ao meu recurso, simplesmente indeferiram. Não estou me importando com a quantia a ser paga, que, na verdade, é irrisória, mas aos pontos que vou perder em minha habilitação sem ter cometido tal infração. Deixo aqui externado minha indignação com a prefeitura de Rio Preto e, em especial, ao departamento de trânsito. Depois, ainda aparecem políticos dizendo que os radares são educativos. 

Luiz Carlos Romero, Rio Preto 

 

Reclamação  

Na esquina da avenida do Aeroporto, no sentido Vetorasso, existem pneus velhos e um monte de sujeira. Tudo está repleto de larvas de Aedes aegypti. O pessoal da prefeitura só procura onde não tem problema. 

Paulo Camargo, Rio Preto 

 


Cartas: 

As correspondências enviadas para esta seção devem ter o nome legível do autor, RG, foto, profissão, idade e endereço e telefone para confirmação prévia. Para dar oportunidade a um maior número de leitores, as cartas poderão ser resumidas. Os originais não serão devolvidos. As cartas podem ser enviadas da seguinte forma:

1) Pelo correio, endereçadas à avenida Feliciano Salles Cunha, 1.515 - CEP 15035-000, São José do Rio Preto-SP
2) Entregues pessoalmente no endereço acima
3) Por fax - (0xx17) 2139-2090
4) Por e-mail, no seguinte endereço eletrônico: leitores@diariodaregiao.com.br

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso