X
X

Diário da Região

06/10/2015 - 00h12min

Cartas do leitor

Transtorno

Cartas do leitor

Só podem estar de gozação com a cara de quem paga impostos, pra variar impostos até demais. A cidade se transformou em um verdadeiro caça-níquel, pois tem radares demais, até escondidos, e não tem onde precisava ter. A cidade também se transformou em crateras, verdadeiras ciladas. O motorista tenta desviar de um buraco e cai em outros cinco. Para andar pelas ruas e calçadas desta cidade tem que ser um artista. Para não estragar o carro ou cair e se ralar. As avenidas que têm a segunda via de rolamento, digo isso porque se vê carro atravessando de um lado a outro, também viraram depósito de lixo, restos de comida, galhos e troncos. A avenida Romeu Strazzi já está há anos interditada. A avenida Brasilusa deixou de existir. Também estão há anos fazendo e desfazendo, nunca conseguem terminar. Dá dó de ver, era uma avenida muito bonita mesmo. Existia antes ali um canteiro central até a avenida José Munia. Destruíram esse canteiro totalmente, e nunca reconstruíram. Na rua da residência onde moro passaram uma tubulação e colocaram boca de lobo, uma porcaria. O asfalto não para de afundar em vários pontos. A cidade está um caos. Criadouro do mosquito da dengue, crateras, asfalto de qualidade péssima. Não adianta ficar brincando de tapar buracos, tem que fazer o serviço correto que é o recapeamento de todas as ruas da cidade, pois com as dezenas de impostos e multas de radares que cada morador e motorista pagam dá e sobra pra fazer um serviço decente. No Jardim Vivendas, fizeram um tal de piscinão. Arrancaram dezenas de árvores, não replantaram.Já não existe rua sem buraco ou cratera. A Prefeitura e os políticos só pensam no próprio bem estar deles. 

Nelwil Barbosa Dantas, Rio Preto

 

Crise

É a pior crise política, moral e social que o Brasil já viveu dos últimos séculos. Até quando, o brasileiro aceitará os dissabores de um governo à deriva. Quando esperávamos alguma melhora, com o corte na "carne", eis que surge o PMDB, o coadjuvante do espetáculo, mas que agora foi fator determinante para colocar os petistas "no chão" para continuar governando por mais três anos, sob um Estado em decadência. Enquanto isso, a economia fica estagnada, o desemprego aumenta e as perspectivas de tempos melhores não virão. O fundador do PT, Hélio Bicudo, apontou uma única saída, de Dilma: a força do povo está nas ruas. A insatisfação ecoarão os quatro cantos deste país. Nada compromete a presidente Dilma, senão as doações ocultas de empreiteiras e banqueiros inescrupulosos, que até então ganharam com apoio político. Dilma apresenta uma ficha ilibada na vida pública, mas pela inexperiência de administração pública, está levando o Brasil a um Titanic do século 21. A corrupção que varreu nesses últimos 12 anos no governo do PT, em Brasília, trouxe consequências nocivas ao povo brasileiro, que vem pagando a conta pela irresponsabilidade de um governo federal omisso principalmente à classe trabalhadora, a mais sofrida e, claro, aos empresários que não aguentam mais pagar uma das cargas tributárias mais altas do mundo. 

Harley Pacola, Rio Preto

 

Assepsia

Este querido torrão, que nos acolhe a todos, está a indicar o mais extensivo e frágil tecido social que se esgarça deixando à mostra o purulento e fétido material. Há que se fazer a assepsia mexendo na ferida e assim trazer à recuperação, o referido tecido.
É na adversidade que forjamos nossa têmpera, que nos organizamos na defesa daquilo que é nosso. Parodiando Karl Marx, conclamamos: trabalhadores de todos os rincões, unamo-nos.Eis que se alevantam as forças reacionárias, tais como L’armata Brancaleone, “abrindo fogo” contra Dom Demétrio Valentini, inquestionável inteligência postulante chegando até ao Papa Francisco. Haja saco. De fato, para conhecermos uma pessoa, devemos consumir, com ela, um saco de sal de 60 kg! Noutro giro, afirmamos que "nossa democracia" não atende a todos os brasileiros. Em 2012, 30 mil jovens foram assassinados; do total de mortes, 77% eram negros.

Alfio Bogdan, Rio Preto

 

Infração

Tudo o que é por dinheiro, como multa, é para fazer caixa do governo. E é para eles uma grande fonte de renda, satisfazendo seus próprios interesses. Não sou contra radares, desde que sejam proteção às nossas vidas no volante. Então, as multas deveriam acabar, a infração ficar restritas outras punições, com perda de ponto na CNH, suspensão de dirigir, até cassá-la, conforme o caso, prisão, etc. A arrecadação nas autuações e impostos deveria ser aplicada diretamente em educação no trânsito, curso gratuito ao cidadão quando tirar sua habilitação.Não é a alta velocidade a amiga da rapidez, da vida, da chegada. O importante são a atenção redobrada, todo cuidado e calma. Dirigir embriagado é um crime que não deveria ser considerado apenas culposo e, sim, doloso sempre, pois esse motorista deve saber que está colocando em perigo de morte ou de grave acidente com ele e os outros. Então esse deve ter cadeia severa, sem perdão pelo abuso. O respeito é ato divino.

Leonildo Berti, Rio Preto

 

Rio Turvo

Confesso que vi em lágrimas, milhares e milhares de peixes mortos na margem do Rio Turno desde 27/9, sentido Suinana/Altair. Estamos cansados de saber quem são os culpados destes crimes, são os donos de terras que alugam para as usinas de cana-de-açúcar para ganharem dinheiro e ficar à toa.Só que não possuem um pingo de dignidade e amor próprio ao meio ambiente, pois jogam venenos na cultura da cana, que ao chover, caem nos nossos rios, fora a água que eles sugam, em especial do Rio Turvo. E pensar que autoridades querem prejudicar os pescadores do Rio Turvo Km 27, os quais os conheço, pois estão ali há mais de vinte anos e preservam o meio ambiente do rio e que em conjunto, construímos a Capela dos Estudantes que morreram no rio em 24/08/00. Tenho plena certeza que desde a inauguração da capela em 2005, nenhuma destas autoridades, foi orar pelas almas dos nossos jovens, que perderam precocemente suas vidas.Resumindo, é mais fácil prejudicar os simples pescadores, do que ladrões quem não respeitam a natureza. Em especial a vida animal. Realmente, somos os piores animais racionais 

Naelson Ferreira Ferraz, Rio Preto

 


Cartas: 

As correspondências enviadas para esta seção devem ter o nome legível do autor, RG, foto, profissão, idade e endereço e telefone para confirmação prévia. Para dar oportunidade a um maior número de leitores, as cartas poderão ser resumidas. Os originais não serão devolvidos. As cartas podem ser enviadas da seguinte forma:

1) Pelo correio, endereçadas à avenida Feliciano Salles Cunha, 1.515 - CEP 15035-000, São José do Rio Preto-SP
2) Entregues pessoalmente no endereço acima
3) Por fax - (0xx17) 2139-2090
4) Por e-mail, no seguinte endereço eletrônico: leitores@diariodaregiao.com.br

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso