X
X

Diário da Região

22/09/2015 - 00h04min

Cartas do leitor

Semae

Cartas do leitor

Agradeço ao Diário e à professora Nilce Lodi pela oportunidade dada aos leitores, na edição de domingo do Diário História, de resgatar a importância do Palácio das Águas - ETA para a saúde da população de Rio Preto. A ETA, em seus 60 anos a ser completados em 1º de outubro próximo, continua sendo referência, não só arquitetônica, mas principalmente como um dos principais sistemas de captação, tratamento e distribuição de água de qualidade a 30% dos rio-pretenses. Os investimentos feitos e encaminhados a ser feitos na manutenção, reforma e ampliação da ETA espelham a preocupação da atual administração em preservar este importante sistema de abastecimento, que é parte da história de Rio Preto.

Ivani Vaz de Lima, superintendente do Semae, Rio Preto

 

Vereadores 1

Infeliz a fala do vereador Renato Pupo e aplaudida pelo vereador Fábio Marcondes, de que a redução ou extinção dos subsídios, fará surgir a figura do vereador desocupado, aposentado, corrupto e milionário. Lembramos que o cargo de presidente da República, governador de Estado, prefeito, deputados (estaduais e federais), vereador, não são empregos e muito menos funcionários públicos, que precisam picar cartão, mas sim são nossos representantes temporários que poderão ser substituídos a qualquer momento. Esses cargos deveriam ser preenchidos por pessoas de elevado espírito cívico e público, não pensando simplesmente em seus rendimentos. Como exemplos temos os presidente da OAB, Associação Comercial e Industrial, Fulbeas, Apae, Liga Rio-pretense dos Cegos Trabalhadores, que doam seu tempo sem nada receber. 

Paulo Sérgio Delabona, Rio Preto

 

Vereadores 2

Sem intenção de polemizar o assunto publicado no Diário (18/9) sobre a redução dos salários dos vereadores de Rio Preto, nem querer julgar o mérito da questão dos valores que recebem, cumpre-me tão somente alertar o vereador protagonista da reportagem, que não se deve generalizar afirmando que "vereador ganhando menos favorece a corrupção; que ele se beneficiaria de outras maneiras se não tiver salário; que ninguém trabalha de graça". Sou de opinião que tais afirmativas são levianas, por não levar em conta os valores éticos e morais exigidos de qualquer cidadão que não se envolve nessas tramoias. Talvez sua intenção tenha sido provocar discussão sobre a realidade na área da política... Quanto à ultima afirmativa, infelizmente o erro é grotesco. Como tantas outras pessoas, eu, aposentado, e mesmo antes da aposentadoria, sempre me envolvi em trabalhos voluntários. E continuo trabalhando, vereador. Talvez nem tanto quanto o senhor, mas de graça. 

José Vicente Berenguel, Rio Preto

 

Pingos nos is

Vamos pôr os pingos nos is. Muito interessante a carta do leitor João Marani (18/9) sobre o plágio de um programa de rádio que tem o nome de "Pingos nos is". Seria esse título plagiado do escritor italiano Dino Segri. A título de cooperação, embora o sr. João não precise, digo que o nome do italiano é Dino Segre (não Segri); esse escritor não poderia ter criado esse adágio no começo do século 20, pois nessa época ele teria apenas 8 anos e, finalmente, o adágio é de domínio popular, portanto seu uso não consiste em plágio. Plágio só ocorre quando alguém apresenta uma obra intelectual (literária, científica, etc) como sua, porém produzida por outrem. O programa "Pingo nos is" é contra o lulopetismo. Claro que quem é petista não gosta dele. Ainda mais no momento em que o Lula (não vou usar o nome Pixuleco, pois é criação do João Vaccari, não quero cometer plágio), Dilma, PT e seus comparsas (alguns presos) estão correndo perigo de extinção. Felizmente!

José Ruiz Talhari, Rio Preto

 

Reflexão

Vocês perceberam que até antes do PT e seus aliados assumirem a Presidência, os políticos corruptos eram acobertados,  por Antonio Carlos Magalhães, Mario Covas, Ulysses Guimarães, Orestes Quércia, só para citar alguns. Hoje esses malfeitores do dinheiro público não têm mais "padrinhos", seus malfeitos são resolvidos com a Policia Federal e o Ministério Público. Por isso então o lema: "fora PT, fora Dilma". A inversão de valores é moda. Nas novelas, os artistas mais consagrados protagonizam papéis de bandidos e não mais de mocinhos. O juiz Sergio Moro por certo não avaliou quanto material de alto valor, quanto maquinário de ultima geração estão apodrecendo e deteriorando se nos pátios das empresas. Prenda os malfeitores, mas permita que as obras continuem. O Pais não merece ficar estacionado, aguardando a lentidão da justiça. São essas bandeiras que devemos defender. Um partido que tem medo de deixar que o verdadeiro e o falso sejam discutidos no livre mercado de ideias, é um partido que tem medo das maiorias, seus lideres se condenam a viver na situação de desertores permanentes.

Egberto Xavier de Almeida, Rio Preto

 

Transbrasiliana

"Esclarecemos que a notícia publicada pelo portal Diário da Região, dia 19/9/2015, com o título "Duplicação 'transferida' aumenta pedágio" não representa o posicionamento da Triunfo Transbrasiliana. Atualmente, a Triunfo Transbrasiliana e a Agência Nacional de Transportes Terrestres - ANTT estudam a viabilidade de incluir a duplicação do trecho urbano da BR-153 em São José Rio Preto, prevista anteriormente para ser executada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes - DNIT ao contrato de concessão do trecho paulista da BR-153. Após avaliar a viabilidade de aditar o investimento ao contrato de concessão, a ANTT decidirá a forma adequada de promover o reequilíbrio no contrato de concessão, dentre as alternativas: aumento da tarifa, extensão do prazo de concessão da rodovia e/ou outras formas previstas no contrato de concessão e permitidas pela legislação vigente". 

Susan Cristina  Buranelo, Triunfo Transbrasiliana.
 

:: Nota da Redação - A nota da Triunfo Transbrasiliana apenas confirma exatamente tudo o que está na reportagem.

 


Cartas: 

As correspondências enviadas para esta seção devem ter o nome legível do autor, RG, foto, profissão, idade e endereço e telefone para confirmação prévia. Para dar oportunidade a um maior número de leitores, as cartas poderão ser resumidas. Os originais não serão devolvidos. As cartas podem ser enviadas da seguinte forma:

1) Pelo correio, endereçadas à avenida Feliciano Salles Cunha, 1.515 - CEP 15035-000, São José do Rio Preto-SP
2) Entregues pessoalmente no endereço acima
3) Por fax - (0xx17) 2139-2090
4) Por e-mail, no seguinte endereço eletrônico: leitores@diariodaregiao.com.br

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso