X
X

Diário da Região

12/02/2016 - 00h40min

Cartas do leitor

Presos-1

Cartas do leitor

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) repudia veementemente o título usado na matéria 'Estado torra R$ 1 mi para transportar presos'. Existem salas de teleaudiência nas Justiças Estadual e Federal. Informamos abaixo o número de audiências realizadas através desses equipamentos: Justiça Estadual/Fórum São José do Rio Preto - 2013: 1; 2014: 0; 2015: 28. Justiça Federal/Fórum Federal de São José do Rio Preto (TRF 3º Região) - 2013: 11; 2014: 6; 2015: 7. A utilização dessas salas depende exclusivamente das autoridades judiciárias, não cabendo qualquer tipo de providência pelo Governo do Estado, através da SAP. O termo 'torra' dá conotação de irresponsabilidade no uso de recursos públicos, como se as escoltas fossem feitas à revelia de critérios técnicos e de segurança, e isso não condiz com a verdade. O cálculo feito pela reportagem sobre o número de policiais deslocados para escolta também é errôneo, pois somente é utilizada escolta da Polícia Militar nas remoções que envolvem presos do regime fechado, portanto deve-se excluir os presos do Centro de Progressão Penitenciária (CPP), todos de regime semiaberto. Quando o promotor de Justiça denomina profissionais da escolta como "babás de presos", ele está depreciando o profissionalismo e a seriedade de um trabalho que é feito, como já dito, com critérios técnicos e de segurança, além de depor contra duas instituições públicas, instituídas para zelar pela segurança da população (Polícia Militar e agentes de Segurança Penitenciária). Durante as teleaudiências, se o advogado de defesa opta por estar no Fórum, ele tem à disposição um canal de comunicação direto com o seu cliente, que pode ser usado a qualquer momento, sem gravação ou escutas. A tecnologia também permite ao juiz fazer uma leitura ótica de 360º da sala onde está o preso, a qualquer momento. Importante destacar que não permanecem funcionários da SAP dentro da sala durante a teleaudiência. O percurso entre Rio Preto e São Paulo é feito em aproximadamente 4h30 e os presos são alimentados na unidade de origem e recebem todas as outras refeições na unidade de trânsito (destino), portanto dizer que, "por vezes [OS PRESOS] ficam sem comida o dia inteiro", também não condiz com a verdade.

Mariana Borges, Secretaria de Administração Penitenciária.

 
Nota da Redação - Os números das teleaudiências mostrados acima só reforçam a ociosidade do sistema, considerando o universo de 3,2 mil presos transportados nos últimos cinco anos.

 

Presos-2 

O homem até pode ser educado, estudado, formado e dedicado, no entanto, fica habituado, acostumado e estacionado. Um velho ditado diz: "se podem complicar, por que facilitar"? Sim, isso mesmo, e digo mais: permanece válido outro velho adágio, qual seja, "o uso do cachimbo entorta a boca". E como entorta!

Jorge Hipólito, Rio Preto.

 

Previdência 

A Previdência Social brasileira está mais uma vez na mira de especialistas do Governo Federal que levam em consideração as questões econômicas, considerando como tal a arrecadação e a forma de remuneração dos que buscam os benefícios. Mais do que nunca se faz necessário o debate, juntando especialistas em economia, na área jurídica e no campo social. E o movimento sindical como um todo. Não se pode admitir que os projetos governamentais sejam colocados fatos consumados. O assunto exige muito discernimento e compromissos efetivos numa questão tão importante.

Uriel Villas Boas, Santos.

 

Literatura 

Charlote Maria, personagem esmeradamente criada por Loreni Fernandes Gutierrez, faz parte do que Jung denominou de forma magistral "inconsciente coletivo". Ela habita em cada um de nós e por isso nos identificamos com esta personagem sensível e sensitiva, intrigante e misteriosa. Para quem acredita em reencarnação, como eu, Charlote Maria é o resultado de muitas vidas pelas quais, entre acertos e erros, a reparação é exigida. A natureza não dá saltos, nos ensinou Darwin, o cientista que revolucionou o mundo com sua teoria evolucionista. Admito que eu seja seguidora de Darwin, mas a longo prazo, como ele mesmo previa. Múltiplas existências nos encaminham por labirintos e relacionamentos conforme nossas escolhas e ações. Não foi diferente com Charlote Maria, que me pegou pela mão na noite de 4 de dezembro (lançamento do livro) e nem soltou quando cheguei à última página. Ela continuou comigo muitos dias, provocando minhas fantasias, instigando raciocínios e me convidando a decifrar (decifra-me ou devoro-te?) sua natureza e sua história. Ainda a tenho em mim, porque faz parte de cada um de nós esta centelha universal que move a vida e nos move em direção a algo maior e melhor que nós mesmos.  Cada um que dê a este poder o nome que quiser. Nomes nada significam, já disse Julieta a Romeu, discutindo a inutilidade de ser um Capuletto e outro Montecchio. A essência é o que permanece de nós, e esta essência é construída de exemplos, de atitudes, de comportamentos dignos. Como foi a essência de Charlote Maria: um todo em que partes se completaram e se amalgamaram e se distribuíram em cada um dos leitores desta obra tão bem elaborada. Parabéns, Loreni! Seu olhar astuto e sua perseverança em estudar a fundo a natureza humana a fizeram criar um belo enredo, personagens consistentes em um mundo factível, um mundo possível em um não-tempo, ainda que pontuado em séculos e um não-lugar. No entanto, o que são séculos diante da eternidade? O que são cidades em nosso Universo?

Rosalie Gallo y Sanches, Rio Preto

 

 


Cartas: 

As correspondências enviadas para esta seção devem ter o nome legível do autor, RG, foto, profissão, idade e endereço e telefone para confirmação prévia. Para dar oportunidade a um maior número de leitores, as cartas poderão ser resumidas. Os originais não serão devolvidos. As cartas podem ser enviadas da seguinte forma:

1) Pelo correio, endereçadas à avenida Feliciano Salles Cunha, 1.515 - CEP 15035-000, São José do Rio Preto-SP
2) Entregues pessoalmente no endereço acima
3) Por fax - (0xx17) 2139-2090
4) Por e-mail, no seguinte endereço eletrônico: leitores@diariodaregiao.com.br

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso