X
X

Diário da Região

31/07/2016 - 00h00min

Cartas do Leitor

Olimpíadas

Cartas do Leitor

Vai começar o maior espetáculo esportivo do planeta. O Rio de Janeiro já respira e vivencia às Olimpíadas com a chegada dos atletas. Na próxima semana, 05/08, 20h, oficialmente acontece á cerimônia de abertura.

Espero que o nosso amado e querido Brasil irá bater o recorde de conquistas de medalhas, sejam individuais e coletivas. São cotados para a medalha de ouro: futebol de H e de M, vôlei de quadra e de areia também masculino e feminino, ginástica com Artur Zanetti, judô, vela com Robert Scheidt, handebol feminino, além da natação e do boxe. Enfim, vamos acompanhar atentamente um evento que pairam dúvidas especialmente sobre a organização e segurança.

Sou sempre otimista em tudo que faço e creio que no final, dia 21/08, data do encerramento, sentiremos orgulho de ser brasileiros. Torço para que consigamos um farto número de medalhas, para que a nossa população sinta um pouco de alegria, já que em outros assuntos, especialmente o político, são decepções em cima de decepções.

Antônio Carlos Novaes Filho, Rio Preto

Lembranças

Revirando as antigas VHS’s e as cultivando em novas mídias para que as lembranças floresçam e perdurem por mais alguns anos, acabamos por encontrar as fitas dos beijos, então esquecidas no tempo e agora, ao vê-las, trazem as imagens e as lembranças dos que se foram, ainda que neste plano e os perfumes dos lugares e das coisas que há muito não sentia.

Do Alfredo, de muitas lições e ensinamentos, o tempo deu cabo. A Elena? Só Deus sabe! Nosso velho cineminha também, provavelmente, foi ao chão e virou estacionamento - ou mercado, ou condomínio.

Contamos nossas histórias por meio de nossas recordações, num saboroso flashback, preservá-las é uma obrigação. Como noutro clássico, hoje, narramos nossos anos incríveis.

Arthur Merlotti, Rio Preto

Farol baixo

Se os estudos e pesquisas apontaram pela necessidade do uso aceso dos faróis para evitar acidentes nas estradas, não sou eu a contrariar, apesar desses acidentes serem em maior número nas cidades. E para evitar esse negócio de liga e desliga, a lei deveria abranger as zonas urbanas também.

Ou então, também uma outra adaptação na lei, poderia livrar de multas os trechos de rodovias que circundam cidades, como é aqui em nossa Rio Preto, onde duas rodovias cortam a cidade e os condutores as usam como ruas.

Outra sugestão seria a obrigação pelas montadoras de um sistema que, desligando-se a chave, apagam-se todas as luzes, que já é o caso dos automóveis da Fiat, evitando então o esquecimento. Caso contrário, apesar do prejuízo com as multas, teremos o prejuízo com as baterias e correlatos.

Cesar Maluf, Rio Preto

Ingratidão

O filósofo alemão Gohte usava sempre uma máxima em que dizia: A ingratidão é uma forma de fraqueza. Jamais conheci homem de valor que fosse ingrato. Enquanto o pensador Musalah-Al-Din Saadi filosofava: o coração ingrato assemelha-se ao deserto que sorve com avidez a água do céu e não produz coisa alguma:

Leio em todos os jornais que no Brasil todo, nesta época de eleições essa palavra ingratidão se tornou tão comum que as pessoas não se apercebem que estão sendo injusto às pessoas que lhe deram a mão um dia.

Isso ocorre na política e na vida comum de cada cidadão. No comércio e na indústria todo dia ouve-se algo desse tipo. Fulano foi ingrato comigo. O Brasil passa por momento econômico dos mais cruéis da história, comerciantes e industriais tem que reduzir sua folha de pagamentos senão a empresa toda cai.

Os que ficaram se sentem bem e um pouco assustado achando que sua hora um dia chegará. Ao que foram escolhidos no corte acham uma ingratidão incrível esquecendo as benesses que já recebeu enquanto empregado da firma. Uma empresa que, por exemplo, tem cem funcionários, tem necessidade cortar 20 para preservar os oitenta que ficaram. Mas quem foi para rua não entende isso e critica o padrão que sequer dorme por causa da crise que passamos.

A ingratidão de troca de partidos e de promessas não cumpridas na política esta tão comum que a tal de ideologia partidária não existe mais. Um político passa de uma sigla de direita para uma de esquerda ou vice versa num piscar de olhos. A ideologia, essa já há muito foi para o espaço.

Wilson Focássio, Rio Preto

Justiça

Todo meus respeitos ao Procurador da República Celso Três pelo contundente documento enviado ao senador Roberto Requião. Celso Três foi o procurador da República que investigou as célebres contas CC5 (Banestado), em cujo caso também atuou o juiz federal Sérgio Moro. Nesse escândalo, calculou-se 134 bilhões de dólares (R$ 500 bilhões) evadidos do país.

Roberto Requião fez um duro pronunciamento sobre a mãe de todas as corrupções: o Banestado. Não se fez infográficos, charges, muito menos campanha da mídia.

Os desvios que chegaram a quase R$ 500 bilhões – meio trilhão, bem mais do que as reservas internacionais do Brasil (!?). É o escândalo totalmente tucano, mas nenhum tucano foi preso.

O juiz do caso? Lógico, Sergio Moro, alguns procuradores eram os mesmos da ora Lava Jato e nada fizeram e nem têm intenção de o fazer. Moro soltou Youssef, o principal doleiro do escândalo, e Youssef voltou a roubar.

Analisando as ‘10 medidas contra a corrupção’ de Deltan Dallagnol, Celso Três assegura que o juiz Sérgio Moro não é competente para investigar a multiplicidade de delitos a que se propõe. O documento exclusivo foi encaminhado ao senador Roberto Requião (PMDB-PR) em 23/7/2016.

“A Lava Jato está na Justiça Federal como consequência da olímpica ginástica de conexão probatória com outros delitos (lavagem de dinheiro transnacional) e agentes federais (ex-parlamentares). Na sua essência, seria da Justiça Estadual”, diz Celso Três, num trecho do documento. Preocupa-nos, sobremaneira, também, o método de distribuição eletrônica dos processos no STF que podem ter endereço certo.

Alfio Bogdan, Rio Preto

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso