X
X

Diário da Região

02/10/2015 - 00h33min

Cartas do leitor

Mercadão 1

Cartas do leitor

R$ 2.100.000 para reforma do Mercadão de Rio Preto? É isso mesmo? Parece que a Secretaria Municipal de Agricultura não vai reformar o Mercadão, mas construir um novo. O povo e o governo brasileiro estão passando por sérios problemas financeiros e alguns políticos estão vivendo num mundo de ilusão. Quando Jair Moretti era presidente da Emurb, o Mercadão estava sempre em ordem, porque era responsabilidade da autarquia a manutenção e custos das despesas. Que tristeza para os comerciantes e usuários. Há quanto tempo a Secretária não faz uma manutenção necessária? Deixou de propósito que chegasse neste estado de abandono e agora quer reformar? Será que vai acontecer com o Mercadão o mesmo o que a nossa Catedral?  Secretário, o senhor sabia que o Mercadão é patrimônio tombado e precisa de cuidado diariamente? E nossas entidades de classe, como a Sociedade dos Engenheiros, Comdephact, Rotarys, Promotoria, Acirp, IAB não vão se posicionar? Além desses R$ 2.100.000 ainda tem mais! Sua secretaria deixou que a Exposição Agropecuária de Rio Preto, depois de 60 anos de um trabalho de competentes pecuaristas e que nunca pediram verbas públicas, fosse embora para outro município. O senhor sabia que existe um calendário nacional de exposições e que não pode ser mudado só porque a cidade não concordou em financiar o evento? É hora de rever as políticas de sua secretaria! Precisamos desta pasta contribuindo para o desenvolvimento de Rio Preto. R$ 2.100.000, é tudo isto mesmo? Não é muito?

Iolanda Chibily Bassitt, Rio Preto


Mercadão 2

Foi no Mercadão que meus pais, por mais de 25 anos, trabalharam e foi lá também que comecei aos 14 anos meu primeiro trabalho. E quando esta semana surge a polêmica quanto à reforma, fico sinceramente preocupado com o destino daquele espaço, que apesar de tombado corre o risco de ser descaracterizado. Penso que apesar da verba suntuosa, todo cuidado na elaboração dos projetos de reforma deve ser tomado. O local me traz recordações de pessoas que tive o prazer de conhecer e conviver: Diudine Lui, Lauro Fonseca, sr. Vizzioli, Andaló, Edis Figueira, Nilce Miola, Abner, o gerente Spigollon e tantos outros, que assim como meus pais participaram da vida do Mercadão. Gostaria de ver preservado este abençoado local, e é em nome destas pessoas e daqueles que frequentam o local, que venho solicitar: apliquem com consciência e carinho a verba liberada para a reforma. Os antigos permissionários, os atuais e a população riopretense agradecem.

Alceu Signorini Jr, Rio Preto

 

Cuba x EUA

Lendo a carta do bispo de Jales, dom Demétrio Valentini (24/9) sobre Cuba x EUA, chamaram-me a atenção seus elogios ao regime socialista, principalmente à política, às conquistas sociais e à economia daquela ilha. No âmbito das conquistas sociais, ressaltou como "indiscutíveis valores" "o sucesso na educação e no sistema público de saúde". No campo político, ressaltou o valor do povo cubano por ter criado "mecanismos de resistência, ante a permanente tentativa dos EUA de inviabilizar seu caminho alternativo ao liberalismo econômico". Arremata sua carta dizendo: "Cuba, com o testemunho de seus heróis...saberá apressar o processo de sua plena reintegração no convívio político e econômico das nações." Sem dúvida, o sucesso no sistema de saúde e de educação é um valor inestimável para qualquer nação; a resistência do povo em favor de sua pátria é louvável, quando espontâneo e não obrigatório e sabemos que todas as nações se orgulham de seus heróis. No meu ponto de vista, o bispo de Jales (assim como o Papa fez na visita a Cuba) não abordou nenhum ponto referente aos direitos humanos. Entendo que as conquistas referidas acima são totalmente anuladas quando não se tem respeito pelos direitos e garantias fundamentais do cidadão. De nada vale ter saúde e educação se o cidadão não tiver o básico direito de ir e vir, de escolher sua profissão, de poder usufruir o resultado de seu trabalho (veja a situação dos médicos cubanos no Brasil), e muitos outros direitos. Basta ler o artigo quinto da nossa Constituição - "Dos Direitos e Deveres Individuais e Coletivos" - que veremos o quanto o regime socialista e ditatorial de Cuba sufoca, desrespeita, elimina o valor universal do ser humano: a liberdade. Como a cereja do bolo, o eminente bispo considerou como heróis os ditadores há 54 anos no poder que, para tomar e permanecer no poder, assassinaram milhares de cubanos e ainda hoje prendem e mantêm presos (por tempo indefinido) aqueles que se opõem aos "ideais" da revolução. As nações livres, seguramente, têm esperança de que esse regime socialista arcaico, superado, injusto seja eliminado futuramente, com a retomada da relação com os EUA. 

José Ruiz Talhari, Rio Preto


Lixo

Sinto vergonha como cidadão de ser ameaçado de multa pela falta de educação de jogar lixo na rua. Pergunto aos vereadores que estão contra a proposta do prefeito: algum dos senhores joga lixo na rua? Algum dos entrevistados pela reportagem do Diário (30/9) joga lixo na rua? Não há lixeiras nas ruas. E quem atira lixo de dentro do carro e descarta objetos na via pública, entulhos, sofás, camas, armários, também é por falta de lixeiras?  Pois bem, não há lixeiras, porque num país que parte da população não tem educação e joga lixo nas ruas, as lixeiras são vandalizadas. Simples assim. Estamos mesmo caminhando para o salve-se quem puder. 

Domingos Simon, Rio Preto 

 

 

Cartas: 

As correspondências enviadas para esta seção devem ter o nome legível do autor, RG, foto, profissão, idade e endereço e telefone para confirmação prévia. Para dar oportunidade a um maior número de leitores, as cartas poderão ser resumidas. Os originais não serão devolvidos. As cartas podem ser enviadas da seguinte forma:

1) Pelo correio, endereçadas à avenida Feliciano Salles Cunha, 1.515 - CEP 15035-000, São José do Rio Preto-SP
2) Entregues pessoalmente no endereço acima
3) Por fax - (0xx17) 2139-2090
4) Por e-mail, no seguinte endereço eletrônico: leitores@diariodaregiao.com.br

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso