X
X

Diário da Região

25/04/2015 - 00h44min

Cartas do leitor

Genocídio armênio

Cartas do leitor

Parabéns ao Diário pelo caderno "Um século em busca de justiça" (24/4), focalizando um dos episódios mais infames e camuflados do século 20, o Genocídio Armênio. Parabéns, sobretudo, a João Aris Kouyoumdjian e Carlos Daghlian pelos artigos honestos e comoventes. Realizam o que a historiografia moderna denomina como a Nova História. Inda que a trama dos interesses econômicos e políticos tente barrar a revelação dos fatos à posteridade, numa censura à verdade que sempre se impôs como a "história oficial", a História da Vida Privada, com sua costura de acontecimentos cotidianos, cartas e fotos, registra aos que vão nascer a crueza da história. O Genocídio Armênio, com o auxílio da venalidade de certos donos do poder, abriu as portas a outras infâmias da humanidade como o Holocausto. Minha solidariedade condoída à comunidade armênia.

Romildo Sant'Anna, Rio Preto

 

Unimed 1

Em resposta à carta enviada pelo senhor Antônio Arnaldo Gomes(23/4), a Unimed Rio Preto esclarece que o Pronto-Atendimento Adulto foi desenvolvido para elevar o padrão de atendimento de urgência/emergência da cidade. Como Rio Preto sofre os efeitos de uma epidemia de dengue e viroses, estamos recebendo fluxo adicional de clientes o que pode causar demora no atendimento. Os casos mais graves são priorizados conforme classificação de risco utilizada pelos mais renomados hospitais do país e validada pela Consultoria Albert Einstein. Por se tratar de um local para atendimento de urgências/emergências, podem ocorrer situações inesperadas como algum paciente se sentir mal e necessitar de socorro imediato, como no caso relatado na carta do leitor, em que o paciente foi prontamente atendido. Aumentamos substancialmente o número de médicos plantonistas para atender esse fluxo adicional de pacientes. Dessa forma, teremos atendimento mais ágil e a garantia de excelência no atendimento de urgência.

Assessoria de Imprensa Unimed Rio Preto

 

Unimed 2

Minha vontade de explodir aumentou ao ler o texto do leitor em 23/4, sobre a Unimed que cobra altíssimos preços pelos seus planos. Meu descontentamento tornou-se mais forte ao ler a carta pelas semelhanças com o não-atendimento de minha esposa.
Não podemos ser tratados com esse desrespeito.

Adelino Roberto Dias, Rio Preto

 


Lixo 1

Pasmem! O Ministério do trabalho e o Ministério Público do Trabalho demoraram 40 anos para fazer uma blitz sobre a empresa coletora de lixo, a Constroeste. Vamos ser sensatos - se demoraram tanto para descobrir as irregularidades, não podem agora exigir que de uma hora para outra, a empresa regularize as falhas e deixe de recolher o lixo da cidade. Nossa cidade já tem tantos problemas aguardando solução, por exemplo, dezenas de postes sem luz, mas ter que conviver com lixo e fedor já é demais. Duvido que estes fiscais nunca viram como funcionava a coleta de lixo e os coletores pendurados na traseira. Minha casa vai ficar com o lixo acumulado no quintal, mas a frente dos seus condomínios de luxo também vão.

Mirian L. R. Marim, Rio Preto

 

Lixo 2

Sobre a notícia de manchete, "Rio Preto e mais 6 cidades ficam sem coleta de lixo", parece-me que o tiro saiu pela culatra, quando visualizamos a maior vítima inocente de tal imbróglio: a população rio-pretense. Em detrimento de suas máximas intenções, acredito que a melhor trajetória social não foi a escolhida pelo Ministério Público do Trabalho que deveria, antes de instaurar o caos por nossas calçadas, notificar a empresa responsável ou quiçá, multá-la; mas não suspender um relevante serviço de utilidade pública, pegando a todos nós desprevenidos. Em meio a uma epidemia de dengue vivida na cidade e na região, proibir a coleta de lixo é realmente uma atitude lastimável que põe em risco a saúde coletiva.

Ederson Alves Gomes, Rio Preto

 

Raios

Todo ano, se faz matéria sobre raios e deixa-se de informar ao público que a queima dos eletrodomésticos é ocasionada pelo surto elétrico. Este surto ocasionado por raios e que vem pela rede é há muito tempo protegido pelo DPS (dispositivo de proteção contra surtos) encontrado em qualquer loja de materiais elétricos, mas a maioria das pessoas não sabe. Informar ao consumidor para tirar da tomada, além de perigoso é bem ultrapassado e mais: existem equipamentos como (portão eletrônico, ar-condicionado tipo Sprint, alarmes, etc ) que não se consegue tirar da tomada, pois estão ligados diretamente à rede do imóvel. E no caso em que o morador não está na casa quem vai tirar? O correto seria a instalação destes DPS no quadro geral, e o imóvel e seus eletrodomésticos estariam protegidos. Tirar da tomada é do tempo da vovozinha.

Carlos Alberto Pimentel, Rio Preto

 

Terceirização

O projeto da terceirização aprovado na Câmara por certo não vai atender ao principal interessado, o trabalhador. Esta é uma situação que não precisa de nenhum especialista para sua constatação. E mais, há muito tempo a terceirização está presente no serviço público municipal, estadual e federal, na iniciativa privada e nas empresas estatais. O que se lamenta é que até sindicalistas tenham defendido sua aprovação. Mas a questão não está encerrada, e na tramitação no Senado muita coisa pode mudar.

Uriel Villas Boas, Santos 

 

Cartas: 

As correspondências enviadas para esta seção devem ter o nome legível do autor, RG, foto, profissão, idade e endereço e telefone para confirmação prévia. Para dar oportunidade a um maior número de leitores, as cartas poderão ser resumidas. Os originais não serão devolvidos. As cartas podem ser enviadas da seguinte forma:

1) Pelo correio, endereçadas à avenida Feliciano Salles Cunha, 1.515 - CEP 15035-000, São José do Rio Preto-SP
2) Entregues pessoalmente no endereço acima
3) Por fax - (0xx17) 2139-2090
4) Por e-mail, no seguinte endereço eletrônico: leitores@diariodaregiao.com.br

 

 

>> Leia aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso