X
X

Diário da Região

20/03/2016 - 00h29min

Cartas do leitor

Corrupção

Cartas do leitor

 Salvatore D'Onofrio, doutor pela USP e mestre titular pela Unesp, é um italiano naturalizado brasileiro, sem dúvida, um dos mais notórios do País do que muitos cafumangos que se alardeiam como tal. Seus artigos e cartas que são publicadas pelo Diário são verdadeiras obras-primas de didática, com esmero, conteúdo e ensinamentos incontestáveis, sobretudo quando o assunto são a política e os desmandos praticados pelos politiqueiros e governantes que rapinam os cofres públicos. Seu artigo, União Nacional, publicado em 5 de março, página 2A, é o exemplo típico da contundente manifestação daquilo que o petismo contaminou com as mais deploráveis práticas de todo tipo de roubalheira e imoralidade administrativa, nos mais de 13 anos no poder, a decência, a moral, a dignidade e a honra dos brasileiros. Larápios viraram sinônimos de méritos e especialistas para se manter e espoliar o poder. Lucius Antonius Appius, que era juiz e remonta à época dos Césares na Roma antiga, vendia suas sentenças assinando-as como L.A.RAPPIUS, e como se deduz, Luccius era mais um corrupto no poder, tais quais são os aboletados aqui, principalmente, no governo federal e nos demais igualmente.  Mas Lucius Larapius, o mentor da corrupção na antiguidade, no contexto político administrativo brasileiro atual seria uma figura insignificante, sem nenhuma expressão e mero inocente. Graças ao destemor de Sergio Moro, que está pondo no xadrez os larápios e corruptos que assaltaram a Petrobras, ele corre o risco de ser o prisioneiro e o alerta serve também para o nosso promotor Sérgio Clementino, lamentavelmente. Tema a ser abordado com a maestria e a sabedoria do pundonoroso Salvatore D'Onofrio, é o que sugerimos.

Antonio Luiz Pimentel, Rio Preto

 

Dilma

Assisto indignado, até estarrecido, ao ver a que ponto chegou a política brasileira, e por via de consequência, a economia deste País. A presidente Dilma diz que teve 54 milhões de votos e que, por isso, está legitimada no poder. Esta legitimidade no poder é questionável, relativa, porque esses milhões de votos foram conseguidos, para não dizer comprados, sobretudo através do bolsa-família, que auxiliou e ainda auxilia milhões, é um tapar o sol com a peneira, não resolve o problema e cria extrema dependência do governo. O partido do qual faz parte a presidente aparelhou o Estado, de modo que tem petista enrustido em todo lugar desse Brasil, onde haja uma repartição pública, do Oiapoque ao Chuí. Lula lá no ministério da Casa Civil é a última bala para tentar salvar o governo Dilma do impeachment. Gostamos do Brasil e por isso não gostamos do PT. Contamos os brasileiros com o Congresso ou do Judiciário (o julgamento do Tribunal Superior Eleitoral) tirar esse partido do governo e esperamos que prepondere a voz que ecoou das manifestações de 13 de março. A dignidade do cidadão brasileiro agradece.

Wander Cortezzi, Rio Preto

 

Insustentável

A permanência de Dilma no palácio é insustentável. Não há Estado Democrático de Direito que suporte tamanho cara de pau. Independentemente de afinidade partidária, o povo repulsa esse governo corrupto, que viola os direitos constitucionais, manobra à serviço da corrupção. O Brasil vive uma incredulidade moral, política e econômica que "golpeou" o brasileiro com recessão, desemprego e inflação. A nossa Pátria Educadora é muito maior do que o poder e a ganância dos larápios. É indispensável retomar a legitimidade do país. E só há legitimidade com o combate implacável à corrupção, seja nas esferas federal, estadual e municipal. Durante a campanha de 2014, a presidente Dilma prometeu encaminhar ao Congresso Nacional o projeto que tipifica como crime "hediondo" a corrupção no país, mas parece que a camarada Dilma só soube acomodar no Planalto, o líder de um projeto criminoso, que culminou com a falta de recursos na Saúde, Educação de milhões de brasileiros. A impunidade está solapando as bases do Estado Democrático de Direito. A democracia não é instrumento para roubar o erário público e os nossos sonhos. Pelo contrário, é através dela que podemos exercer o controle efetivo da coisa pública. É somente através da democracia que construiremos o Brasil que sonhamos. 

Harley Pacola, Rio Preto. 


Indícios

Agradeço ao sr. Nélio C. Gomes por ter citado meu nome e concordado que todos devem ser investigados. Infelizmente, contra os tucanos nada foi investigado. Tudo foi para a gaveta, como sempre. Indícios há. Evidências, há. Provas, idem, bem como delações pelos mesmos delatores de Lula. Pelo mesmo motivo eu não contrataria um advogado para uma ação pública, como sugere, contra bandidos tão fortemente protegidos, seria, como de hábito, tudo engavetado. Corrupção do presente também existe e está sendo apurada e punida. No passado não foi assim. Encerro por aqui a discussão sobre este tema.

João Marani, Rio Preto

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso