X
X

Diário da Região

15/12/2015 - 00h20min

Cartas do leitor

Carta

Cartas do leitor

Para não dizer que já não fazia parte da base aliada há bastante tempo, e que quer o lugar de Dilma, fez essa carta 'desabafo de araque' para se livrar de vez desse governo, como se não fosse dele, no qual também é responsável, e poder agora eliminá-la sem constrangimento. Aliás, não foi só ele que saltou fora do barco e sim quase toda a base. Afinal, ela não libera emendas parlamentares há três anos, o que é a fonte para seus enriquecimentos ilícitos e ressarcimento dos gastos com campanha. Está aí a principal razão para aceitarem seu impeachment no qual com apenas 1/3 ou 172 deputados, vetariam o processo. Já está tudo combinado. O Temer já leu a cartilha da oposição, que é dona da TV 4º Poder e seu ministério que, essa hora, já deverá estar formado. Bastará, logo que acontecer, promover uma boa expectativa à população. Tudo voltará ao normal, lindo e maravilhoso. Liberando, é claro, as emendas parlamentares tão esperadas. Assim, vão conseguir a maioria e as chaves do cofre, que, infelizmente, voltarão para as mãos daqueles que uma vida política levamos para destituí-los. Ou será que acreditam que acreditaremos serem eles a salvação da pátria? O pior de tudo é o silêncio dos bons que aceitam essas atrocidades, em cima de atrocidades governamentais, e se calam dizendo que política é coisa para desonestos.

César Maluf, Rio Preto

 

Dilma
 
O Brasil não pode ser considerado um país sério, pois, se assim fosse, estariam todos os partidos trabalhando em conjunto para tirá-lo da situação difícil em que se encontra. A partir daí cada um apresentaria os seus candidatos e seus projetos de governo para 2018. A inflação no país já chegou a 84% ao mês no governo Sarney, as pedaladas fiscais já foram utilizadas pelo governo Fernando Henrique Cardozo pelo governo Lula. Os sucessores da presidenta Dilma mais parecem piada do deputado palhaço Tiririca. Pela ordem, teríamos vice-presidente, Michel Temer, presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, presidente do Senado, Renan Calheiros. Será que não haveria uma brecha para o deputado Paulo Maluf? Que tal nós analisarmos até as próximas eleições um nome que realmente tenha as qualidades para assumir o país? Que não sejam esses que estão todos os dias na mídia, torcendo para o quanto pior, melhor. Tem um que disse outro dia: "quero ver a presidenta sangrar". Aí sim! Poderíamos dizer para o mundo: "começamos a ser um país sério".

Domingos Simon, Rio Preto

 

Compartilhamento

Endosso o 'Desabafo' (Diário, 6/12) do leitor Antônio Carlos Del Nero, que considera o PT o principal responsável pela atual crise econômica e se pergunta até quando o povo brasileiro irá suportar isso. Meu posicionamento não é devido à divergência ideológica, pois Lula teve meu voto no primeiro mandado, na esperança de que providenciasse reformas estruturais necessárias para melhorar educação, saúde, ferrovias, segurança pública. Meu arrependimento foi enorme quando percebi que o PT, em lugar de apresentar um projeto de país, fez um projeto de partido para ficar no poder por décadas, conforme algumas falsas democracias da América do Sul. Após mais de 12 anos de governo petista, que colocou nos cargos públicos apadrinhados incompetentes, especialmente pela intrépida operação Lava-Jato, veio à luz o mar de corrupção em que nossa nação está imersa. A sociedade civil, finalmente, está se revoltando, exigindo impeachment e cassação de mandato dos políticos indiciados. Mas o PT, como outros partidos de inspiração comunista, dificilmente irão largar o poder, pois, além de interesses pessoais e de grupos, há o fator ideológico. O fanatismo político, como o religioso, é o pior inimigo da democracia e do avanço civilizacional.

Salvatore D' Onofrio, Rio Preto

 

Opinião
 
Vez por outra lemos nesta coluna a empáfia de pretensos próceres falando contra os últimos 13 anos de governo popular. Mentirosos, decadentes, retrógrados e toma 'borduna'. Pois bem, na sequência, não há fantasia e muito menos falácias, eis que facilmente comprovado. Salário mínimo cresceu de R$ 200 (2003) a R$ 510 (2010), com aumento real de 53,6%, num cenário de 155% de aumento nominal; no governo Dilma o aumento real de 8,61% num cenário de 22% de 2010 a 2012. Para elucidação, no ano 1999 o salário mínimo perdeu seu valor em 4,32% e, no ano 2002, 1,42%, respectivamente. O Minha Casa Minha Vida já contemplou brasileiros com 3,857 milhões de residências, das quais estão contabilizadas 2,169 milhões - já entregues - e 1,688 milhão de casas e apartamentos já contratados para entrega nos próximos meses e anos.Mais de 42 milhões de pessoas foram pinçadas da miséria absoluta pelo programa Bolsa-Família; 30 milhões de pessoas foram alçadas à classe média; o Brasil desapareceu do mapa da fome da ONU; 63 milhões de pessoas assistidas pelo programa "Mais Médicos"; 22 milhões de empregos com carteiras assinadas; mortalidade infantil de 29,6% para cada mil nascidas vivas em 2000 para 13,8% para cada mil nascidas vivas. Diante desses argumentos pode-se, em sã consciência, dizer que o governo popular promoveu retrocesso? 

Alfio Bogdan, Rio Preto 

 

Tatu-bola
 
Tatu-bola é a denominação comum para as espécies de tatu do gênero Tolypeutes. "Tatu" pelos buracos existentes na cidade. Nunca antes na história desse município houve tantos buracos. Nunca antes na história desse município houve tantos buracos profundos. Nunca antes na história desse município houve tanta incompetência.

Fábio Andrade, Rio Preto

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso