X
X

Diário da Região

09/04/2016 - 00h00min

Cartas do Leitor

Capa histórica

Cartas do Leitor

Trabalhei durante 23 anos no jornal Diário da Região, 16 deles como diretor de redação, e não me lembro de uma capa em que o título era a morte de quem estava em busca da informação, o maior direito reservado ao leitor, o de ser corretamente informado.

O texto do professor e jornalista Allan de Abreu foi preciso, curto e justo, precioso em passar a emoção e comoção, sem fugir à necessária correção do jornalista que tem a sua dor e deixa na medida certa o leitor perceber até onde pode ir o sentimento de um companheiro de profissão, especialmente numa redação de jornal.

Não conheci a jovem Laura Karan Jacob, mas imagino a satisfação de uma estagiária de jornalismo ao receber uma pauta importante, como o acidente na BR-153 que continua matando no mesmo ritmo em que se adiam obras importantes, como a sua duplicação.

Boas pautas costumam ser dadas para quem possa cumprir o dever de bem informar e à jornalista iniciante foi demonstrada toda a confiança dos seus companheiros em chefia e que a matéria requeria dada a sua importância.

Fizemos isso várias vezes com dezenas de outros estagiários ou recém-formados em jornalismo, na sempre tensa busca do seu primeiro emprego no jornal, mas que felizmente puderam concluir a coleta das informações, fazer o texto, ilustrar e “lamber a cria” no dia seguinte, como costumávamos nos expressar com o bom resultado. Esta cobertura, com certeza traria uma grande alegria à Laura, no dia seguinte, depois da publicação.

Quando escolhemos a profissão de jornalista, pensamos sim nos seus riscos (são vários) e neste caso a Lady Laura deu a vida por ela.

Quem morre assim, desperta feliz no outro plano dessa vida eterna.

Vislei Bossan, Rio Preto.

 

Laura

Me associo a todos os que foram surpreendidos com o falecimento precoce da estagiária de jornalismo do Diário, Laura Karan Jacob, ocorrido na última quinta-feira, por ironia do destino, Dia do Jornalista. Envio aos amigos de redação que conviveram com a Laura os meus sentimentos. Que Deus conforte a família desta que, com certeza, seria uma talentosa e brilhante jornalista.

Deputado Edinho Araújo (PMDB-SP).

 

Compra de votos

Os desgovernos do PT demonstraram e continuam demonstrando, diariamente, sua incapacidade de ter a sua autocrítica necessária para perceber ou aceitar seus erros como indicativos da péssima administração pública que tem exercido durante os últimos 12 anos. Com o assistencialismo comprador de votos, e com a corrupção e o suborno de milhares de canalhas esclarecidos, os donos do poder acham que tudo está dominado e que não tem que dar satisfações à ninguém quando são criticados por suas atitudes a não ser as costumeiras e deslavadas mentiras, leviandade.

Basta deixar que os canalhas usem indevidamente o termo ‘golpe’! Temos que contraditar a cada vez que eles utilizarem suas ameaças e suas mentiras.

Decente, segundo o dicionário brasileiro, significa aquele ou aquela que demonstra excesso de pudor, que concorda com as normas éticas e morais da sociedade, que expressa decoro, que está repleto de honestidade, pessoa digna, honrada.

Portanto, não posso concordar com determinadas pessoas que assim julgam Dilma Rousseff, uma vez que ela mente e mentiu descaradamente. Íntegra, infelizmente também não posso aceitar.

Luiz Fernando Carneiro, Rio Preto.

 

Buracolândia

Quero contestar a justificativa do sr. prefeito Valdomiro a respeito da buracolândia em Rio Preto, pág. 4A de 7/4, em que ele acusa as chuvas de verão como causadora do caos que estamos vivendo. Em setembro, estávamos na primavera e eu já conhecia alguns buracos que possuem ordem de serviço e até hoje estão aguardando para ser tapados.

É muito fácil culpar a natureza para camuflar a incompetência em administrar problemas sérios e recorrentes, como a proliferação dos buracos. Que o promotor de Justiça Carlos Romani apure as falhas nos serviços de tapa-buracos, porque além da péssima qualidade do asfalto, elas existem e não são poucas.

Quando as chuvas começaram em dezembro, muitos buracos que não foram tapados foram aumentando e além de causar transtornos aos motoristas, já causaram vários acidentes. O governo afirma que no verão choveu 90 dias incessantemente e isto é inverídico, e podem comprovar solicitando a pluviometria mensal à Secretaria Estadual de Agricultura.

Se as avenidas e vias artérias são priorizadas para o conserto, então porque na av. Ernani Pires Domingues, esquina com a av. Philadelpho G. Netto, existem três buracos desde setembro de 2015, e na Rua Nelson Squirra, esquina com a av. Mirassolândia no Residencial Ana Célia uma das vias está totalmente intransitável e possui a O.S. nº 35273 desde 16/9/2015?

Trânsito intenso também não é desculpa para a existência deles, porque o nosso trânsito sempre foi intenso, mas os buracos nunca deram tanta dor de cabeça como agora.

Mirian L.R. Marin, Rio Preto.

 

Manivela

Parabéns ao Diário da Região, do presidente dr. Norberto Buzzini ao mais humilde dos seus funcionários. Que Deus, como ao ilustrado pela competentíssima Cecília Demian, o Manivela, os conserve em uma imensa câmara fria, a fim de que sejam preservados eternamente.

Cecília, para pincelar mais um pouquinho seu riquíssimo Perfil (3/4), venho contribuir, visto que sou um grande fã do homenageado, com a poesia extraída do livro O Meu Viver, de autoria da poetisa rio-pretense Ana Maria Penteado, graduada em História Natural (Ciências Biológicas) pela Unesp, sob o título ‘Manivela’s Bar’:

Neste recanto, todos têm um canto/Onde em delirantes fantasias/Meio a choros e alegrias/Se ouve o tic-tac do pranto.

Aqui se viaja de recordações/E se vive o tempo das canções/Cada uma com sua glória/E cada qual com sua história.

Bate a noite e cá estou/A reviver um arco-íris de emoções/Por sofrimento ou encanto/Volto sempre a este recanto.

É o amigo que sempre vela/Nos desencontros de espera/Sempre ele Manivela’s/ bar esperança de quimera.

Egberto Xavier de Almeida, Rio Preto.

 

Cartas

As correspondências enviadas para esta seção devem ter o nome legível do autor, RG, foto, profissão, idade e endereço e telefone para confirmação prévia. Para dar oportunidade a um maior número de leitores, as cartas poderão ser resumidas. Os originais não serão devolvidos. As cartas podem ser enviadas da seguinte forma:

1) Pelo correio, endereçadas à avenida Feliciano Salles Cunha, 1.515 - CEP 15035-000, São José do Rio Preto-SP
2) Entregues pessoalmente no endereço acima
3) Por fax - (0xx17) 2139-2090
4) Por e-mail, no seguinte endereço eletrônico: [email protected]

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso