X

Diário da Região

28/06/2015 - 00h00min

Cartas do leitor

América

Cartas do leitor

Como torcedor fanático do América desde pequeno, estou  indignado com toda essa situação que ex-presidentes deixaram o clube. Imaginar que o Rubro tivesse que ser um clube sem dívidas seria utopia, porém essas dívidas nunca foram parceladas ou pelo menos tentaram negociar com pessoas que trabalharam no clube para aos poucos ir acertando as pendências. Claro que hoje na quarta divisão fica quase impossível, mas nos anos de elite paulista e com cotas gordas da Federação, se tivesse feito um parcelamento, hoje a história seria outra. Com o coração apertado, a Nação Americana vê esses dias terríveis que o América vem passando. Particularmente, gostaria muito que todos aqueles que realmente trabalharam no clube, (não os aproveitadores) recebessem o que é de direito. Pessoas importantes na cidade poderiam lançar alguma campanha nesse sentido. Do outro lado da cidade, tem um time querendo seus cinco minutos de fama, faz chacotas, tir sarro (que, claro, faz parte do futebol) e até diretoria faz vídeo para tentar acabar de vez com o maior clube da cidade. Por lá só se fala em patrimônio, dizem que estão nadando no dinheiro. Fica a pergunta: em qual divisão eles estão?  Tradição no futebol não são três meses de primeira divisão e nem patrimônio que não serve para nada quando seu torcedor não tem alegria dentro de campo. Tradição é ter história, é ter mais de 46 anos de elite paulista, ter jogado campeonatos brasileiro, conquistado títulos e jogado de igual para igual com os grandes clubes. América ontem, hoje e sempre.

Marcelo Berti, Rio Preto

 


Maioridade

Aprovado pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados, o projeto que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos tem a aprovação de quase 90% da população brasileira. Como se trata de uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional), Dilma não poderá vetar a medida se ela for promulgada pelo Congresso. Mesmo assim a presidenta assumiu publicamente posição contrária à proposta que esta em discussão no Congresso. De acordo com o seu pensamento: "os adolescentes não são responsáveis por grande parte da violência praticada no país. Os atos infracionais cometidos por eles não chegam a 10% do total dos crimes praticados no Brasil há décadas". Mais uma vez a presidenta perdeu uma grande oportunidade de ficar calada diante de sua baixa aprovação e popularidade. Mas preferiu opinar para agradar os "esquerdopatas" de plantão. Esses ativistas e defensores de direitos humanos não entendem que a discussão sobre a redução da maioridade penal não é sobre o aumento ou diminuição da criminalidade, mas sobre a questão da impunidade. Pois, quando esses menores são pegos depois de praticarem crimes bárbaros e hediondos passam apenas alguns meses foras das ruas. Porém, interpretando o pensamento da presidenta, tendo em vista que é muito difícil de entender suas falas, esses menores podem matar e estuprar a vontade, pois eles cometem somente 10% do total dos crimes praticados no país. Trata-se de um pensamento absurdo, para não dizer ridículo e hipócrita. Com raras exceções, adolescentes com mais de 16 anos não são tão bobos como parecem e, portanto, sabem muito bem das coisas, inclusive, de suas responsabilidades: até mesmo votar em políticos corruptos. Também não podemos dizer que a pobreza é a grande responsável pela violência em nosso país. Pura balela de "pseudo-intelectual" de esquerda. Tem garoto de 10 anos que trabalha para ajudar o pai ou a mãe (muitas vezes arrimo de família). É claro que, por infinitas razões, isso não é bom para a criança, entretanto, o caráter de uma pessoa não é formado somente pela condição social; muitas outras coisas compõem a base fundamental no processo de formação do caráter e da personalidade de um indivíduo. Qualquer psicólogo sabe disso! A "Pátria educadora" também tem a sua parcela de culpa neste processo. Por falar nisso o que o PT fez nos últimos 12 anos para diminuir a criminalidade no país? 

Roberto de Carvalho Júnior, Rio Preto

 

Ex-petistas

É impossível confiar em políticos porque não se consegue governar honestamente, ou é impossível governar honestamente com políticos desonestos? Tanto faz. O importante é ter consciência de que promessas de campanha nunca foram cumpridas e discursos nunca se devem escrever. Por exemplo, os últimos presidentes: Sarney elegeu seu sucessor Collor com discurso de que eram inimigos. FHC, com discurso socialista, se elegeu unindo-se aos manda-chuvas do PFL hoje DEM (donos do 4º poder - a TV e partidários do capitalismo selvagem) e depois disse que esquecessem o que falou ou escreveu. E agora é a vez de Lula se dizer meio inimigo de Dilma para se manter no poder. É tudo igual. No entanto, está cheio de ex- petistas, "ingênuos", revoltados com o nãocumprimento do discurso honesto que o PT pregou. Prega-se o que o povo quer ouvir senão não se ganha eleição. É proibido ser sincero num país de analfabetos políticos. O dia que formos mais politizados, saberemos mensurar o que é verdade ou mentira nos discursos e promessas de campanha. E nas urnas saberemos escolher partidos fortes que se responsabilizem pelos seus eleitos. O que não podemos ou devemos é devolver o poder, nas próximas eleições, àqueles que uma vida política levamos para destitui-los. E aí sim conseguiremos dar a volta por cima. Chegaremos lá.

Cesar Maluf,Rio Preto

 

Volume morto


Em minhas cartas a essa coluna, sempre discordei das opiniões do doutor honoris causa Lula, porém hoje vou concordar com conteúdo de seu discurso em evento recente com religiosos. Ele está plenamente certo, coisa rara, quando disse que ele e Dilma estão no “volume morto”; que o PT está “abaixo do volume morto”; que seu discurso é o mesmo desde 1980; que os petistas hoje só pensam em cargos, em dinheiro e em ser eleitos. Concordo também por ele não se excluir desse grupo de oportunistas, antiéticos, semi-analfabetos, retrógrados, que hoje tenta se descolar do desastre chamado Dilma. Essa senhora realmente merece ser chamada de “coração valente”, pois em três meses conseguiu o que a oposição não conseguiu em 35 anos: desmoralizar Lula, o PT, o lulopetismo e toda a vanguarda do atraso, onde ela está incluída. Parabéns, dona Dilma! O Brasil agradece.

José Ruiz Talhari, Rio Preto

 

Cartas: 

As correspondências enviadas para esta seção devem ter o nome legível do autor, RG, foto, profissão, idade e endereço e telefone para confirmação prévia. Para dar oportunidade a um maior número de leitores, as cartas poderão ser resumidas. Os originais não serão devolvidos. As cartas podem ser enviadas da seguinte forma:

1) Pelo correio, endereçadas à avenida Feliciano Salles Cunha, 1.515 - CEP 15035-000, São José do Rio Preto-SP
2) Entregues pessoalmente no endereço acima
3) Por fax - (0xx17) 2139-2090
4) Por e-mail, no seguinte endereço eletrônico: leitores@diariodaregiao.com.br

 

 

>> Leia aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso